Na era do avanço tecnológico, a cobrança por criatividade é cada vez maior. Empresas que são referência em culturas inovadoras, como a Apple e o Google, já provaram que incentivar o lado criativo da equipe potencializa os resultados.

No entanto, muita gente acredita que criatividade é algo reservado aos artistas e às pessoas com “talento natural” para isso. Mas é viável exercitar essa habilidade, da mesma forma como fazemos com músculos. Além disso, criar é mais do que apenas arte: ser inovador envolve bem mais do que isso.

criatividade

Agora, para que esse “músculo” ganhe força, exige-se que o ambiente seja estimulante. Não só a estrutura, mas tudo o que a envolve, desde pessoas até metas. Neste artigo,  apresentaremos algumas dicas sobre como estimular a criatividade da sua equipe. Vamos lá?

Recompense a criatividade

A primeira ação que pode passar pela sua cabeça é oferecer recompensas para quem demonstra criatividade em projetos e atividades. Realmente, é uma das formas de valorizar quem se aplica e propõe soluções criativas para problemas.

Para esquentar as coisas, defina metas. Elas podem ser, por exemplo, sugerir a melhoria de processos dentro da empresa ao final de cada bimestre. Disso deve sair tanto a recompensa quanto a implementação efetiva das sugestões – assim, todos sentem que seu trabalho é reconhecido.

Entretanto, é bom lembrar que a criatividade deve ser uma iniciativa espontânea. Você pode estimulá-la por meio de metas, mas o ideal é que isso mostre às pessoas o quanto ser criativo importa e que elas devem aplicar essa habilidade nos projetos de forma autônoma.

Apoie tentativas

Criatividade tem a ver com riscos. Se você deseja estimular a criatividade, o erro deve ser mais tolerante – aqueles sem consequências graves.  É assim que você demonstra à equipe o quanto valoriza o pensamento “fora-da-caixa” e deseja que todos tentem mais, mesmo que isso signifique falhar algumas vezes.

Construir uma cultura inovadora leva tempo, mas começa com as lideranças sendo mais positivas e aceitando tentativas com os braços abertos.

Invista em cursos, conferências e treinamentos

Ser criativo é algo que pode ser aprendido. Tanto em cursos específicos quanto em eventos que possibilitem a troca de experiências. Além disso, é importante que as lideranças da empresa saibam como estimular a criatividade de suas equipes.

Separe uma parte do orçamento do seu negócio para tal finalidade. Incentive a ideia, seja com investimento financeiro, seja com tempo. Além de cultivar a criatividade, você manifesta aos colaboradores o quanto se importa com a capacitação e o crescimento deles.

Fortaleça a integração

Segundo uma pesquisa da Harvard, pessoas que ajudam o trabalho dos colegas, convidam para o almoço e organizam atividades dentro da empresa têm 10 vezes mais chance de ser engajadas do que aqueles que preferem trabalhar sozinhos (e têm 40% a mais chance de ser promovidos).

Por isso, a integração e o senso de comunidade devem ser incentivados dentro da empresa. Outra constatação é que ter amigos no trabalho aumenta a felicidade, o que, como resultado, diminui o turnover. Estimular a criatividade tem tudo a ver com isso!

Pessoas mais integradas produzem e inovam mais. Assim, não deixe de estimular a integração das equipes.

Valorize a diversidade

Novas ideias não surgem de espaços onde as pessoas pensam da mesma forma. Ter na equipe pessoas com histórico, experiência, qualificação, visão de mundo e vivência diferenciada fortalece o poder criativo da empresa como um todo.

Por essa razão, preocupe-se sempre com a diversidade das equipes. Uma ideia é diminuir as restrições e o pré-requisito das vagas e abrir para pessoas com conhecimentos variados que têm muito a oferecer aos projetos.

Estimular a criatividade é estimular a troca de ideias entre pessoas que têm ideias diferentes.

Forneça autonomia

Líderes que não sabem como estimular a criatividade tendem a microgerenciar. Isso significa tirar a autonomia e consequentemente a liberdade das pessoas. Não deixe que isso ocorra na sua empresa.

Forneça metas e objetivos (conheça os OKRs) e deixe que as pessoas encontrem caminhos para alcançá-los. Um ótimo exemplo é a startup The Futur, que é referência dentre empresas criativas. Seu CEO e fundador, Chris Do, explica neste vídeo (com legendas em português):

Como você viu, ele acredita que autonomia é a chave da criatividade, além do cuidado com as necessidades e a saúde da equipe. Em vez de monitorar as pessoas para conseguir resultados, deixe que elas os apresentem a você.

Cultive um ambiente de trabalho positivo

Em muitos casos, um ambiente sério demais pode reduzir a capacidade criativa das pessoas. Um ambiente depressivo, de medo e cobrança, pode tirá-la do contexto completamente. Por isso, acima de tudo, cultive um ambiente de trabalho positivo.

Isto é comprovado pela ciência: um bom ânimo fortalece a criatividade. Nossa perspectiva se amplia, temos motivação para ir atrás de alternativas e mais flexibilidade para pensar.

Para alcançar esse objetivo, além de investir em uma estrutura com espaço para o pensamento criativo, incorpore a diversão ao trabalho, com atividades de interação. A criatividade pode surgir de pequenas coisas, como cores nas paredes e mesas mais organizadas. Por falar em mesas, ter a oportunidade de sair um pouco do seu posto de trabalho e produzir em outros lugares é uma ótima forma de incentivar a inovação.

Agora que você já sabe como estimular a criatividade, é hora de trabalhar a fim de criar uma cultura organizacional que favoreça essa tarefa. Temos outro conteúdo que pode ajudá-lo nisso:

COMO A CULTURA ORGANIZACIONAL INFLUENCIA NOS RESULTADOS DA SUA EMPRESA

Boa leitura!

Leia mais sobre Inspiração Para seu negócio Pessoas


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.