Employee Experience: como melhorar a experiência e a satisfação do colaborador

Compartilhe este conteúdo:

Novas dinâmicas de trabalho se evidenciaram nos últimos anos. Exigiu-se que o ambiente familiar se tornasse escritório. Milhares de trabalhadores estão em home office, desempenhando suas tarefas a distância, e não devem voltar ao modelo presencial totalmente. Se antes a remuneração e os benefícios eram os únicos responsáveis por melhorar a Employee Experience, hoje não mais.

Agora, as empresas têm um desafio: melhorar a experiência e a satisfação do colaborador mesmo com tantas novidades no universo laboral.

Para isso, é preciso identificar os pontos de atenção a fim de garantir o bem-estar do time. Uma das práticas comuns entre os negócios é focar na Employee Experience, tema deste artigo que traz 4 dicas práticas sobre como investir na satisfação das pessoas que trabalham na sua operação. Quer conhecer? Siga a leitura!

 

Employee Experience: o que é

A Employee Experience é uma metodologia de Gestão de Pessoas que coloca o colaborador no centro, visando à valorização e à garantia do seu bem-estar. Na prática, trata-se de uma série de ações que ajudam na retenção de talentos e na motivação da equipe. Veja alguns exemplos:

 

  • Ambiente de trabalho agradável
  • Benefícios como seguro de vida, plano de saúde, plano odontológico, participação nos lucros
  • Plano de carreira
  • Liderança inspiradora

Assim, enquanto o colaborador se sente acolhido, respeitado e estimulado a dar o seu melhor, as empresas ganham com o aumento da produtividade e com a conquista de bons resultados.

 

Para que serve a Employee Experience

Em um mundo onde o dinheiro não é mais o principal fator motivacional dos colaboradores, o foco na Experiência do Colaborador é a vantagem competitiva mais promissora que as organizações podem criar – Jacob Morgan, autor de The Employee Experience Advantage.

Colaboradores se tornam até 31% mais produtivos quando se sentem felizes com o trabalho, é o que aponta o relatório do LinkedIn sobre atração e retenção de talentos. Nas organizações onde tal cenário ocorre, o volume de vendas pode subir até 37%.

Segundo o estudo, a Employee Experience é uma das principais tendências para a área de Gestão de Pessoas. Além de impactar os resultados, as empresas que oferecem uma experiência positiva ao trabalhador têm mais chances de diminuir as taxas de turnover das equipes.

Outros fatores que confirmam a Employee Experience como uma prática relevante para o negócio é a influência exercida por ela na melhoria do atendimento ao cliente e na redução de acidentes. A lógica é simples: pessoas felizes estão mais dispostas a ouvir, a prestar suporte e a oferecer soluções aos desafios do dia a dia laboral.

 

Características da Employee Experience

Pautas como “qualidade de vida” e “saúde mental” estão cada vez mais evidentes. Com a necessidade de isolamento social e do trabalho híbrido ou remoto, as empresas se tornaram um ponto focal para o cuidado das pessoas.

Aliás, hoje, os profissionais também levam em conta a qualidade do ambiente de trabalho como um fator decisivo para entrar ou permanecer em uma empresa. Conheça as características que ajudam a tornar positiva a Employee Experience na operação:

 

  • Dia a dia de trabalho significativo, com propósito
  • Apoio dos líderes diretos e dos gerentes
  • Feedbacks inspiradores e personalizados, focados no desenvolvimento da carreira
  • Possibilidade clara de progressão na carreira
  • Ambiente confortável e inclusivo, que respeita a individualidade de cada colaborador

Employee Experience X Customer Experience

A Employee Experience afeta diretamente os resultados do negócio, especialmente a área de Customer Experience. Como dissemos acima, a lógica é bem simples. Colaboradores felizes estão dispostos a criar uma experiência agradável para os consumidores.

Portanto, além de criar uma imagem positiva para a atração e a retenção de talentos, a Employee Experience ajuda a elevar a melhora da percepção da marca no mercado. É comum empresas que oferecem uma boa experiência aos seus funcionários terem um índice de NPS alto.

Saiba: quanto melhor for a experiência do colaborador, melhor vai ser a experiência do consumidor.

 

O que fazer para melhorar a experiência do colaborador

O primeiro passo para oferecer uma experiência positiva ao colaborador é reconhecer suas necessidades e seus desafios dentro do dia a dia de trabalho. Cada pessoa tem sua individualidade, e nem sempre as respostas serão as mesmas. No entanto, é papel da organização mapear e identificar os pontos que precisam de avanço.

Existem alguns momentos comuns e relevantes na construção da Employee Experience de qualquer empresa. Saiba agora quais são:

 

  • Seleção de colaboradores
  • Admissão
  • Integração à equipe
  • Acompanhamento e desenvolvimento profissional
  • Progressão na carreira
  • Demissão e recolocação no mercado

 

Além desses pontos, há boas práticas de mercado que propiciam a melhora no clima organizacional e ajudam a garantir o bem-estar dos colaboradores. Veja:

Conheça os seus colaboradores

Reconhecer e celebrar a individualidade dos colaboradores é uma forma de garantir o bem-estar da equipe. Valorizar o ponto de vista singular que cada profissional traz à operação é fundamental para estimular o crescimento e o desenvolvimento do time. Quanto mais liberdade o colaborador tem para ser quem ele é, mais inclusivo o ambiente laboral se torna.

Garanta um bom ambiente de trabalho

Uma estrutura física adequada à realização das tarefas é outro aspecto essencial para a Employee Experience. No trabalho remoto, a organização precisa estimular e garantir que o profissional tenha os elementos necessários para o trabalho. Itens como notebooks, mesas, acesso à internet são alguns dos recursos necessários.

Em escritórios, o cuidado vai além. Espaços bem planejados, arejados e com estrutura de apoio são indispensáveis. Por isso, investir em condicionadores de ar, salas de descanso e lazer são práticas bem-vistas.

Invista na cultura de feedbacks

Oferecer um acompanhamento próximo a cada colaborador é essencial para a construção de uma Employee Experience positiva. O foco é criar um canal aberto de diálogo para que o profissional possa ser ouvido nas suas sugestões e críticas, como também possa receber feedbacks sobre seu desempenho no time.

Ofereça um ambiente de desenvolvimento e valorização

A remuneração não é mais o único fator para a atração e a retenção de talentos. Cada dia mais, a qualidade do ambiente de trabalho é um fator decisivo para que o profissional entre ou permaneça em uma empresa.

Por isso, invista em planos de carreira, na construção de rotinas significativas e na constante valorização do colaborador. Ofereça um ambiente participativo, que encoraje e desafie o profissional a crescer na carreira.

Agora você sabe que a Employee Experience é construída no dia a dia de uma organização, nas relações entre líderes e liderados, entre os colegas de trabalho. É papel da Gestão de Pessoas estar atenta a capacitar os gestores e os líderes às dinâmicas de reconhecimento, escuta e valorização dos profissionais. Quando o colaborador é bem-cuidado e está no centro da operação, o negócio é capaz de crescer de forma saudável.

Este conteúdo foi útil ao seu negócio? Continue agora mesmo o aprendizado e conheça 6 técnicas para aumentar a produtividade da sua equipe.