O modelo de negócio ideal é o que faz empresas terem sentido.

Sem isso, o empreendedor corre o sério risco de ficar perdido, sem saber como dar os próximos passos.

No post de hoje, você vai saber o que é o modelo de negócios, qual a sua importância e como é fácil construir o seu.

 

O que é modelo de negócio

A ideia do modelo de negócios surgiu antes dos computadores. Desde que existem empresas, as pessoas se baseiam em modelos para dar sentido ao que estão oferecendo, seja produtos, seja serviços.

Mas a criação até então era bastante arcaica. A primeira ferramenta que revolucionou o modelo de negócio foi a planilha. Com ela, passou a ser possível separar informações que poderiam ser analisadas de forma organizada e visual.

Agora, já evoluímos bastante nesse quesito. Uma obra que é referência essencial no assunto é o livro Business Model Generation, do suíço Alex Osterwalder e outros especialistas. Ele foi o criador do Business Model Canvas, ferramenta da qual vamos falar mais à frente.

Mas, antes de entrar na questão das ferramentas, vamos preparar o seu mindset (atitude mental) para criar um. A primeira coisa que você precisa entender é que o modelo de negócio ideal consegue determinar a sua estrutura de capital e está no cerne da sua empresa.

 

Um modelo de negócio ideal é como uma história

Para exemplificar, vamos observar a ideia que desencadeou uma das invenções mais incríveis da humanidade: o cartão de crédito.

Em 1891, J. C. Fargo, presidente da American Express (empresa americana ativa desde 1850), teve um problema durante uma viagem. Ele não conseguiu traduzir as suas “cartas de crédito”, modelo usado até então, para transferir dinheiro de um banco a outro.

Essa situação foi o gatilho que ele precisou para criar os “traveler’s checks”, ou “cheques de viajante”. Por uma taxa mensal, as pessoas podiam comprar os cheques, aceitos em muitos lugares pelo mundo, e se os perdessem, eram reembolsadas.

Isso foi conveniente para a empresa, para o viajante e para os estabelecimentos. Só em 1946 a Diners Club surgiria com uma versão plastificada, que se tornou rival do cheque viajante da American. E hoje já vemos soluções que dispensam o uso até do cartão, como os wearables (confira aqui a startup que oferece essa solução).

Isso mostra que um modelo de negócio ideal é aquele que aperfeiçoa o que está sendo feito agora. Não é necessariamente disruptivo como o que a Fargo criou, mas deve contar uma história que faz sentido e aprimora as opções do consumidor.

Assim como histórias, modelos de negócios podem ser totalmente novos ou apenas uma variação de algo já existente. Mas precisam explicar como a empresa vai funcionar.

 

Como um modelo de negócio ideal é pensado

Toda organização viável é construída em cima de um modelo de negócio ideal. Entretanto, procure não confundi-lo com a estratégia de negócio.

Um modelo de negócio explica como cada uma das partes vai interagir entre si. Isso não leva em conta a competição. Essa parte é trabalho da estratégia, montada normalmente no Plano de Negócios.

Por exemplo: o modelo de negócio de um restaurante é vender comida e serviço de atendimento em troca de dinheiro. O que faz diferença no sucesso do restaurante não é seu modelo de negócio, mas o que ele vai fazer para ter clientes, como vai gerir para não desperdiçar recursos, etc.

Um Plano de Negócios pode chegar a ter 50 páginas e você precisa de horas para compreender tudo. Já o modelo de negócio é possível compreender em poucos minutos. Em alguns casos, basta explicar uma vez para você nunca mais se esquecer.

➜ O livro Business Model Canvas apresentou perguntas-chave para você entender como sua empresa vai criar, entregar e capturar valor. São elas:

➜ A sua proposição de valor: o que você oferece que é único no mercado?

➜ Os segmentos de clientes: quem é o cliente final?

➜ Suas atividades-chave: o que exatamente você realiza e que deverá consistir no produto ou serviço ofertado?

➜ Suas parcerias estratégicas: que empresas ajudarão a compor melhor essa oferta?

➜ Suas fontes de receita: como você cobra e quais são os drivers de receita?

➜ Sua estrutura de custos: quais drivers são geradores de custos?

➜ Os recursos principais: qual a infraestrutura, os recursos ou os serviços de base?

➜ Os canais de comunicação e distribuição: como o produto chega até o cliente?

➜ O relacionamento com o cliente: como a empresa e a marca se comunicam com o cliente?

➜ Todas as suas respostas devem levar a uma fórmula que transforme time, produto e gestão em receita, lucros e retorno para os acionistas.

No caso da American Express, os cheques de viajante levaram praticidade aos clientes, aumento das vendas para os estabelecimentos e uma renda fixa para a empresa. Por isso, o modelo de negócio era robusto o suficiente para reinar durante tantos anos.

 

Ferramentas para um modelo de negócio ideal

Na técnica desenvolvida por Alex Osterwalder, essas perguntas são respondidas utilizando um quadro chamado de Business Model Canvas. É como se fosse um mapa, onde será possível enxergar todos os envolvidos, os interessados e os beneficiados da sua empresa.

Conheça e saiba montar o Business Model Canvas aqui.

A forma tradicional de usá-lo é imprimir e preencher com post-its. Funciona bem, especialmente quando você discute tudo isso junto com outras pessoas.

Se preferir, pode tentar alguma destas ferramentas:

➜ Canvanizer: por meio desta, você pode registrar seus insights digitalmente.

➜ Web2Canvas: outra plataforma para fazer o processo digital, mas em português.

➜ Sebrae Canvas: ferramenta do Sebrae disponível para dispositivos móveis.

Não sofra muito para preencher tudo. O modelo de negócio ideal é trabalhado durante muito tempo e pode passar por reestruturação e validação, mesmo com a empresa já em funcionamento.

Você já construiu um modelo de negócio ideal? Conte sua experiência para nós!

Bootcamp de empreendedorismo: por que você deveria participar de um

Leia mais sobre Modelo de Negócio Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.