Como proprietário de um smartphone, você certamente já recebeu notificações push. Essas mensagens aparecem na tela do aparelho e trazem informações variadas enviadas pelos aplicativos. Mas você já pensou em utilizá-las em sua estratégia de marketing?

Se não, precisa começar a pensar nessas mensagens com mais atenção. Elas podem ser vetores importantes de engajamento  mas é preciso cuidado! Há estudos que indicam que 52% dos usuários dizem achar as “pushs” irritantes. O truque é encontrar uma frequência balanceada, que chame a atenção sem incomodar.

Pensando nisso, exploramos neste artigo as melhores práticas de notificações push, além de dicas para criar e gerar interesse e engajamento. Continue lendo para saber mais!

O que é notificação push

Notificações push permitem que você envie mensagens para os usuários do seu app. É como um SMS, mas vindo diretamente do aplicativo. Hoje, além de textos, é possível incluir emojis, vídeos e imagens nas notificações.

Ótimas para instigar a interação no momento em que se recebe, elas têm o poder de trazer de volta usuários que estavam inativos ou lembrá-los de que alguma ação precisa ser executada no app, sem contar a possibilidade de divulgar promoções. Isso além de outras utilidades:

 

  • Aumento dos lucros: quando seu negócio depende de um aplicativo, manter as pessoas ativas é muito importante. O que seria de um app que depende de rendas com publicidade se as pessoas nem o abrem?
  • Aprendizado sobre os usuários: as notificações push podem oferecer informações sobre as pessoas que utilizam o aplicativo. Por meio da análise de dados, você pode avaliar a resposta de cada mensagem, a fim de descobrir o que mais gera engajamento.
  • Facilidade: clicar em uma notificação é mais fácil do que abrir um e-mail e acessar um link. Se você deseja oferecer facilidade aos usuários, implemente notificações simples e úteis.

Apesar de alguns acharem irritante, é preciso optar por receber notificações, o que livra esse método de ser considerado spam. No entanto, muitos aplicativos abusam do uso das pushs e acabam traindo a confiança que as pessoas oferecem quando aceitam recebê-las.

Mas como incluir notificações push em uma estratégia de marketing de forma útil para o usuário e boa para a empresa sem afastar as pessoas? A seguir, conheça algumas boas práticas do uso desse recurso.

Boas práticas para notificações push

Você não quer irritar o usuário do seu app com as notificações, mas ajudá-lo a interagir de forma mais fácil. Veja quais são as melhores práticas para implementar as pushs em sua estratégia.

Segmentação

Não basta apenas enviar mensagens para todos os usuários. Para que elas sejam bem recebidas e se tornem úteis, é preciso segmentá-las. Isso porque, geralmente, as pessoas convertem em pushs personalizadas três vezes mais.

Comece segmentando usuários baseado em seu comportamento no app, além de informações que você recolheu em seu CRM – saiba o que é isso aqui. Utilizando esses dois canais de dados, é possível aumentar a taxa de cliques em 7%.

Em alguns casos, é viável até mesmo adicionar o nome do usuário na notificação. Recursos assim, se utilizados com parcimônia, tornam o app quase impossível de ignorar.

notificações push

 

KPI

Assim como toda estratégia de marketing, é preciso ter atenção aos KPIs, ou Key Performance Indicators (saiba utilizá-los). É preciso que esses resultados esperados estejam alinhados com os objetivos gerais da empresa e possam indicar o sucesso da ação de marketing com notificações push.

Procure medir, principalmente:

  • Taxa de cliques
  • Taxa de abertura do app
  • Número de usuários ativos
  • Taxa de adesão a promoções, ofertas ou novos planos

Com esses dados em mãos, você pode investir em ações que deram certo e pode compreender como sua estratégia tem funcionado.

Timing

A verdade é que encontrar o momento certo para mandar notificações push é complicado. Em poucos minutos, você pode deixar de ser bem-vindo e ser considerado spam. No entanto, não é boa ideia seguir conselhos de horários e frequência baseado em experiência de outras empresas.

Se seu app apresenta uma função para empresas, por exemplo, é mais propício enviar notificações em horário comercial, por exemplo. Além disso, requisitar muitas ações durante o dia não é boa ideia, já que se trata de pessoas com pouco tempo disponível.

Agora, se o aplicativo divulga festas e eventos, é útil enviar notificações que lembrem a pessoa dos acontecimentos. O usuário vai utilizar mais o app e ainda agradecer as lembranças.

Por isso, teste sempre suas notificações. Se a taxa de cliques está baixa, altere dias e horários e veja o que muda. Se nada se alterar, talvez o problema esteja no texto ou mesmo em um bug do aplicativo.

Conteúdo

Por falar em conteúdo, esta é outra boa prática do uso de notificações push. Para que a estratégia seja eficaz, as mensagens devem ser curtas, diretas e incentivar ações – além de terem “a cara” da empresa.

Não deixe de incluir, por exemplo, a palavra “desconto” quando for divulgar uma promoção. Um CTA (call-to-action) também é importante: “veja”, “clique”, “acesse”. Não se esqueça também de personalizar o conteúdo a fim de gerar ainda mais engajamento.

Se a sua mensagem for bem pensada, inteligente, criativa, informativa e útil, você vai garantir o sucesso da sua estratégia de notificações push.

 

Combine as notificações push com outras estratégias

Seu aplicativo pode ter cada vez mais sucesso com as estratégias certas. Com dados à disposição, você tem as ferramentas que precisa para conquistar mais usuários e fazer com que a experiência deles seja proveitosa.

Buscando fortalecer ainda mais suas ações, veja outros de nossos conteúdos:

Leia mais sobre Ambiente Digital Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.