Com o empreendedorismo social, todos ganham: os clientes, o empreendedor, a população e a cidade. Municípios com negócios sociais têm chances de crescer e se tornar polo de inovação, como o de Santa Catarina.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, o setor de negócios sociais deve movimentar mais de um trilhão de dólares, no mundo, nos próximos anos – no Brasil, o valor pode chegar a R$ 50 bilhões.

Mas o que exatamente são negócios sociais? O empreendedorismo social se caracteriza por empresas que geram renda ao resolver problemas da sociedade, seja por meio de serviços, seja por meio de produtos.

Como essas empresas, geralmente startups, têm potencial de fortalecer áreas deficientes das cidades, prefeituras vêm competindo para receber os negócios em seu território. No entanto, visando fazer de um município um lugar propício ao desenvolvimento do empreendedorismo social, é importante investir em algumas melhorias.

Neste artigo, vamos abordar algumas dicas essenciais a fim de que sua cidade se torne um hub de empreendedorismo social.

 

O que negócios sociais têm de especial

De certa forma, todo tipo de empreendedorismo tem potencial para mudar realidades. Quer pela geração de empregos, quer pelas oportunidades inovadoras, toda empresa nasce com o papel de fazer alguma diferença no mundo.

O empreendedorismo social se aprofunda nessa missão. Com uma fórmula diferenciada, negócios sociais unem capitalismo a fazer o bem. Assim, ajudam a aliviar a fome, a melhorar a educação e a qualidade de vida da população. Por trás dessas empresas, está a vontade de mudar o mundo, inerente ao ser humano.

Para que essas iniciativas tenham sucesso, empresas precisam fazer parcerias com governos e/ou entidades e trabalhar bem seu modelo de negócio. Segundo um relatório lançado pela Socentcity, que entrevistou 400 empreendedores sociais, quatro pilares permitem o desenvolvimento do empreendedorismo social:

 

  • Investimento: fontes de financiamento incluem seed capital, empréstimos, venture capital, crowdfunding e filantropia. Saiba mais sobre investimentos para startups aqui.
  • Capital humano: é preciso encontrar as pessoas certas, não só para compor os times, mas para atuar como mentores e conselheiros.
  • Regulamentação e receptividade: o empreendedorismo social necessita de leis e mercados receptivos às suas soluções que fortaleçam o ambiente empreendedor.
  • Qualidade de vida: inclui tudo – diversidade, custo de vida, transportes e todas as características da região que influenciam a experiência de vida.

 

Muito bem, temos os pilares necessários para cultivar o empreendedorismo social nas cidades. Como alcançar, porém, todas essas premissas? Veja as dicas abaixo para ter algumas ideias.

 

Seja transparente sobre os problemas da cidade

Empreendedores têm ideias baseadas em problemas. Se não há alguma necessidade específica que justifique a criação de um negócio, não há motivos para começar um. Por isso, urge ser transparente quanto aos problemas que a cidade possui.

Se o acúmulo de lixo, por exemplo, é um problema social persistente na cidade, deixe isso claro e incentive a criação de soluções inovadoras focadas nesse aspecto. Amsterdam, na Holanda, possui um site voltado para empreendedores sociais, no qual é possível conhecer a lista de prioridades da cidade, as empresas que já atuam por lá e links de pesquisas e informações.

 

Trabalhe seus pontos fortes

Nenhuma cidade é feita apenas de problemas. Certamente, existem pontos fortes que merecem destaque. Santa Rita do Sapucaí (MG), por exemplo, investiu na parceria com a universidade local para se destacar. Já o polo de Santa Catarina aproveitou o potencial das empresas de tecnologia.

Investir em tendências naturais da região é uma estratégia interessante, que reduz a necessidade de investimentos. Escolha um mercado de destaque ou uma atividade comercial que já esteja aquecida e invista em negócios nesse sentido.

 

Invista em infraestrutura

Essa é uma preocupação de qualquer cidade, mas aqui é preciso ampliar o significado desse tipo de investimento. Empreendedores sociais procuram por locais que ofereçam tratamento de água, esgoto, boas estradas e fornecimento de energia elétrica. O transporte intermunicipal ou interestadual também precisa ser facilitado.

E não para por aí: o fortalecimento do empreendedorismo social também depende de elementos como bons hotéis, hospitais, escolas, centros de compras e áreas de lazer. É fundamental criar um bom ambiente para que as pessoas tenham qualidade de vida. Regiões arborizadas e limpas também são atraentes.

 

Fomente a educação

Esta é outra prioridade de todo município. No entanto, para atrair negócios sociais, cidades precisam gerar mão de obra qualificada. Isso significa investir em mais cursos técnicos, cursos de graduação, pós-graduação, etc.

As parcerias com universidades também são importantes. A associação entre órgãos governamentais e instituições possibilita a criação de projetos de educação voltados para a capacitação de determinados setores, fortalecendo o empreendedorismo social.

 

Abrace a cultura das startups

Startups só são chamadas dessa forma por adotarem a cultura da inovação em seus modelos de negócio. Por isso, abraçar as startups em sua cidade é uma ótima maneira de desenvolver negócios sociais.

Isso significa formar parcerias com os ecossistemas, muitas vezes estabelecidos por iniciativa dos próprios empreendedores – como é o caso do San Pedro Valley, em Belo Horizonte. Com apoio, tais organizações podem crescer ainda mais, fomentando a troca de informação.

A construção de aceleradoras e o apoio às incubadoras nas universidades também devem estar no plano. Conheça aqui a importância desse tipo de projeto.

 

Negócios sociais são desafiantes, mas a cidade pode ajudar

Ao tomar atitudes para fomentar o empreendedorismo social, a cidade oferece melhores condições para os empreendedores. Além disso, cria oportunidades de crescimento e melhoria de indicadores. Todos ganham: empreendedores, cidadãos e governos.

Você sabia que cidades podem utilizar modelos de negócio? Entenda como:

MODELOS DE NEGÓCIO PARA CIDADES: 3 EXEMPLOS INSPIRADORES

Leia mais sobre Empreendedorismo Para sua região


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.