Nem sempre é possível lançar um negócio apenas com o seu dinheiro. Mesmo com o crescimento no Brasil dos negócios por oportunidade, dificilmente quem abre uma empresa tem a quantia total exigida logo no início.

Segundo dados de uma pesquisa realizada pela Anjos do Brasil, existem 7.260 investidores-anjo no país. Somados, pretendem investir o equivalente a R$ 1,7 bilhão em negócios inovadores do fim de 2015 ao fim de 2017.

Para conseguir uma fatia desse bolo, startups devem se preparar muito bem. Não basta apenas ter um bom pitch; o que leva à decisão do investidor é uma série de fatores.

Muitos empreendedores entendem perfeitamente da indústria na qual estão inseridos, bem como do produto ou do serviço. No entanto, quando chega a hora do pitch, travam. Da mesma forma, alguns são perfeitos no pitch, mas só conseguem ouvir “não”.

Seja qual for o seu caso, siga as dicas abaixo para ter mais chances de conseguir investimento para a sua startup.

 

Escolha bem o investidor

Muitos empreendedores têm uma ideia bem pensada, já chegaram ao protótipo, o plano de negócios está pronto, e o pitch já conseguiu alguma tração. Mesmo assim, a resposta continua sendo negativa.

Nesse caso, o problema pode ser com a escolha do investidor. Algumas vezes, os investidores ao seu alcance não são familiarizados com a sua indústria ou com o produto.

Continue a procura e tente realizar contato com aqueles que já passaram pelo mercado que você deseja atacar. Lembre-se de que encontrar o investidor certo não acontece do dia para a noite. O processo pode ser longo e tudo pode acontecer. O importante é não desistir.

 

Entenda os tipos de investidor

Antes de começar a procurar, entenda cada tipo de investidor. Cada um deles pode fazer muito pela sua startup, se for acionado no estágio correto.

Amigos e familiares

Muitas startups começam pedindo investimento a amigos e a familiares. Pode soar um pouco estranho e você pode estar um pouco reticente por medo de estragar a relação.

Entretanto, se você, como empreendedor, realmente acredita no seu desempenho e no negócio, está oferecendo uma oportunidade boa de investimento a eles.

Além disso, você não precisa de muito para começar. Provavelmente, ainda está construindo um MVP (Mínimo Produto Viável).

Anjos

Todo mundo ouve falar dos investidores-anjo. No entanto, nem todos entendem exatamente o que eles fazem.

Normalmente, são investidores com experiência em startups e que têm uma ideia do que pode dar certo. A motivação é variada: alguns acreditam em projetos inovadores, outros querem ver seu dinheiro render. Para saber mais sobre os investidores no Brasil, acesse Anjos do Brasil.

Seed capital

Estes são fundos de investimento, aos quais vários investidores se unem para diluir o risco e diversificar a carteira. No Brasil, costumam investir entre R$ 500 mil e R$ 2 milhões.

Assim que você passar da fase de protótipo, é hora de procurar os seeds.

Venture capital

Nos fundos de venture capital, os investimentos ficam entre R$ 2 milhões e R$ 10 milhões. As empresas que os procuram querem acelerar seu crescimento e fazer mudanças para atingir o objetivo. 

Ainda assim, são investidores de risco, que possuem experiências anteriores com empreendedorismo ou de fundos de private equity.

 

Saiba em que estágio você está para conseguir investimento

Entender o estágio da sua startup é essencial para conseguir investimento. É o primeiro passo que você precisa tomar para essa busca. Portanto, vamos lá!

Conceito

Neste estágio, você já identificou o problema e criou uma solução para ele. Tem até uma ideia, talvez um pouco vaga, de quanto deve custar.

Normalmente, neste início, você pode pedir ajuda de amigos e familiares que tenham fundos para investir e acreditem no seu produto como uma boa oportunidade.

É um estágio complicado. A fim de evitar que esse trave, procure eliminar qualquer gasto que não seja extremamente necessário. Você precisa do mínimo, apenas o suficiente para chegar ao estágio do protótipo.

Resumindo: Você precisa de dinheiro o suficiente para construir um protótipo, e seus investidores mais prováveis são amigos e familiares.

Já falamos por aqui sobre como sobreviver ao primeiro ano de empreendedorismo. Não deixe de ler se esse for seu estágio.

Protótipo

Aqui, você já construiu seu conceito, e ele está começando a funcionar. Normalmente, é o suficiente para que investidores-anjo decidam investir no seu projeto.

Sair do conceito para o protótipo é um grande passo. Fazer um bom modelo é essencial com o intuito de conseguir a atenção dos seus investidores. Eles querem ver construída alguma coisa, mesmo que pequena.

Resumindo: você precisa do suficiente para bancar ciclos de duas semanas de iteração, entre alfa e beta (veja abaixo). Pense que, a cada ciclo, sua taxa de gastos vai aumentar. Você deve procurar investidores-anjo.

Alfa

Seu produto já está funcionando e está bom o bastante para ser testado com um grupo de potenciais consumidores. Procure pessoas que deem bons feedbacks.

Enquanto isso, você deve procurar por fundos de investimento que vão acelerar o crescimento da startup.

Resumindo: pare de pensar apenas nos gastos e acrescente o custo de aquisição de usuários e vendas. Procure por fundos de investimento.

Beta/lançamento

Neste estágio, você começa a testar seu produto com um grupo maior de usuários e aprofunda suas conversas com investidores. Agora, já tem como criar relatórios com os indicadores, além de uma noção clara do seu ROI (retorno sobre o investimento).

Resumindo: você precisa de dinheiro o suficiente para escalar a startup. Provavelmente, já deve procurar um fundo de venture capital.

Conheça 8 indicadores ou KPIs para medir na sua startup.

Fique sempre de olho nos canais do Sebrae para saber sobre programas e oportunidades para conseguir investimento.

Você acha difícil conseguir investimento? Compartilhe sua experiência conosco!

 

3 EXEMPLOS DE ELEVATOR PITCH PARA VOCÊ APRENDER A FAZER O SEU

Leia mais sobre Para seu negócio Startup


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.