Todo negócio deve ter como prioridade a preocupação com a questão ambiental. Não importa de qual porte ou setor a empresa seja, preocupar-se com o futuro do meio ambiente significa importar-se com o futuro do próprio negócio.

Isso porque vivemos em um período muito delicado. O aumento significativo da população nas últimas décadas trouxe consigo expressiva quantidade de resíduos sólidos. E, como sabemos, em muitos casos, o gerenciamento desse lixo fica longe de ser feito da maneira adequada. Desperdício e descaso com itens que poderiam e deveriam ser reciclados ou reaproveitados são hábitos comuns em nosso dia a dia e resultam em danos gravíssimos à natureza.

 

logística reversa

 

Para ter uma ideia, a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais) divulgou este ano que o Brasil tem quase 3 mil lixões em atividade, em 1.600 cidades. Por lei, eles deveriam ter sido fechados em 2014. Ainda segundo a associação, de 2016 a 2017, o despejo inadequado do lixo aumentou 3%. Isso significa toneladas a mais de resíduos com destino impróprio, comprometendo o meio ambiente e a saúde pública. É justamente por isso que foi criada a chamada logística reversa.

Mas você sabe o que é logística reversa? Como aplicá-la? Se não, fique atento às informações abaixo para que você e a sua empresa estejam sempre alinhados com as práticas ambientais mais corretas e modernas.

 

O que é logística reversa

Logística reversa é a área da logística que visa o retorno do produto utilizado para o processo produtivo, fomentando o reaproveitamento ou o descarte adequado de todo tipo de material. O objetivo primordial dela é garantir a preservação do meio ambiente.

O funcionamento é simples: a responsabilidade ambiental governamental é compartilhada com as empresas, fazendo com que essas se comprometam a agir da maneira correta. Tal política foi regulamentada pelo Decreto nº 7.404, de 23 de dezembro de 2010, e é definida pela Lei nº 12.305/10. Ela atua, em linha gerais, como um instrumento de desenvolvimento econômico e social, promovendo integração maior entre empresas e municípios na gestão do lixo.

É interessante observar que, no decreto, tanto a União quanto os Estados e os Municípios, de maneira integrada, têm o dever de organizar e manter um sistema atualizado de informações sobre os seus resíduos sólidos. Além disso, cada um deles fica responsável por fornecer todo e qualquer tipo de informação sobre seus resíduos ao órgão federal designado para fiscalizar a situação.

Portanto, quando uma companhia qualquer consegue implementar a logística reversa e ainda gerar lucros, dizemos que ela alcançou o estado de sustentabilidade econômica e ambiental, considerado o estado ideal. A criação da logística reversa faz com que seja possível mitigar impactos ambientais graves causados pelo descarte inadequado de resíduos, além de reduzir o consumo das escassas matérias-primas e melhorar a qualidade de vida da população, sobretudo urbana.

 

Como utilizar a logística reversa

Você já sabe da importância desse tipo de logística para o meio ambiente e a sua empresa. No entanto, ainda não sabe por onde começar a aplicá-la. Para isso, alguns passos simples podem ser seguidos. Confira:

  • Incentive o seu público final: talvez o passo mais fundamental. Converse com os seus clientes pelos mais diversos canais de comunicação e divulgue suas ações a favor do meio ambiente. O processo de educação e convencimento do consumidor final ajuda, e muito, a sua empresa a cumprir com a logística reversa de maneira eficiente, já que parte do trabalho é facilitado com boas práticas de quem compra de você.
  • Tenha rotas de coleta: preocupe-se em adicionar rotas de coleta às rotas de entrega que você utiliza. Otimize seu tempo e estabeleça caminhos que possam recolher parte dos resíduos que você produz para que sejam descartados ou recolhidos de maneira correta.
  • Estabeleça parcerias: procure associações, ONGs, grupo de catadores, enfim, alternativas que possam fazer com que o seu lixo tenha outro significado. Ele certamente será reaproveitado e vai gerar renda para várias pessoas.
  • Crie o hábito de reciclar: não use e simplesmente descarte. Tente reaproveitar alguns itens. Além disso, realize o descarte seletivo, separando os tipos de resíduos que você e a sua empresa produzem. Isso facilitará os custos e o trabalho no recolhimento.

 

Não perca tempo, seja sustentável

Tenha em mente o seguinte: adotar a logística reversa é atuar dentro da lei e beneficiar a sociedade. Em resumo, para que ela seja bem aplicada, fabricantes e empresas responsáveis por sua logística devem adotar uma visão global e sustentável de toda a sua cadeia de suprimentos e distribuição. Não adianta pensar minimamente ou ter uma ideia de um processo fragmentado, com o qual não estamos envolvidos do início ao fim.

Por fim, pense: o consumidor não é bobo. A importância do tema meio ambiente e o fato de ele estar recorrentemente em pauta faz com que o seu potencial cliente considere na hora da compra a ecoeficiência de produtos e empresas. Por isso, estar em dia com as obrigações de descarte é uma oportunidade de vender mais.

Fique atento aos assuntos relacionados ao meio ambiente! Conheça algumas ações sustentáveis que podem ser aplicadas ao seu negócio e saiba como aproveitar a tendência de consumo consciente.

Leia mais sobre Sustentabilidade


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.