O programa 5S surgiu no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, e atualmente é usado em empresas de todo o mundo, para aumentar a eficiência e diminuir o desperdício de recursos.

O que a metodologia faz é organizar os processos de pensamento e ação para a organização e a limpeza. O termo “5S” refere-se às palavras em japonês: seiri, seiton, seisou, seiketsu, shitsuke. Aqui, no Brasil, o termo é nomeado por cinco “sensos” – utilização, ordenação, limpeza, saúde e autodisciplina.

Entenda melhor o que é e como é possível usar o programa 5S em processos de inovação.

 

O que é o programa 5S

Conheça bem cada uma das etapas do 5S:

– Senso de utilização

Manter no local de trabalho apenas o que é essencial. O que não for, deve ser guardado, descartado ou ter outro destino. O objetivo é deixar à vista apenas o que é realmente útil.

– Senso de organização

Depois de liberar o espaço, é hora de organizá-lo. Descubra a melhor ordem para materiais e ferramentas, liberando o caminho visando evitar movimentos desnecessários.

– Senso de limpeza

Limpe a empresa e seu posto de trabalho diariamente.

– Senso de padronização

Após organizar cada posto de trabalho, é possível padronizar a produção, a fim de aumentar a eficiência.

– Senso de autodisciplina

Cada colaborador deve se observar e cumprir as quatro etapas anteriores.

 

Inovação com o 5s

O processo do 5S ficou famoso pelo mundo todo e contribuiu para organizar muitas empresas. As etapas também podem ser empregadas objetivando repensar processos de inovação, o que favorece novas ideias, testes e descobertas.

Entenda melhor as possibilidades nos pontos abaixo.

Utilização

O senso de utilização envolve jogar fora o que não é útil ou pelo menos guardar para futuro uso. Mas como saber o que realmente é necessário? Para inovar, talvez seja interessante dar um passo atrás e tentar enxergar o seu posto de trabalho ou a empresa como um todo.

Em vista disso, procure afastar os pensamentos “não é possível”, “não serve”, “sempre fizemos assim”. Avalie melhor as possibilidades para os objetos – pode ser que algo que seria descartado por uma área seja utilizado por outra.

Organização

Em vez de colocar tudo o que sobrou em um lugar específico, apenas para organizar, procure ter uma abordagem holística em relação aos espaços de trabalho. Tudo que funciona no seu dia a dia deve ser documentado, para ser estudado mais tarde. Afinal, inovação não significa apenas criar outros produtos, mas também melhorar a eficiência de processos existentes.

Portanto, pergunte a si mesmo como a organização pode ser melhorada e teste novos formatos com a finalidade de aumentar a eficiência.

Limpeza

Além de apenas limpar, o programa 5S inovador incentiva a eliminação de fontes de lixo e poeira. Ofereça treinamentos para que os colaboradores tenham a noção exata do uso de equipamentos (com que frequência limpar teclados de computador, por exemplo).

Padronização

Esse é o senso que mais abre espaço para a inovação. A padronização dos processos é importante, contudo isso não significa que eles devam ser engessados. Repense os padrões e teste novas concepções. Quem sabe os resultados não melhoram?

Autodisciplina

Além de estimular colaboradores a executar as etapas do 5S, procure ouvi-los e deixar que eles decidam como realizar mudanças positivas na organização. Ouça cada um e aprenda sobre o seu cotidiano, para que os colaboradores se sintam valorizados e as etapas sejam cumpridas.

Agora que você já conhece o programa 5S e como ele pode ser inovador, descubra abaixo outra metodologia que também ajuda na organização e melhoria de eficiência dos processos.

 

Metodologia Lean

A metodologia Lean tira um pouco do foco a parte interna da organização e coloca no centro o consumidor. Todos os processos são alterados, e novas ideias são testadas, procurando atender melhor às necessidades do cliente, além de reduzir os gastos da empresa.

Ser “lean”, traduzido como “enxuto”, significa entender o valor que é importante para o consumidor e utilizá-lo como base de referência a fim de realizar mudanças, evitando gastar mais recursos do que o necessário. Tenha ideia clara sobre os passos da metodologia Lean:

  1. Especificar o valor pelo qual o consumidor está interessado.
  2. Identificar todos os passos que produzem esse valor, eliminando etapas desnecessárias.
  3. Encontrar formas de fazer com que as etapas que geram valor aconteçam mais rapidamente.
  4. Aplicar mudanças para gerar mais valor e/ou gastar menos.
  5. Recolher resultados para identificar mudanças que foram eficazes.
  6. Repetir com ajustes, se for o caso.

Por aqui, já falamos da metodologia Lean Startup ou Startup Enxuta, que transforma os processos de validação e prototipação em startups, favorecendo resultados melhores. Não deixe de ler:

LEAN STARTUP: CONHEÇA O MÉTODO QUE REVOLUCIONOU O EMPREENDEDORISMO

 

 

Leia mais sobre Empreendedorismo Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.