8 dicas de Fotografia de Produtos para vender mais

Compartilhe este conteúdo:

A impressionante marca de 1 bilhão de usuários ativos no Instagram, uma das mais relevantes redes sociais para os negócios atualmente, foi atingida recentemente. Segundo dados do próprio Instagram, 90% desses usuários seguem pelo menos uma conta de empresa, e mais de 500 milhões têm o hábito de checar os stories com frequência diária. Em meio a tanto estímulo e informação, como se destacar, atraindo a atenção do usuário em poucos milésimos de segundo? Investir em Fotografia de Produtos é uma das dicas para isso.

Embora tenha surgido como uma rede social voltada para a fotografia instantânea, o Instagram vem revolucionando a forma como imagens são produzidas em todo o mundo. E, cada vez mais, as contas comerciais investem em produção fotográfica, cenários e equipamentos para se destacarem, influenciando outras plataformas como o Snapchat, o Pinterest, o YouTube, o TikTok e até os sites institucionais e e-commerces. Não há dúvidas de que vivemos na era da imagem.  Saber trabalhar bem com elas pode fazer com que seu negócio ganhe a atenção dos consumidores e trabalhe o branding da marca de forma efetiva.

Neste post, selecionamos 8 dicas práticas de como investir em Fotografia de Produtos e atrair os olhares on-line.

1. Invista em um bom equipamento

fotografia de produtos

Nos dias de hoje, investir em equipamento de fotografia e filmagem é investir em ferramentas de trabalho. Se você quer se destacar, não dá mais para “quebrar o galho” com seu celular pessoal ou uma câmera qualquer. Isso não quer dizer que você precisa gastar muito para ter um bom equipamento. Com o avanço da tecnologia, muitas câmeras de excelente qualidade estão disponíveis a preços acessíveis. E, muitas vezes, os smartphones são capazes de fazer um trabalho tão bom ou melhor que o de uma câmera convencional.

Na hora de decidir qual equipamento comprar, a solução é pesquisar. Procure entender, antes de mais nada, qual a necessidade do seu negócio e as especificidades que a sua Fotografia de Produtos vai demandar. Para fotografar modelos vestindo roupas ou acessórios, por exemplo, um bom smartphone com a função “Retrato” é uma forma mais econômica de começar. Já para o ramo da gastronomia, o ideal é mesmo investir em um equipamento semiprofissional ou profissional, com lentes adequadas e acessórios de iluminação. Em relação a maquiadores e salões de beleza, um dos segredos é apostar na ringlight, espécie de aro iluminado, capaz de distribuir a luz de forma uniforme e difusa ao redor do rosto da modelo, conferindo um ar elegante e sofisticado às imagens.

2. Fotografia de Produtos não é somente fotografia

fotografia de produtos

Esta dica pode parecer óbvia, mas não é. É preciso lembrar que Fotografia de Produtos é uma categoria específica dentro da área da Fotografia e obedece a um conjunto de técnicas e orientações próprias para que os objetos tenham suas características valorizadas. Assim, não basta lançar mão de um bom equipamento e produzir fotos dos produtos, é importante entender o que vai fazê-lo melhor e mais bonito aos olhos do público.

A iluminação na Fotografia de Produtos, por exemplo, é totalmente diferente da iluminação para retratos. O posicionamento da câmera e os enquadramentos também. Vamos citar a Fotografia de Comida como exemplo. Fotografar alimentos com um ângulo de 45 graus é uma ótima estratégia. Esse é o ângulo pelo qual normalmente olhamos para um prato na mesa e, por isso, ele é familiar (e apetitoso) aos olhos.

Para Fotografia de joias, é fundamental ter uma lente macro (capaz de fotografar a curtas distâncias), um fundo neutro e um ambiente de iluminação bastante controlado. O objetivo é cancelar qualquer sombra indesejada, destacando o brilho e a beleza da peça.

O brilho também tem papel relevante na Fotografia de Produtos para bares e restaurantes. É ele que vai fazer com que os alimentos pareçam mais saborosos e suculentos. Para isso, existem vários truques: passar no produto um pouco de manteiga ou óleo antes de fotografá-lo, deixar os alimentos mais crus para as fotos (no caso de hambúrgueres, por exemplo), ou caprichar na pós-produção.

3. Crie um pequeno acervo para cenários e backgrounds

fotogradia de produtos

No que diz respeito aos e-commerces, o ideal é que a Fotografia de Produtos seja pensada para comunicar aspectos como tamanho, volume, cores do objeto. Por isso, boa iluminação e um fundo neutro (branco, preto, cinza) são ideais, já que, quanto menos ruído na imagem, melhor. Contudo, se você também está produzindo fotos para redes sociais ou site, é legal complementar o cenário com pequenos objetos, desde que eles não chamem mais a atenção do que o principal: seu produto.

