Conheça os principais tipos de armazenamento de dados

Compartilhe este conteúdo:

A tecnologia avança com enorme rapidez, e os negócios devem acompanhar as mudanças. Tanto no sentido de criar e superar o novo quanto no de se adaptar às novas ferramentas que surgem. O fato é que as empresas cada vez mais dependem das tecnologias digitais para obter sucesso e bom desempenho. 

 

De Microempreendedores Individuais (MEIs) a empresários de grande porte no mercado, todos precisam da tecnologia a fim de realizar suas campanhas de Marketing e aprimorar seus segmentos. 

 

Entretanto, à medida que a empresa cresce, mais difícil se torna administrá-la. Nesse contexto, um ponto de enorme atenção para qualquer uma delas é o cuidado com o armazenamento de dados, sejam esses dados internos, sejam esses pessoais dos seus clientes.

 

Para melhor lidar com essa inovação tecnológica, ajudaremos você a conhecer os principais tipos de armazenamento e suas características. Quer saber mais sobre o assunto? Então fique aqui e entenda!

 

O que é armazenamento de dados?

 

Trata-se de soluções, bem como de métodos utilizados para guardar, listar e ter acesso a todos os dados de sua empresa. 

 

A principal missão do armazenamento de dados é assegurar que é possível obter novamente esses dados no futuro, isto é, independentemente de qualquer problema que venha a ter com o processamento. 

 

Além disso, vale ressaltar que deve ser levada em consideração a segurança dos dados de sua empresa e a preservação desses contra crimes cibernéticos.

 

Qual a importância de armazenar dados?

 

Visando à melhoria de seu negócio e à segurança das informações, o armazenamento de dados se faz extremamente necessário, especialmente em face da obrigatoriedade à Lei nº 13.709/2018 – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) –, que regula as atividades de tratamento de dados pessoais. 

 

Essa lei é importante porque ela protege os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e a livre formação da personalidade de cada indivíduo. Para os empresários, porém, é um ponto que merece atenção. Afinal, desde que entrou em vigor, a lei torna as organizações, públicas e privadas, responsáveis pelo ciclo dos dados pessoais confiados a elas, no que envolve coleta, tratamento e armazenamento.

 

E é para ajudá-lo neste último ponto que abordaremos alguns itens de maior importância no armazenamento de dados. Veja:

 

Seguridade dos dados

 

Como citado acima, a principal missão do armazenamento de dados é garantir a segurança de dados. 

Se o armazenamento não for feito de forma correta, então há possibilidade de que as informações se percam ou sofram alteração, o que vai interferir diretamente na segurança que o armazenamento tanto preza.

 

Logo, ao investir em ferramentas mais eficientes, isso reduzirá a probabilidade de ocorrer algum tipo de erro em seus dados. Em um futuro distante, essa solução fará grande diferença no desempenho e no rendimento de sua equipe. 

 

Maior acesso às informações

 

No mundo globalizado, ágil e em constante evolução, as informações precisam seguir no mesmo ritmo. Por isso, o armazenamento de dados é uma prática necessária no mercado e está atrelado diretamente à agilidade, em que as pessoas podem acessar informações importantes a qualquer momento.

 

Sendo assim, além de ter um banco de dados seguro, você precisará que ele tenha o melhor desempenho possível.

 

Portanto, quanto melhor o sistema de armazenamento, mais ferramentas você poderá implementar para que ele facilite seu acesso a dados importantes.

 

Versatilidade no acesso

 

Atualmente, diversas empresas prezam a flexibilidade graças às mudanças que podem ocorrer e, assim, é imprescindível agilidade no acesso ao banco de dados. Por exemplo, em tempos de pandemia, muitas empresas aderiram ao home office, e, com isso, cada funcionário estaria com seu notebook/computador. 

