Segurança Cibernética: o que é e por que você deve ficar de olho nessa tendência

Compartilhe este conteúdo:
Você, provavelmente, já fala de ataque cibernético ou já sofreu algum. Vejamos: um computador infectado por vírus, roubo de informações confidenciais, como senhas e dados do cartão de crédito, etc. Para combater uma situação desagradável e perigosa, especialmente nos negócios, existe a Segurança Cibernética.
No Brasil, por exemplo, um em cada cinco cidadãos são alvo de ciberataques, é o que aponta o relatório da Dfndr lab. De julho a setembro de 2018, foram mais de 43 milhões de casos na internet.
Na medida mesma em que a tecnologia abre portas e possibilidades para potencializar negócios, surgem outras formas de atingir universo on-line. Por isso, é preciso ficar de olho na Segurança Cibernética da sua empresa e buscar soluções de combate aos atentados maliciosos.

O que é Segurança Cibernética?

 

 

Infelizmente, há diversos tipos de ataques cibernéticos. São vírus, worms (programa malicioso que se autopropaga em redes), adwares (anúncios maliciosos), ransomwares (softwares que bloqueiam o acesso a arquivos) e spywares (software espião). A Segurança Cibernética é um conjunto de práticas para combater ciberataques e garantir a confiabilidade de processos e tecnologias.

Por que investir na Segurança Cibernética?

 

 

 

Citamos acima apenas alguns dos diversos tipos de ataques cibernéticos. Mas existem muito mais armadilhas na internet. Um número expressivo, levantado pelo serviço de inteligência americano FortGuard, comprova. De março a junho de 2019, o país foi alvo de 15 bilhões de tentativas de ciberataques.
Então, um dos motivos por que investir na Segurança Cibernética é que, assim como as pessoas, as empresas também estão vulneráveis a esse tipo de ameaça. No entanto, o volume de informações confidenciais que circulam em um negócio é bem maior do que na dinâmica pessoal. E, na era virtual, o acesso a esses dados vale ouro. Por isso, ao encontrar qualquer vulnerabilidade nos computadores e redes, pessoas mal-intencionadas aproveitarão a oportunidade para atacar.
Além disso, as organizações são obrigadas a cuidar dos dados dos seus clientes e evitar vazamentos, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD. A fim de proteger essas informações e atender às exigências legais, as empresas devem reforçar a Segurança Cibernética.

5 práticas para garantir a Segurança Cibernética na sua empresa

 

 

 

Com o desenvolvimento constante de novas tecnologias, é preciso manter atualizada a Segurança Cibernética da empresa. A varredura contra ciberataques garante que dados estratégicos estejam devidamente protegidos de ações maliciosas e que sua empresa possa focar no desenvolvimento da operação com segurança.
Engana-se quem pensa que pequenos e médios negócios não têm essa necessidade. A Segurança Cibernética é um conjunto de ações que devem ser adotadas no dia a dia de qualquer empresa, independentemente do tamanho. Afinal, como dissemos, informação vale ouro. Conheça agora 5 práticas para garantir a Segurança Cibernética do seu negócio:

1. Criptografia de dados

A criptografia de informações é uma das maneiras de assegurar a Segurança Cibernética de uma organização. O WhatsApp, ferramenta de comunicação instantânea, por exemplo, utiliza o método para evitar o vazamento ilegal das inúmeras mensagens trocadas pelo aplicativo. Imagine se a marca não utilizasse meios para combater ações maliciosas? Além do volume de dados que passam na ferramenta, há mensagens extremamente valiosas circulando por lá.
Assim, mesmo após sofrer um ciberataque, dados criptografados não podem ser visualizados ou utilizados por terceiros. Por isso, é importante que as informações transferidas em redes compartilhadas e na internet tenham esse formato. Proteção nunca é demais!

2. Firewall

Ataques externos mal-intencionados também podem ser evitados por um recurso da Segurança Cibernética: os firewalls. Eles atuam como barreiras invisíveis que impedem a entrada de IPs não autorizados na rede. São porteiros que identificam possíveis visitas indesejadas ao universo informacional de um negócio.

3. VPN e Voucher

Com a pandemia e a necessidade de isolamento social, o trabalho home office se tornou a realidade de milhões de brasileiros. O acesso remoto ao sistema da empresa a partir de dispositivos próprios, contudo, pode representar uma vulnerabilidade de Segurança Cibernética.
Para que os dados e as transações estejam protegidos mesmo em ambientes externos, é recomendável criar uma espécie de túnel virtual para o usuário entrar na rede do negócio. São as VPN.
Com o recurso, é possível monitorar os usuários da rede em todas as ações realizadas, evitando assim ataques maliciosos via acessos desprotegidos.

4. Pontos de venda com recursos de segurança

Sabia que até os pontos de venda podem estar vulneráveis a ataques de pessoas de má índole? Um alívio, contudo, é ter ciência que as maquininhas de pagamento costumavam ser alvo para o roubo de dados confidenciais de clientes antes de adotarem medidas de Segurança Cibernética, como a exigência da assinatura e do chip. Hoje, embora os casos ainda existam, acontecem em menor volume.
Outra maneira de combater a entrada de pessoas que agem com a intenção de fazer o mal por meio dos pontos de venda é adotar equipamentos independentes, sem integração com a rede do negócio. Dessa maneira, mesmo que malware sejam instalados não se propagaram por toda a operação.

5. Antivírus

Uma das formas mais básicas de garantir a Segurança Cibernética é instalar bons antivírus em todas as máquinas de um negócio. Os vírus são softwares mal-intencionados muito populares no universo virtual, destinados à coleta de informações da rede. Então, a simples presença de um programa para combatê-los assegura a proteção geral dos dados e evita surpresas desagradáveis para a empresa.
A constante atualização do antivírus também é essencial. Isso porque os vírus vão se modificando a fim de conseguir burlar as novas tecnologias e recursos de proteção disponíveis.
Reconhecer a vulnerabilidade e possibilitar o amadurecimento da Segurança Cibernética é imprescindível com vistas a garantir a proteção de dados. Hoje, no universo virtual, o acesso a informações por pessoa mal-intencionadas pode comprometer toda uma operação empresarial, bem como trazer consequências legais ao negócio.
Quer seguir por dentro de temas incluídos, como esse, para o desenvolvimento saudável da sua empresa? Acesse agora mesmo nosso blog!