Segundo o IBGE, cerca de 24% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. A pesquisa não demonstra a parcela de pessoas com problemas motores, mas certamente essas pessoas vencem desafios todos os dias ao se locomoverem pela cidade. É por isso que, cada vez mais, as áreas urbanas precisam ter opções de acessibilidade.

O acesso para deficientes em estabelecimentos públicos é obrigatório por lei. Além disso, a acessibilidade de um município é um indicador importante de qualidade de vida. Afinal, a cidade é para todos.

Para que as cidades sejam mais inclusivas e acessíveis, é necessário pensar em soluções inovadoras. Conheça dicas e exemplos de projetos voltados a melhorias de acessibilidade.

acessibilidade

 

Como criar projetos de acessibilidade nas cidades

Antes de começar a traçar projetos de acessibilidade, é necessário refletir sobre os objetivos das iniciativas. Nem sempre é possível viabilizar todos de uma só vez, mas um planejamento anual pode prever ações pontuais a fim de melhorar o acesso de pessoas com deficiência.

Os objetivos podem ser:

  • Aumentar o acesso ao transporte público, especialmente para pessoas que moram em bairros e comunidades.
  • Aumentar o conhecimento sobre os serviços públicos e a informação sobre a sua funcionalidade.
  • Aumentar o espaço na comunicação para que pessoas com deficiência informem sobre suas necessidades específicas.
  • Aumentar as parcerias e o apoio de instituições públicas e privadas locais no desenvolvimento de projetos.

Alcançando esses resultados,  não só contribuímos para a vida das pessoas com deficiência, mas também com o planejamento da cidade como um todo. Depois de definir os objetivos, comece a pensar no projeto:

1 – Levantamento de dados: informações sobre as áreas a ser estudadas e possivelmente melhoradas.

2 – Diagnóstico: análise do objeto ou serviço em questão para levantar características técnicas, normas vigentes e outras especificações.

3 – Busca de soluções: esse processo depende muito de cada caso. Muitas vezes, é interessante incluir vários agentes na construção conjunta. O Business Model Canvas é uma ferramenta muito utilizada por negócios, como também pode ser usado por cidades. Nós ensinamos neste artigo.

Agora que você já sabe sobre a concepção de projetos de acessibilidade, confira a seguir ideias inovadoras pelo mundo.

 

Georgia (EUA) – Amazon Alexa

Amazon Alexa é o software por trás de dispositivos da empresa, controlados por voz, como o Echo. Para os clientes da Amazon, em geral, ele representa a possibilidade de acesso a músicas ou informações sobre a previsão do tempo. Em relação aos deficientes visuais, é mais do que isso.

Por isso, o Alexa foi utilizado em um projeto piloto do governo para tornar o ambiente digital do estado mais acessível.  

 

Washington (EUA) – Mapas acessíveis

O aplicativo Google Maps tem feito melhorias para tornar a informação mais acessível a todos os usuários. Entretanto, as informações em tempo real ainda são um desafio. Buscando oferecer uma solução melhor, a Universidade do Centro para Tecnologia Acessível de Washington criou o AccessMap.

O aplicativo mostra rotas melhores para pessoas com deficiências motoras e já é utilizado em Seattle. Usuários podem solicitar dados de um destino e parâmetros para filtrar rotas, conforme sua necessidade.

 

Singapura (Ásia) – Design universal em construções

A discussão sobre acessibilidade em Singapura se fortaleceu por causa do envelhecimento da população. A fim de aumentar a quantidade de prédios com acesso fácil para pessoas com mobilidade reduzida, foram definidos princípios de design universal que regulamentam as construções.

As definições incluem:

  • Espaços livres de colunas e pilares.
  • Balcões baixos.
  • Corrimão em ambos os lados das escadas.
  • Cadeiras com pegas.
  • Sistemas de circuito que filtram ruídos indesejados para otimizar a audição de pessoas que utilizam aparelhos auditivos.
  • Indicações em Braille, guias de tato e figuras fáceis de ler e enxergar.

 

Califórnia (EUA) – Design que todos podem compreender

Quando falamos em acessibilidade das cidades, normalmente pensamos em pessoas com deficiência física. Mas existem outras deficiências, como o autismo, cujos portadores necessitam de soluções para a melhoria da sua acessibilidade.

O projeto Sweetwater Spectrum foi criado para melhorar o acesso de autistas aos espaços públicos da Califórnia. O modelo de construção e design de casas inclui itens como:

  • Linhas simples e claras.
  • Espaços amplos e que permitem visualização completa de qualquer ponto.
  • Sistemas de ventilação e calefação com ruídos mínimos, bem como áreas de serviço.
  • Design de interiores para reduzir estímulos sensoriais (tons neutros, luz natural).

 

É possível criar soluções para a acessibilidade das cidades

Pode-se fazer muito mais para aumentar a qualidade de vida nas cidades. Construções preparadas, projetos bem desenhados, ações focadas no usuário – tudo isso é o caminho para cidades mais acessíveis.

Para saber mais sobre o assunto e conhecer outras iniciativas, não deixe de acessar:

CIDADE PARA PEDESTRES: ENTENDA COMO ALGUMAS ESTÃO SE LIVRANDO DOS CARROS

Leia mais sobre Empreendedorismo Para sua região


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.