 

Dessa forma, é necessário um sistema de dados integrado e seguro para que todos possam trabalhar em conformidade com a empresa. Os sistemas mais modernos de armazenamento oferecem a ferramenta que permite acesso, simultaneamente, por diferentes pontos de acesso.

 

Por isso, é possível acompanhar todos os dados da empresa em qualquer lugar, sendo necessário apenas um computador.

 

Principais tipos de armazenamento de dados

 

Os dados variam de acordo com a tecnologia empregada. Contudo, utilizam-se os seguintes grupos principais:

 

DAS

 

Significa, em português, “Armazenamento Ligado Diretamente”. 

 

Esse tipo de armazenamento inclui todos os armazenamentos que têm conexão física com o hardware (conjunto de aparatos eletrônicos do computador), onde estão todos os dados armazenados e o computador que fará a leitura. Podemos citar aqui os pen drives, os SSDs (unidade de estado sólido), os Discos Rígidos (HDs) etc.

 

Tal tecnologia é a menos ágil e flexível, principalmente na questão do acesso de dados em home office. Entretanto, é bastante empregada como um armazenamento físico e direto que promove segurança dos dados e evita que ele se perca.

 

NAS

“NAS”, em português, significa “Armazenamento Ligado à Rede”, por meio do qual é possível acessar os dados armazenados por diversos computadores a distância. 

 

Esse método de armazenamento facilita a administração de empresas que não trabalham em escritório, o que torna o acesso mais flexível, apesar de exigir mais investimento em softwares e segurança das informações.

 

Quais os principais tipos de dispositivos para realizar o armazenamento de dados?

 

Como dito ao longo do texto, é importante investir em inovações tecnológicas a fim de adquirir os melhores e mais novos dispositivos, tanto DAS quanto NAS.

 

A seguir, falaremos sobre os dispositivos mais procurados.

 

SSD

Esse armazenamento permite maior processamento e transmissão de dados mais rápida entre diferentes computadores.

 

Por essa razão, o desempenho do computador em acessar informações se torna imensuravelmente maior.

 

O investimento necessário é maior do que em relação a outros dispositivos, mas, em questão de custo-benefício em curto prazo, vale a pena. 

 

Matrizes de flash híbridas

 

Utilizar muitas matrizes é como aumentar a independência de diversas ferramentas. Nas matrizes de flash híbridas, é feita uma combinação de armazenamentos em HDs e em flash.

 

Essa combinação cria uma média entre os dois tipos de armazenamento de dados mais usados (DAS e NAS). Pode-se afirmar que o valor a se investir é mais acessível e é um método eficaz em curto prazo.

 

Mecanismo de backup

 

Em perdas de desempenho ou mal funcionamento de seus servidores e/ou computadores, é sempre bom ter feito backups de seus dados. 

 

Pelo backup, há a possibilidade de restaurar informações parcialmente ou, até mesmo, integralmente.

 

Ao considerar essa forma de armazenamento, é fundamental investir em softwares de backup, que já contam com esse serviço automaticamente, ou optar por sistemas internos de backup, que exigirão uma equipe dedicada somente para manter esse em funcionamento.

 

Armazenamento na nuvem

 

Empresas cada vez mais focam em áreas on-line. Com isso, passam a armazenar seus dados cruciais em um servidor remoto, o que é denominado nuvem, podendo ter o acesso feito de qualquer lugar e simultaneamente.

 

É um método bem flexível, que traz estabilidade e confiança ao cliente, visto que há possibilidade de realizar mudanças internas da empresa e ainda assim ter certeza de que suas informações estarão seguras e com fácil acesso. 

 

Sendo assim, a “nuvem” é uma gigante coleção de servidores que processam dados em todo o mundo, além da vantagem de não fazer armazenamento secundário de seu computador, mas permitindo a reserva do espaço.

 

Este artigo sobre os tipos de armazenamento de dados foi útil ao seu negócio? Então, continue o aprendizado e conheça agora 7 novas tecnologias que podem ajudar sua empresa.