Quando falamos de propósito, não nos referimos apenas a sonhos e objetivos pouco táteis. Um estudo recente feito pela empresa de consultoria Korn Ferry concluiu que empresas com times focados em um propósito têm taxas de crescimento quase três vezes maiores do que a média de seu segmento.

Isso se torna cada vez mais crítico com a mudança de mindset da força de trabalho e dos consumidores. Retornos financeiros não são mais expressivos o quanto antes puderem ser colhidos: millennials se motivam por algo a mais e, sem encontrar empresas que ofereçam isso, investem em carreiras no empreendedorismo, como vimos neste e-book.

propósito

No entanto, líderes têm muita dificuldade em esclarecer o propósito e dividir isso com os colaboradores e o público externo. Muitas vezes, há dissonância entre o que empresas desejam que o propósito seja e o que é comunicado por meio da cultura.

Para se manter relevante, encontrar esse propósito é essencial. O autor do livro “A Economia do Propósito”, Aaron Hurst, explica que a nova era da economia será baseada na construção de valor que atenda às necessidades das pessoas e permita crescimento pessoal e social.

Então, como definir tal propósito? Neste artigo, entenda o que é isso, por que você deveria se preocupar com ele e como encontrá-lo.

 

O que é propósito

Propósito é algo que move pessoas. No fundo, ninguém gosta de “fazer por fazer”. Em uma empresa, ter propósito é ter uma razão para funcionar, o que certamente define a marca e a cultura organizacional. Resume os valores históricos, éticos, emocionais e práticos da empresa.

Quando falamos nisso, é indispensável citar o especialista em liderança Simon Sinek. Ele apresentou uma das palestras mais famosas do TED, na qual esclarece como líderes podem inspirar cooperação, confiança e mudança mediante o propósito. Confira:

Para resumir, o Golden Circle fica assim:

golden circle

Ao definir e comunicar seu diferencial, empresas podem tomar decisões mais acertadas e manter sua relevância. “As pessoas não compram o que você faz, mas o porquê você faz”, diz ele. E isso pode estar perfeitamente alinhado com a geração de receita – não são excludentes.

Simon explica que esse motivo é a mensagem mais importante que uma empresa pode passar e que inspira outras pessoas a se moverem. Sua teoria é de que comunicar o propósito ativa uma área do cérebro ligada a decisões e influencia o comportamento.

Como resultado, podemos citar alguns benefícios:

 

  • 90% das pessoas que trabalham em uma empresa com propósito dizem se sentir mais motivadas, segundo esta pesquisa.
  • Nos últimos anos, empresas orientadas por propósito tiveram crescimento de 85%, segundo um estudo da Harvard Business School. Por sua vez, empresas sem um propósito definido reportaram queda no crescimento.
  • Conclui-se nesta pesquisa que 77% dos millennials acreditam que cultura organizacional é tão ou mais importante do que salário e benefícios.
  • O propósito faz com que as pessoas trabalhem dedicando  a mente e o coração, e a entrega tem mais qualidade, na opinião da gerência do REA Group, que entrou para a lista das 25 empresas australianas que mais atraem talentos.
  • Um estudo descobriu que 89% dos consumidores tendem a comprar de empresas que apoiam soluções de problemas sociais.
  • O propósito serve de guia para ideias e decisões dentro da empresa, mantendo a uniformidade e incentivando a inovação.

 

Uma vez que você entende e define seu propósito, esteja preparado para colocá-lo em prática. Se as pessoas ouvem uma coisa e veem outra acontecendo, a confiança se perde. Veja algumas dicas para fazer isso.

 

Como deve ser o propósito

Negócios começam com um problema em mente: um jeito novo de fazer alguma coisa acontecer. Esse problema deve ser grande o suficiente, e a solução deve ser desejada para que o negócio dê certo – assim, temos o lucro.

Esse é o primeiro passo, o qual definimos com o Canvas Modelo de Negócio. O propósito vem depois, quando há equipes trabalhando na solução, e o produto passa a ser conhecido no mercado. Quando há um conjunto de pessoas envolvidas no negócio, o ideal é apresentar o “porquê” de ele existir.

Confira algumas dicas para compartilhar o seu propósito com públicos interno e externo:

Deixe o propósito claro

Fale sobre o que você acredita no seu blog, nas redes sociais, em anúncios, reuniões e até mesmo nas paredes do escritório. Seu propósito deve ficar claro para as pessoas, no mesmo nível que o nome da empresa é conhecido. O negócio deve estar essencialmente ligado ao propósito.

Isso deve ser comunicado nas suas mensagens de marketing. Saiba mais sobre isso neste post, que explica como definir o branding da sua empresa.

Autenticidade é a chave

Seja honesto sobre o seu propósito. Demonstre como ele guia as decisões de negócio, as contratações, a organização da empresa e o desenvolvimento das pessoas – e realmente faça isso acontecer. Sem ter foco no porquê de estar fazendo o que faz, você terá apenas boas intenções e não conseguirá colocar em prática.

Busque a melhoria constante

Ter uma empresa orientada por propósito é uma tarefa que exige esforço. Por isso, é importante lembrar-se de que é um processo – que pode ser melhorado sempre. Encontre formas de fazer com que seus motivos apareçam no dia a dia.

Também é interessante mostrar as conquistas diárias: onde os valores foram aplicados e assim puderam guiar boas decisões. Além disso, utilize métricas para perceber o quanto ter um propósito tem aumentado seu público e trabalhe com elas para encontrar pontos de melhoria.

Demonstre através do que você se recusa a fazer

Existe significado também naquilo que recebe o não. A estratégia é geralmente baseada em dados e projeções, mas o que deve definir a decisão final é o propósito. Posicionar-se é a chave para demonstrar o quanto isso é importante para você.

 

Descobrindo por que fazemos o que fazemos

E, para a sua empresa, qual é o propósito? Como você viu, ele pode resultar em equipes mais engajadas e consumidores fiéis. No caminho para descobri-lo, você pode tentar entender melhor o seu cliente. Confira este conteúdo sobre mapa da empatia:

CONHEÇA O MAPA DA EMPATIA E SAIBA COMO USAR

 

Leia mais sobre Modelo de Negócio Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.