O que você faz quando chega um novo funcionário a sua empresa? A maioria dos líderes oferece um tour pelas dependências, descreve um passo a passo sobre suas tarefas e apresenta os colegas. Mas esse momento pode ser decisivo para a prática de onboarding, que contribui para diminuir a desistência e fortalecer a cultura organizacional.

Depois do recrutamento e seleção, o onboarding é considerado a prática de recursos humanos mais importante. Receber bem os novos talentos, com treino e informações completas, aumenta a retenção e melhora os resultados da empresa como um todo.

O que significa ter um bom onboarding? Acompanhe neste texto o que esse termo quer dizer, além de algumas dicas para fortalecer o seu processo.

 

O que é onboarding?

Onboarding, em inglês, quer dizer “embarcar”. Nesse sentido, realizar um processo de onboarding é receber o funcionário no seu “barco”, fazendo com que ele se adapte melhor e mais rápido à cultura da empresa.

Todo colaborador tem um tempo de adaptação em sua nova função. Um bom onboarding diminui esse tempo, agilizando sua adequação ao ritmo da empresa e fazendo com que a pessoa fique familiarizada com o dia a dia da organização.

Tudo isso ajuda a reduzir o turnover, ou seja, a rotatividade de funcionários, certamente prejudicial às contas da empresa. Quando se sente parte de uma organização, desde o primeiro dia, a pessoa tem muito mais chances de seguir carreira lá dentro.

Entretanto, como realizar o processo de onboarding? Isso depende muito do estilo da sua empresa. Continue a ler este artigo para receber algumas dicas valiosas.

 

Como realizar um processo de onboarding

O onboarding faz parte da estratégia de branding da empresa – entenda o que é isso aqui.

Saiba como executar alguns passos para criar o seu onboarding:

Crie e defina um processo

O onboarding deve ser uma experiência da qual colaboradores vão lembrar-se com carinho e que vai ditar seu tempo na empresa. Não perca a oportunidade de fazer com que a pessoa se sinta bem recebida e bem informada.

Procure escrever em algum documento o detalhamento do processo de onboarding, a fim de que ele possa ser aperfeiçoado cada vez mais. Descreva as atividades, comente acerca dos responsáveis de cada equipe, além de informações sobre a cultura do lugar; estas devem ser repassadas logo no primeiro dia.

Outras informações úteis também devem ser incluídas, como senhas, e-mails, contatos, nome e função de cada um.

Varie o modelo

Em vez de ser apenas uma conversa entre o líder e o colaborador, você pode incluir outros formatos no processo de entrada do novo funcionário. Por exemplo: vídeos, palestras, cursos rápidos online, etc.

Peça feedback

É importante que o processo envolva os líderes da empresa.  Não se esqueça de pedir feedback a todos sobre como ele está sendo feito.

Ofereça informações realistas sobre a função

Por mais que as atividades tenham sido descritas no processo de seleção, repasse sempre quais são as responsabilidades do novo talento. Fale sobre ferramentas que serão utilizadas, a quem ele deve dirigir-se em relação às tarefas e quem deve repassar essas a ele.

Procure ter certeza de que o novo membro do time esteja na “mesma página” que você e o restante da equipe. Assim, você diminui as chances de errar na contratação.

Tenha ritmo

Depois de definir o que será informado para o novo integrante, evite falar rapidamente – afinal, são muitas as informações a ser absorvidas. Também não vá muito devagar, atrasando o processo.

Se as coisas ocorrerem em um tom de conversa, ainda melhor.

Defina um responsável ou faça você mesmo

Para que o processo de onboarding tenha sucesso, é interessante que o próprio diretor ou o CEO participe dele. Se isso não for possível, escolha um responsável hierarquicamente logo abaixo dele. Assim, o colaborador percebe sua importância para a organização e se sente mais valorizado desde o início.

 

Tenha sucesso no processo de onboarding

Não se esqueça de imprimir a cara da sua empresa em todos os processos, inclusive no de onboarding. Se ela tem uma cultura mais descontraída, seja descontraído quando novas pessoas chegarem.

Oferecer uma boa noção de como será o tempo da pessoa na empresa vai fazê-la se sentir bem recebida e bem acolhida. Se quiser saber mais sobre recursos humanos, confira outro de nossos conteúdos:

APRENDIZ OU ESTAGIÁRIO? SAIBA QUAL PROFISSIONAL VOCÊ DEVE TER NA SUA EMPRESA

Leia mais sobre Para seu negócio Pessoas


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.