Dicas para começar um negócio em casa

Compartilhe este conteúdo:
Começar um negócio é muito mais fácil do que há 10 anos. A tecnologia e o Marketing Digital, juntos, possibilitaram a entrada de empreendedores no comércio virtual. Hoje, é possível começar um negócio em casa. Basta a conexão com a internet e um computador, na maioria dos casos. 

Mas não para por aí. Micro e pequenas empresas também conseguem competir até com grandes organizações, como nos resultados de busca do Google.

São diversas as ferramentas que favorecem o início de um negócio dentro do lar. Se você tem interesse em buscar sua segurança financeira, quer abrir a própria empresa ou deseja aumentar sua renda, este post é ideal pra você.

Neste artigo, vamos dar dicas e ideias práticas para você começar uma empresa trabalhando de casa. Vamos conhecer?


Escolha o negócio certo para seu perfil

Empreender é um investimento não só de dinheiro. Quem quer começar um negócio dentro da própria residência precisa estar ciente do tempo necessário a investir para que a empresa dê certo. Portanto, na hora de escolher a área, considere priorizar atividades que você gosta de desempenhar e aquelas para as quais você possui habilidades técnicas.

Se você tem formação em Publicidade e Propaganda, pode oferecer algo relacionado à área, como serviços de redação de conteúdo ou gestão de redes sociais. Dessa forma, vai ser mais simples se dedicar às horas diárias diretamente do conforto da sua casa.

Crie um plano de negócio

Assim como acontece em qualquer tipo de empresa, é essencial contar com um plano de negócio. Esse documento delimita o que você vai oferecer, ajuda a analisar os concorrentes e traçar estratégias para a conquista de mercado. Além de, claro, estabelecer o ponto de equilíbrio para a empresa ser sustentável.

Criar um plano de negócio também é uma forma de apresentar sua ideia a outras pessoas, familiares, amigos e, quem sabe, de atrair investimentos.

Use a internet para vender

Agora que você escolheu a área onde vai atuar e criou um plano de negócio, é hora de colocar a roda para girar. A internet é o canal de vendas mais adequado para quem deseja começar um negócio em casa.

As chances de você se beneficiar com o comércio virtual são grandes. Impulsionado pela pandemia do novo coronavírus, o e-commerce é uma modalidade do varejo que vem batendo recordes desde 2020.

Então, investir no canal digital é uma ótima chance para dar início ao seu negócio em casa com o pé direito. Conheça algumas formas de vender pela internet:

Plataformas de e-commerce

Espaços pensados estrategicamente para a criação de lojas virtuais com praticidade, sem a necessidade de conhecimento técnico em programação. Essa pode ser a definição de uma plataforma de e-commerce.

O ambiente oferece uma estrutura completa não só para o funcionamento de um comércio, mas também para melhorar a experiência do usuário, integrando meios de pagamento, boa navegabilidade, conexão com redes sociais e canais de atendimento.

Marketplaces

Marketplaces são como grandes shoppings virtuais para a exposição de produtos de diversas lojas. Magazine Luiza, Netshoes e Amazon são exemplos de marketplaces no qual qualquer varejista pode colocar itens à venda.

A grande vantagem desse canal é a exposição da marca para um volume expressivo de pessoas — o que aumenta a possibilidade de venda, visto que os marketplaces costumam atrair milhares e até milhões de visitas em um período.

Invista no Marketing

Uma estratégia de Marketing poderosa é essencial para quem pretende começar um negócio na própria casa. Na internet, você precisa chamar a atenção do seu público, atrair e converter potenciais clientes.
  1. Crie uma persona.
  2. Escolha as redes sociais e os canais onde seu negócio vai marcar presença.
  3. Ofereça um atendimento de qualidade.

Essas são as três premissas para começar uma estratégia de divulgação. Se você ainda não se familiarizou com elas, comece a estudar agora mesmo. Uma boa dica é começar por nosso Guia de Marketing Digital, que traz conteúdos de A a Z para ajudar você a alcançar seu público na internet.

3 ideias de negócio para começar em casa

Começar um negócio em casa exige menos recursos financeiros; contudo, implica mais foco e determinação para o alcance de resultados. Mesmo sem ter certeza do sucesso, as crises sanitária e econômica fizeram com que muitas pessoas precisassem se reinventar e apostar na jornada empreendedora.

Se você também quer abrir a própria empresa direto do home office, é hora de conhecer 3 ideias de negócio para começar em casa.

Cursos online

A educação a distância (EAD) é um mercado promissor. Em 10 anos, o setor cresceu mais de 370%. A difusão do conhecimento pela internet vem ganhando espaço, e quem deseja começar um negócio sem sair de casa encontra mais um ramo a explorar.

Não só pela praticidade e flexibilidade, as pessoas estão em busca de cursos online para aprimorar suas habilidades, em que simultaneamente economizam tempo e dinheiro.

Por esses e outros motivos, vender conhecimento pela internet é uma boa oportunidade de rentabilizar aquilo que você sabe fazer. Quem está disposto a ensinar encontra um público sedento por novas habilidades e técnicas.

Hoje também existem plataformas robustas como Udemy, Hotmart e Eduzz, que possibilitam a conexão entre produtores de cursos online e estudantes das mais diversas áreas.

Para quem não se sente pronto a compartilhar conhecimento, também é possível começar um negócio em casa com o Marketing de Afiliados.

Venda de serviços

O consumo de serviços pela internet tem sido impactado pelos efeitos colaterais da pandemia do novo coronavírus. Dentre outras mudanças no comportamento do consumidor, a busca por soluções virtuais se destaca.

Hoje, as pessoas estão dispostas a encontrar terapia, assistentes virtuais, professores de inglês, profissionais de arquitetura, redatores… tudo pela internet. Oferecer suas habilidades por meio do universo virtual é uma ótima oportunidade para começar um negócio em casa.

Lojas virtuais

O e-commerce também é uma área favorável em relação a começar um negócio na própria residência. Graças às plataformas de e-commerce e aos marketplaces, ficou muito mais simples criar uma loja virtual e vender produtos na internet.

Vale ressaltar que, geralmente, os custos iniciais para abrir uma conta nesses canais não são altos. Portanto, nada melhor do que testar uma ideia colocando-a em prática, não é mesmo?

No entanto, é importante ter cuidado com a logística. Mais imediatistas e exigentes, os clientes valorizam entregas rápidas e baratas, independentemente da distância entre origem e destino.

Começar um negócio em casa é um excelente investimento. Uma vez que a operação está rodando, o potencial é ilimitado. As barreiras geográficas não existem, e os custos para expansão podem ser mais baixos, a depender do seu modelo de atuação.

Se você quer ter mais informações sobre como abrir o próprio negócio, não deixe de conferir nosso post com 14 dicas para abrir um negócio com pouco dinheiro.