Batizar uma empresa não é uma tarefa fácil. Especialmente quando o projeto é algo com o que você sempre sonhou: fica difícil separar a emoção da razão. No entanto, sua habilidade em escolher um nome para a empresa pode influenciar diretamente os resultados do negócio.

Como sabemos, o nome define a identidade de um empreendimento. A partir dele, a comunicação e o tom de voz da empresa tomam forma, e a marca ganha reconhecimento. Se você deseja entender um pouco mais sobre branding, não deixe de ler este artigo mais tarde.

A seguir, vamos aprender a escolher o nome para a empresa. Vamos analisar diversos aspectos, como SEO (Search Engine Optimization) e a facilidade de memorização. Vamos lá?

 

Como começar a escolher o nome para a empresa

Muitas vezes, o empreendedor tem algo em mente com relação ao nome e só precisa elaborar. Outras vezes, não tem a menor ideia de onde começar.

Para superar a crise de criatividade, comece decidindo o que você deseja comunicar. Isso deve reforçar os elementos-chave do seu negócio. Leve em consideração o nicho, a atitude, os objetivos e a essência do negócio ao criar o nome. Se ainda estiver difícil, redija a missão da empresa – isso pode gerar alguns insights. Amazon, por exemplo, dá ideia de algo grande e amplo.

Isso evita que você caia em escolhas que não são compreensíveis para todo o público. A cidade onde o negócio nasceu pode significar muito, mas, exemplificando, o que pode ocorrer com a “Loja Alfenas” quando ela quiser expandir o negócio para além da cidade do interior de Minas Gerais? Por isso, escolha nomes que foquem no que a empresa faz e significa, num contexto mais amplo.

 

Escolha um nome fácil de lembrar

Com as características principais já idealizadas, chega a hora de garantir que o nome seja memorável. O ideal é que seja algo relacionado a sensações, atitudes ou sentimentos. Assim, o público pode se lembrar por associação.

Além disso, é importante que o nome seja curto, tenha sons familiares às pessoas e seja fácil de soletrar. Você não vai querer que as pessoas tenham dificuldade em encontrá-lo no Instagram, por exemplo, porque os clientes não sabem escrever o nome da empresa. Isso vale para palavras idênticas a outras que conhecemos com grafia “dyferente”.

Números e iniciais também devem ser evitados. Empresas como IBM e 3M escapam dessa regra, mas estão no mercado há muitas décadas. Hoje, a concorrência é maior e se destacar com nome similar a esses citados é mais complicado. Por isso, avalie se vai valer a pena colocar um nome assim.

 

Saiba como registrar o nome

Você precisa ter cuidado com as leis vigentes antes de escolher um nome para a empresa. A primeira coisa a saber é a diferença entre o nome fantasia e o nome empresarial (razão social).

Razão social

É um item obrigatório do registro de empresas e feito nos órgãos do governo, no cartório ou na Junta Comercial. É o nome “oficial” de uma empresa, utilizado para os trâmites burocráticos, como emissão de notas, contratos de prestação de serviços, etc.

Esse nome deve ser exclusivo. Mesmo que a empresa “homônima” seja de outro ramo, pela lei é impossível registrar. Além disso, tem a menção quanto ao tipo de constituição legal, como Microempreendedor Individual (MEI) ou Limitada (Ltda.).

Para escolher uma razão social que esteja disponível, peça a ajuda de um contador.

Nome fantasia

Mas você não precisa utilizar a razão social como nome da marca. O nome fantasia também é registrado, seja no contrato social, seja na Junta Comercial, seja no cartório. Ele é o nome de divulgação da empresa, que será utilizado nas redes sociais, no material de divulgação, etc.

Para proteger esse nome de cópias, é necessário passar pelo processo de registro de marca. Saiba como fazer isso aqui.

Não precisa ser igual ou parecido à razão social, podendo ser da forma como o empreendedor quiser, resguardadas algumas regras, como proibição de termos chulos.

 

Atenção ao SEO

SEO significa Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Busca. Se você está criando um negócio, vai querer que ele seja encontrado facilmente no Google, não é mesmo?

Para isso, você precisa pensar no SEO quando escolher o nome para a empresa. Comece pesquisando termos na ferramenta do Google, o Key Word Planner. Basta colocar uma palavra ou expressão para saber se ela é muito buscada, além de termos relacionados.

Assim, você confere se o assunto ao qual o nome remete é normalmente pesquisado pelas pessoas. Muito do tráfego do seu site poderá vir do Google (o que chamamos de “tráfego orgânico”, ou seja, que não é pago). É importante que o nome do negócio facilite a chegada desses acessos.

Outra estratégia que pode favorecer o SEO é seguir as dicas que oferecemos acima. Se o nome da empresa é fácil de pronunciar e escrever, naturalmente aumentam os sinais de marca. Sinais de marca são menções em qualquer lugar da internet: redes sociais, blogs, outros sites. Isso assinala que sua marca é relevante e fortalece a otimização.

 

Contrate um especialista

Se a criação do nome da sua empresa está muito difícil, existe a opção de contratar um profissional especializado em naming. Essas pessoas têm sistemas específicos para criar nomes e conhecem as leis de registro e propriedade muito bem.

Além disso, pela experiência, podem dar conselhos na criação do nome que farão toda a diferença para o sucesso do seu negócio.

 

Escolha o melhor nome

Como você viu, existem várias regras e dicas específicas para a escolha de um nome. Pode parecer uma tarefa difícil, mas seu esforço será recompensado com um bom SEO e a facilidade de reconhecimento da marca.

Nunca deixe de pensar na identidade do seu negócio! Quer mais informações sobre isso? Acesse outro de nossos conteúdos:

VALE A PENA CONSTRUIR IDENTIDADE VISUAL PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS?

Leia mais sobre Inspiração Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.