Caso vá produzir fotos de uma cafeteria, por exemplo, em vez de fotografar a xícara de café sozinha, pense em incluir grãos de café sobre a superfície em que a xícara está ou um pratinho com pão de queijo e outro acompanhamento que cai bem com o café em questão. Flores, folhas, botões e linhas, tecidos, canetas, frutas… tudo pode virar cenário. Só vai depender da sua criatividade e, claro, do que você deseja comunicar com aquela imagem.

Por isso, a dica é ir montando um pequeno acervo aos poucos, com peças de tamanhos e texturas interessantes que vão poder enriquecer sua fotografia de produto. Para o cenário de fundo, você pode escolher desde tecidos e panos lisos (lembre-se de que as estampas podem ofuscar o produto) até cartolinas coloridas.

4. Contexto pode diferenciar a produção e comunicar aspectos do branding

fotografia de produtos

Em lugar de fotografar modelos em um fundo de estúdio, por que não apostar em levá-las para um parque ou para as ruas da cidade e fazer uma sessão fotográfica com mais contexto, buscando mostrar suas peças de roupa ou sapatos, por exemplo? Como vimos acima, isso provavelmente não funciona muito como a única foto do e-commerce – é recomendável ter uma foto do produto sem muita interferência –, mas pode ser um ótimo complemento no que diz respeito ao seu catálogo virtual e, principalmente, às redes sociais.

Adicionar contexto é interessante não só para enriquecer sua Fotografia de Produtos, mas também para comunicar valores e princípios da sua marca, trabalhando o ambiente ao redor. Uma confeitaria com receitas tradicionais? Opte por uma cozinha com cara de interior, no maior estilo “cozinha de vó”. Uma marca de calçados descolados? O estilo streetwear pode ser um aliado.

5. Vida real cria identificação com consumidores

fotografia de produtos

Ainda na pegada do contexto e dos cenários, recentemente as marcas têm feito grande esforço para se aproximarem da vida real dos consumidores, impulsionadas pelo crescimento dos influenciadores digitais. Isso impacta também a Fotografia de Produtos, que cada vez mais aparece com menos interferências de Photoshop ou de outros programas de edição de imagens e têm modelos fora do padrão. Tudo isso também vai comunicar muito sobre a sua marca e mostrar que ela é acessível para “gente como a gente”.

6. Aposte em padrões e ângulos inusitados para chamar a atenção

fotografia de produtos

Você certamente já viu lindas fotos de gastronomia ou decoração tiradas de cima, em um ângulo de 90 graus, bem ao estilo Pinterest, não é? Essas fotos são ótimas opções para sair do comum e postar principalmente em redes sociais, chamando a atenção pelo trabalho estético e de “direção de arte”. Outra ideia é criar padronagens com o seu produto, sobressaindo um efeito visual inusitado. Em vez de um vidro de esmalte, por que não colocar vários deles na mesma cena, organizados de forma simétrica, criando uma espécie de ilusão de ótica? Esse é outro truque que as grandes marcas utilizam para prender o olhar em sua Fotografia de Produtos.

7. Inspire-se em quem faz bem

fotografia de produto

No livro Roube como um Artista, o autor Austin Kleon defende que uma das formas mais eficazes de estimular a criatividade é se inspirando em ideias bem-sucedidas. Por isso, a montagem de uma pasta com referências é uma grande aliada da Fotografia de Produtos.

Selecione profissionais e marcas que se distinguem de outros pelo bom trabalho, na sua opinião, e procure entender o que eles fazem e como fazem. Em seguida, aplique a ideia às suas fotos, adicionando, é claro, um toque pessoal.

8. Contrate um profissional

fotografia de produtos

Embora todas essas dicas possam ajudar bastante, nada substitui o olhar de um profissional e a qualificação dele. Contratar um fotógrafo para a sua Fotografia de Produtos é um verdadeiro investimento no aumento de suas vendas e na comunicação de sua marca. Depois de escolher o profissional que melhor se encaixe no seu orçamento, não deixe de ter uma longa conversa com ele sobre o conceito da campanha ou da sua marca, os aspectos que devem ser valorizados e qual a atmosfera que você espera em relação ao resultado final. Certamente, suas fotos farão sucesso.

Gostou de nossas dicas para vender mais investindo em Fotografia de Produtos? Conheça também um pouco mais de outra estratégia que pode render a você muitos resultados: o trabalho com influenciadores.