Dados do Ministério do Turismo indicam crescimento de 8% na quantidade de turistas que visitaram o país entre 2017 e 2018. É possível que, dentro de pouco tempo, o recorde de visitação da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas do Rio em 2016 seja vencido.

Além disso, o número de brasileiros que viajam para o exterior aumentou 26% entre 2016 e 2017. Com isso, o faturamento com viagens subiu 18%. Ou seja, o setor tem muito a crescer, seja recebendo pessoas ou vendendo viagens para brasileiros.

Mas, em meio ao crescimento, é importante se lembrar de que o comportamento do consumidor tem mudado. Clientes têm novas exigências e conseguem programar boa parte de sua viagem pela internet com pouco esforço. Então, como se diferenciar nessa área? Neste artigo, listamos algumas tendências de inovação em turismo, além de empresas que já começaram sendo inovadoras. Confira e não fique para trás!

 

 

Reservas no último minuto

O consumidor ficou mais exigente e com mais necessidade de resolver tudo com agilidade. Uma pesquisa feita com profissionais de turismo constatou que, em 39% dos estabelecimentos, as reservas de último minuto são tendência.

Ainda segundo a pesquisa, o mobile, que já dominou tantos mercados, também chegou com tudo ao setor de turismo. As reservas são feitas com antecedência de 13 dias, em média, pelo computador e de cinco dias quando consideramos apenas aquelas feitas pelo celular.

Para se preparar para essa tendência, é preciso investir em marketing a fim de incentivar a reserva com antecedência, além de criar parcerias com negócios locais para dar conta de altas demandas súbitas.

É importante ressaltar que essa tendência vale mais para viagens e passeios curtos. Em viagens mais longas, conveniência é a chave e, por isso, podemos contar com turistas mais preparados. Aqui, surge a oportunidade de marketing e upselling: enquanto a pessoa prepara sua viagem, agências podem sugerir novos passeios, descontos, etc.

Novos destinos

Os destinos “da moda” mudam a todo momento e, por isso, é preciso ter atenção. Segundo a pesquisa já citada aqui, 22% dos profissionais de turismo viram um aumento de viajantes de países variados.

Aqui no Brasil, as preferências também mudam. Moscou, na Rússia, teve aumento de 318% de interesse, mesmo depois da Copa do Mundo de 2018. Porto, em Portugal, e Istambul, na Turquia, também estiveram entre os destinos mais escolhidos, um por causa da facilidade da língua e o outro por estar fora do circuito convencional na Europa.

Procure sempre se informar sobre esses interesses e formar parcerias que possam atendê-los.

A fim de descobrir os interesses antes de todos, fique atento ao aplicativo da vez, o Instagram, que tem-se tornado fonte de ideias para novas viagens. Para se ter uma ideia do impacto, uma cidade na Nova Zelândia fez uma campanha com influenciadores que trouxe um aumento histórico de 14% na visitação.

Experiências inesquecíveis

A geração dos millenials, nascida na era digital, é a parcela dos consumidores que mais se interessa por experiências diversificadas, que possam ser compartilhadas com amigos e familiares. Operadoras de turismo recebem pedidos de experiências únicas, que são levadas para o resto da vida.

Além disso, há um desejo por viver experiências locais, de imersão, nas quais o turista possa se sentir parte da comunidade. O AirBnb tem como proposta de valor exatamente isto: fique na casa de alguém que realmente mora na cidade e sinta-se como um habitante. Existe, ainda, na empresa o serviço de experiências, por meio do qual é possível contratar um morador para que ele o leve a algum lugar aonde normalmente só nativos vão.

 

Tours educacionais e ecológicos

Junto com a nova mentalidade das gerações mais novas, vem a vontade de aprender. A inovação em turismo deve estar ligada ao que as viagens podem oferecer para os turistas em forma de aprendizado.

Por isso, os tours ecológicos e educacionais estão em alta. Essas experiências compartilham informações sobre a área, sua história, como é possível preservar, etc. Cidades passam a investir mais nisso em busca de turismo consciente. Tours que revertem uma parte do valor a alguma instituição também são preferidos.

Nesse sentido, os walking tours, que levam turistas a pé pelas cidades com explicações sobre história e arquitetura, entre outros temas, também ganham cada vez mais relevância. Além de serem uma oportunidade de aprendizado, também permitem que turistas socializem entre si e descubram mais sobre a cidade em que estão, sem necessariamente gastarem muito.

Viu só como a inovação em turismo é possível? A seguir, conheça alguns exemplos de empresas brasileiras que têm inovado no mercado.

Empresas que representam inovação em turismo:

Brasil Food Safaris

Oferece experiências gastronômicas em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Com isso, procura valorizar a cultura local e oferecer uma imersão no patrimônio culinário local.

iUOFF

Criada pensando em democratizar o turismo no Brasil, a plataforma iUOFF, criada em Recife, oferece pacotes de viagem em um “leilão reverso”, em que turistas dão um preço e recebem propostas das agências de viagem. Também existem pacotes fixos disponíveis.

TicketPhone

Criada em Boa Vista, Rondônia, a TicketPhone é uma plataforma de gestão e organização de eventos e atividades turísticas focada em agências, operadoras e organizadores de evento.

Tupiniquim.com

A Tupiniquim.com é uma plataforma virtual de venda e divulgação de experiências turísticas brasileiras. O usuário pode filtrar as opções por localidade e acessibilidade, entre outras preferências.

personal2travel

Focada na indústria do turismo, a personal2travel, criada em Belo Horizonte, oferece inteligência para empresas do setor, com ferramentas e tecnologias capazes de personalizar a experiência de viagem.

Even3

Trata-se de uma plataforma voltada para eventos técnico-científicos, congressos, feiras, simpósios, etc. que auxilia organizadores na gestão dos eventos. Usuários podem automatizar trabalhos que seriam manuais, economizar tempo e otimizar recursos.

 

Fortaleça o turismo na sua comunidade

Como você pode perceber, há crescente necessidade de fortalecer o turismo local tanto para o desenvolvimento econômico de regiões quanto para atender a uma demanda do público. O artesanato pode representar um papel importante nesse meio. Saiba mais sobre inovação em artesanato:

COMO NEGÓCIOS ARTESANAIS PODEM CRESCER

Leia mais sobre Destaque


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.