Histórias sobre empreendedores sempre falam sobre suas grandes ideias. Mas, para construir uma startup, ou qualquer negócio, você precisa se preocupar mais com os detalhes como o controle financeiro da sua empresa. O empresário deve dar atenção especial ao controle de custos, ao planejamento do orçamento e ao acompanhamento do fluxo de caixa para que a empresa não corra riscos desnecessários. Mesmo que tudo isso exija tempo.

Pensando nisso, fizemos esta lista com algumas dicas de finanças para empreendedores. Entenda o que você pode e deve fazer pelo seu negócio e o que é de responsabilidade dos contadores. Boas contas!

 

 

O que o empreendedor precisa saber

Fluxo de caixa

Um fluxo de caixa organizado faz toda a diferença para o seu negócio. Você pode começar com uma planilha para controle de recebimentos e gastos. Assim, você mantém suas finanças mais seguras e tem como analisar onde enxugar gastos e onde pode ganhar mais.

Dessa forma, é possível planejar novos passos, sabendo quais são os melhores e os piores meses financeiramente. Não deixe nada passar sem estar registrado no fluxo de caixa.

Controle de estoque

Produtos que ficam no estoque durante muito tempo representam dinheiro parado. Por isso, é importante manter um bom controle sobre o que é necessário adquirir e o que não é.

Para acertar nas vendas, você precisa saber quanto custou a matéria-prima e o quanto pode arcar com a comercialização dos produtos.

Onde cortar gastos

Sempre que olhar para os gastos da sua empresa, você identificará alguns que podem ser cortados. Isso não significa diminuir a infraestrutura da sua empresa ou deixar de investir na qualidade dos produtos ofertados aos clientes.

Trata-se apenas de diminuir gastos com economia, como a de energia elétrica, por exemplo. Basta refletir sobre a necessidade dos gastos, para cortá-los sem comprometer o andamento do negócio.

Liquidez geral

A liquidez geral é igual aos ativos da empresa menos seus passivos (ou suas dívidas). Os ativos são tudo o que uma empresa pretende converter em dinheiro no próximo ano, enquanto os passivos atuais são aqueles que a empresa pretende pagar no ano seguinte.

Esse índice mede a capacidade de uma empresa pagar suas contas no prazo. Você deve entender tal relação para saber se a empresa é ou não saudável financeiramente. Se a relação entre os dois números for menor do que 1, existe o risco de ela não pagar os credores. Se a relação for muito mais alta, você tem dinheiro parado.

Lucro bruto

Esse índice é um dos mais básicos, mas é importante conhecê-lo quando tratamos de finanças para empreendedores. Significa subtrair os custos de produção e a entrega do produto ou serviço da renda originada da venda.

O índice não considera os custos administrativos e de vendas, mas diz muito sobre a eficiência da sua produção e a sua estratégia de precificação. Se seu lucro bruto está abaixo da concorrência, é hora de reavaliar seus processos.

Faturamento por funcionário

O pagamento de funcionários deve ser controlado por você. Quando existem poucas pessoas contratadas, o atendimento ao cliente e a capacidade produtiva podem cair.

Ao mesmo tempo, um número elevado de funcionários aumenta as despesas e pode diminuir o faturamento geral. Essa é uma boa medida para que você saiba quanto valor cada um gera para a sua empresa.

 

O que você deve deixar a cargo do contador

Nem todas as finanças de uma empresa precisam ser cuidadas por seus empreendedores. Saiba o que o contador deve fazer:

Burocracia

O controle das finanças está relacionado à burocracia e aos impostos. Por isso, é bom contar com ajuda profissional. Assim, você pode focar mais na gestão do negócio.

Mesmo assim, mantenha um controle de tudo o que está sendo pago para não ter surpresas mais tarde.

Abrir o negócio

Assim que decidir formalizar uma empresa (saiba como é o passo a passo aqui), você deve contar com a ajuda do contador.

Especialmente quando envolve sócios, estabelecer regimes de tributação e outros assuntos pode gerar dúvidas nos empreendedores.

Conselhos e modificação na legislação

O contador ainda pode agir como um consultor e ajudar o seu negócio a crescer com base na experiência dele. Ele também vai auxiliá-lo quando aparecerem mudanças na legislação brasileira ou quando você decidir vender o produto para outros países.

 

Finanças para empreendedores: preste atenção a este detalhe

É importante que você preste bastante atenção às finanças da sua empresa. Conforme vimos acima, manter tudo organizado demanda tempo e disponibilidade de outros profissionais que você precisar contratar.

Não deixe de adotar a rotina de controle das finanças e conte sempre com a ajuda de um contador para manter os seus compromissos em dia. Lembre-se de que o sucesso da sua empresa depende disso.

Leia também:

APRENDA A FAZER REGISTRO DE MARCA

Leia mais sobre Destaque Empreendedorismo Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.