O branding é parte fundamental da estratégia de qualquer empresa. Embora a maioria dos empreendedores reconheçam sua importância, muitos ainda têm dúvida de por onde começar na hora de definir o branding de seu negócio ou decide não fazer esse investimento, considerando ser caro ou muito complexo. Pensando nisso, preparamos este post a fim de desmistificar essa ideia e ajudar você a dar o pontapé inicial na sua estratégia de imagem e reputação, criando um bom branding.

Antes de aprofundarmos no assunto, vale relembrar o conceito: em linhas gerais, o branding é tudo o que está atrelado à imagem ou à gestão da sua marca. Ele pode funcionar como um grande diferencial para a sua empresa, potencializando os seus resultados e contribuindo para a construção de uma boa reputação.

Vamos às dicas!

 

Dicas para fazer um branding que traz resultados

  1. Defina um propósito

Criar valores e significados para a sua marca é imprescindível para um bom branding. Por que você quer entregar ao cliente o seu produto? O que isso pode representar para ele? Responder a essas perguntas faz parte da criação de uma personalidade e de um posicionamento. É isso que vai permitir a conexão e a criação de vínculos com o consumidor (que, além do produto, estará comprando também um valor). Começar definindo a missão (sua razão de existir), a visão (aonde a empresa quer chegar) e os valores (os princípios, as crenças e a filosofia) pode ser um bom caminho.

  1. Trabalhe (literalmente) a imagem que você transmite

Neste caso, estamos falando da identidade visual mesmo: invista em tudo o que represente visualmente a sua marca. O logo, por exemplo, é atual? Conversa com os valores da empresa? As cores utilizadas nas comunicações são coerentes ou têm algum significado? E os tipos de foto ou ilustração? É importante que tudo isso esteja bem definido – e, assim, funcionem consolidando a percepção que o público tem da marca. Essas definições auxiliam no senso de unidade entre todas as suas divulgações – e isso permite a identificação da sua marca por diferentes representações ou ações. Caso você não conte com uma equipe interna especializada no assunto, estude a possibilidade de contratar os serviços de uma agência de design ou mesmo uma empresa de consultoria.

  1. Tenha estratégia: aplique os 4Ps do marketing

Se você nunca ouviu falar desse termo, é um bom momento para se familiarizar. Eles são os alicerces básicos de qualquer estratégia e guiam a construção e a consolidação de uma marca. Os 4 Ps (também conhecidos como “Mix de Marketing” ou “Composto de Marketing”) se dividem em:

  • Produto (ou serviço) – O que será ofertado? Quais os atributos do seu produto ou serviço?
  • Preço – Quanto valerá o seu produto e por quê? O valor é atrativo para o público?
  • Praça – Onde você vai comercializar o produto? Na internet? Em loja física? Como vai se dar a logística e a distribuição?
  • Promoção – Quais serão as suas estratégias para ofertar o seu produto? Como a sua marca vai chegar até o cliente?

Depois de responder a essas perguntas, o ideal é entender como o público reage a tais definições – fazer ajustes, sempre que necessário – e encontrar equilíbrio entre os pilares.

  1. Tenha consciência de que, dentre os principais embaixadores da marca, está o seu time

Um embaixador de marca é aquela pessoa que tem afinidade com a sua empresa, seu propósito e seus valores – e é capaz de fortalecer a sua reputação. Já parou para pensar que os próprios empregados podem ser os embaixadores da sua marca? É importante observar, contudo, se eles têm conhecimento disso ou se estão engajados o suficiente para esse papel. Que tal avaliar o quanto os próprios colaboradores compreendem a sua marca e o que ela prega ou promete? Se o retorno não for positivo, vale pensar em ações ou iniciativas que fortaleçam a imagem do seu negócio internamente.

  1. Crie um diferencial

O que o seu produto ou serviço oferece que fará o consumidor optar por ele, e não pelo do concorrente? É uma característica? Um significado relevante? Você pode, por exemplo, criar uma fórmula “exclusiva” e usar esse argumento para vender o seu produto. Acompanhe o movimento do mercado e identifique oportunidades de se destacar, seja por um novo atributo, seja por uma ação inusitada de relacionamento. Envolver o seu time nessa busca por diferencial pode ser uma boa ideia: estimule a cultura da inovação internamente – é possível até gerar um programa de ideias e oferecer recompensas pelas melhores sugestões.

  1. Estude o seu público e esteja no lugar certo, na hora certa

Não adianta divulgar um produto sem saber os hábitos de consumo do seu público. Você sabe como ele costuma falar? Ou quais canais de divulgação são comumente acessados por ele (e quando)? É possível fomentar grupos focais, fazer entrevistas, analisar interações em redes sociais e até mesmo encomendar uma pesquisa para ter essas respostas. Caso não haja verba para isso, você pode contar com a ajuda de ferramentas digitais gratuitas – como o Google Analytics, Google Trends, Typeform, SurveyMonkey etc. Entender todos os detalhes sobre o seu público-alvo faz toda a diferença para a sua marca estar no lugar certo e na hora certa, fortalecendo o seu branding.

  1. Aposte em divulgação que fuja do lugar comum

Inovar na forma de divulgar o seu produto ou serviço pode chamar muita a atenção de potenciais consumidores. Como falamos no tópico 5, é necessário que você se diferencie do seu concorrente, entendendo como a sua marca será capaz de se destacar. Essa resposta pode estar na forma como você a divulga, especialmente na experiência que você entrega  ao seu cliente – por que não apostar em ações que explorem os sentidos, como tato, olfato e paladar? Muitas vezes, a forma como você faz o público conhecer ou experimentar o seu produto é até mais importante do que o produto em si.

Um exemplo de um bom trabalho de branding é o da Cervejaria Küd – o case traz um pouquinho de cada uma das dicas que abordamos acima. Ela foi criada em 2008 por um grupo de cinco amigos, que uniu duas coisas de que gostavam muito – cerveja e rock’n roll – para abrir um negócio. Com o apoio da Sebraetec na construção do branding, o faturamento do estabelecimento cresceu 128% em apenas quatro meses.

Quer conhecer detalhes do case da Cervejaria Küd? Inspire-se nesta história para entender a importância do branding.

Leia mais sobre Design Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.