Técnicas de SEO em 2021: em que você precisa estar de olho

Compartilhe este conteúdo:

Quando precisa encontrar respostas para as mais diversas dúvidas na internet, a quem você recorre? Certamente, ao Google e a outras ferramentas de pesquisa, já que esse é o comportamento da maioria dos usuários. Veja só: a busca orgânica é responsável por mais de 53% do tráfego dos sites. Por isso, adotar técnicas de SEO, a fim de aparecer no topo do Google, é essencial na hora de capturar a atenção dos visitantes.

 

Páginas bem indexadas têm maiores chances de receber cliques e, portanto, potencializam a capacidade de o espaço virtual gerar negócios. A lógica é simples: mais tráfego, mais leads. É por meio de algoritmos que a gigante de buscas organiza as informações disponíveis, a fim de oferecer ao usuário aquela que melhor o atende. De que maneira sua empresa informa ao Google que ela dispõe de todas as informações de que o visitante precisa? Indubitavelmente, por meio das técnicas de SEO.
Reunimos aqui as tendências de SEO para 2021, as quais você não pode deixar de acompanhar no seu endereço eletrônico.

Por que as técnicas de SEO são importantes?

 

No intento de oferecer sempre a melhor experiência ao usuário, o Google constantemente atualiza seus algoritmos de acordo com parâmetros próprios. Se um dia foi importante a quantidade de palavras-chave em um conteúdo para uma boa indexação, hoje a ferramenta de busca entende que, em primeiro lugar, está a informação de qualidade.
Então, assim como surgiu essa atualização com a finalidade de facilitar a vida do internauta, a empresa segue atualizando seus critérios. Logo, para permanecer no topo, a sua empresa precisa se adaptar. 
Dito isso, vamos conhecer as principais técnicas de SEO que você precisa conhecer em 2021.

Princípio E-A-T: produção de conteúdo de qualidade

 

O Google quer oferecer a melhor experiência ao usuário; em vista disso, a produção de conteúdo de qualidade segue como norte rumo à primeira página. Não à toa a missão da empresa é: “organizar as informações do mundo todo e torná-las universalmente acessíveis e úteis”.
Por essa razão, toda a informação disponível em sites será priorizada quando atender ao princípio E-A-T: Especialização, Autoridade e Confiabilidade. Veja algumas técnicas de SEO para levar isso à prática:
  • Ofereça blog posts assinados por especialistas no tema referido.
  • Feche parcerias de conteúdo com autoridades do assunto-chave do site.
  • Forneça dados de pesquisas confiáveis.
  • Invista em link building com URLs seguras, como “.gov” e “.edu”.
  • Receba backlinks de sites confiáveis.
A densidade de palavras-chave ainda é importante, mas não determinante para um bom desempenho nos motores de busca. Nos dias atuais, entregar valor ao usuário deve estar no centro de qualquer estratégia de Marketing de Conteúdo.

Atenção à experiência do usuário

Mais uma vez: o Google está focado em oferecer ao usuário a melhor experiência. A velocidade de carregamento da página, a estabilidade e a interação que o endereço é capaz de gerar são outros aspectos, além do conteúdo, que contribuem para a permanência do visitante no site e que passarão a ser critérios de avaliação da empresa.
Em relação ao buscador, a navegação precisa ser acessível, rica, intuitiva e simples. Mas como acompanhar o funcionamento desses aspectos em um site? Conhecidas como “métricas vitais da internet”, elas se dividem em três categorias:
  • LCP (Large Contentful Paint): estima o tempo de carregamento de uma página, que deve levar, no máximo, 2,5 segundos, de acordo com as boas práticas.
  • FID (First Input Delay): mensura o tempo que uma página demora até poder ficar interativa para o usuário. Até 100 milissegundos é o intervalo considerado adequado.
  • CLS (Cumulative Layout Shift): métrica que mensura a estabilidade do layout na página. Quanto maior o volume de alterações entre elas, maior o índice, que deve ficar abaixo de 0,1.
Esses novos parâmetros do Google podem ser analisados por meio da ferramenta Google Light House. Veja os resultados de uma verificação:
undefined
 
Trabalhar para que todas as métricas vitais da web estejam no padrão é uma das técnicas de SEO em voga nos próximos meses.

SEO local

 

Um uso comum entre os usuários do Google é a busca por produtos e serviços locais: restaurantes, cabeleireiros, lojas de roupas, etc. A pandemia e a necessidade de isolamento social também reforçaram a procura por estabelecimentos mais próximos, como forma de apoiar a sobrevivência de pequenos negócios e manter a economia girando localmente.
Diante desse cenário, a utilização do Google Meu Negócio ganhou destaque. É uma das técnicas de SEO locais usadas para oferecer informações relevantes sobre uma empresa da qual alguém busca o serviço.
Por meio da ferramenta, é possível disponibilizar endereço, horário de funcionamento, telefone para contato, bem como visualizar as avaliações deixadas por usuários. Então, o Google Meu Negócio também acaba sendo uma maneira estratégica de a empresa se posicionar nas primeiras páginas do buscador.

Pesquisa por voz

 

A pesquisa por voz é uma das tendências que merecem atenção em 2021. Nos próximos anos, a previsão é que a maioria das famílias passe a utilizar alto-falantes inteligentes no cotidiano. Com a constante atualização das assistentes de voz, como Siri, Alexia e Google Assistente, as pessoas começaram a enxergar o potencial da ferramenta na facilitação de tarefas do dia a dia. Atualmente, elas são comuns quando o usuário está desempenhando outras atividades, como dirigir ou cozinhar, e precisam buscar informações no Google.
Vale ressaltar, contudo, que os termos empregados na pesquisa por voz são diferentes daqueles digitados na barra do Google. Portanto, adequar as técnicas de SEO buscando atender os usuários que realizam as buscas por meio de áudio é um dos caminhos para se manter no páreo das primeiras páginas do Google.

Compatibilidade com dispositivos móveis

O Google prioriza a indexação da versão do site para dispositivos móveis e sabemos por quê: a maioria dos usuários utiliza seus smartphones para acessar a internet. No Brasil, por exemplo, o celular já se tornou o meio principal de navegação no mundo virtual.
A atualização no algoritmo do buscador se deu em 2019; caso o seu site ainda não tenha uma versão dedicada, é hora de implantá-la. Veja como testar a compatibilidade do seu endereço eletrônico com dispositivos móveis:
  • Acesse o teste mobile friendly do Google neste link.
  • Digite a URL a ser analisada e aperte o <enter>
  • Aguarde a análise, que leva cerca de 1 minuto.
  • O resultado aparecerá na tela.
 
undefined
 
Caso seu site não seja compatível, há ainda uma tecnologia do Google, conhecida como AMP, que ajuda a acelerar páginas para dispositivos móveis. Saiba mais!
O Google está sempre atualizando os critérios dos seus algoritmos visando melhorar a experiência do usuário. Justo, não é mesmo? Cabem às marcas que desejam potencializar o alcance do seu negócio na internet acompanhar a evolução das técnicas de SEO ao longo do tempo. Afinal, quanto mais tráfego, mais leads gerados. Acabou-se o tempo em que, para estar no topo do Google, bastavam apenas a densidade de palavras-chave na página e títulos meta.
Já deu para notar que se manter atualizado é fundamental na conquista de mercado, certo? Então, não deixe de conferir, no nosso blog, outros posts como este a fim de ficar por dentro das tendências de negócios e inovação!