Você está preparado para a vida de empreendedor?

Nem você, nem ninguém, pode prever o que vai acontecer. O melhor que você pode fazer é aprender com quem já cometeu erros e aprendeu com eles.

Selecionamos dez dos maiores empreendedores do mundo e as lições que eles têm para você. Bom aprendizado!

 

Steve Jobs (Apple)

Steve Jobs acreditava que a sabedoria vem das experiências que temos na vida. Por isso, ele dizia: “Tenha um entendimento integral. Busque diferentes experiências na vida”.

Isso não significa que você não precisa buscar formação oficial, como ensino superior e pós-graduação. Mas que as suas habilidades como empreendedor só alcançam altos níveis quando você vive diversas situações.

No filme biográfico do fundador da Apple, o roteiro destaca momentos em que isso fica claro. Jobs viaja para a Índia, por exemplo, onde ele fazia o que mais gostava: absorver culturas e histórias diferentes.

 

Bill Gates (Microsoft)

Mesmo sendo o fundador da Microsoft, em parceria com seu amigo de infância Paul Allen, Bill Gates realizou muito fora da empresa.

Ele acredita que líderes fortes entendem a importância de aplicar seu sucesso para trazer atenção aos problemas do mundo, ajudando quem precisa.

Na fundação Bill & Melinda Gates, ele já aplicou mais de 42 bilhões de dólares em questões de sustentabilidade, educação, saúde pública e acesso à tecnologia. Afinal, um mundo desenvolvido contribui para o sucesso dos negócios e movimenta a economia.

 

Fred Smith (FedEx)

O criador de um dos negócios de transporte de mercadorias mais bem-sucedidos do mundo, Fred Smith, ensina que é preciso saber lidar com criticismo.

Quando estava estudando em Yale, ele escreveu um texto sobre a necessidade de entregas de um dia para o outro. Seu professor achou aquilo improvável e deu uma nota “C”. Depois de finalizar o curso, ele serviu no Exército e começou a reparar os procedimentos de entrega detalhadamente. Foi daí que surgiu sua ideia de negócio, que acabou sendo bem recebida.

A resposta pode não parecer óbvia para outras pessoas. O que você vai encontrar depende muito do seu próprio olhar. Claro, críticas são bem-vindas e podem ser construtivas. Mas cabe a você escolher o que realmente vale a pena ouvir.

 

Jeff Bezos (Amazon)

Jeff Bezos é um dos empreendedores que mais ensinam as pessoas. Na biografia A Loja de Tudo, é possível absorver vários ensinamentos desse profissional dinâmico, que criou o maior e-commerce do mundo.

Um deles é o seguinte: seja obsessivo com clientes, não com competidores. Ou seja, foque mais no seu atendimento e no que você tem a oferecer aos clientes.

Inclusive, foi ouvindo os consumidores que Bezos criou o AWS, serviço de computação de nuvem utilizado por milhares de empresas em todo o mundo.

 

Larry Page (Google)

Não existe lista de maiores empreendedores do mundo sem Larry Page. Ele foi responsável por uma revolução na internet que transformou a nossa vida.

Mas um de seus ensinamentos preza pela simplicidade. Ele diz que “você não precisa de uma companhia com mais de 100 pessoas para desenvolver uma ideia”.

Amazon, Apple e a própria Google têm em comum uma coisa: foram criadas em uma garagem com apenas duas pessoas trabalhando.

Acredite na sua ideia e avance conforme a sua determinação. Se você for capaz de convencer outras pessoas de que a sua ideia é boa, os recursos vão aparecer.

 

Howard Schultz (Starbucks)

Howard Schultz conta que a Starbucks viveu seus anos iniciais em um sonho. De 1987 a 2007, nada deu errado e a empresa cresceu exponencialmente.

Entretanto, o crescimento disfarçou alguns erros inevitáveis e Schultz foi tomado por uma certa arrogância, o que o deixou cego para tudo o que precisava ser feito para continuar sua trajetória de sucesso.

Isso causou uma queda na empresa e ele precisou mudar sua atitude. Passou a focar nos valores que inspiram os colaboradores da companhia.

 

Mark Zuckerberg (Facebook)

Mark Zuckerberg fundou o Facebook no quarto de seu dormitório em Harvard. Atualmente, a companhia vale 340 bilhões de dólares. Essa transição parece ter sido resultado de um superpoder – mas não é.

Ele aconselha que você evite tentar ser o Super-Homem. Erros são coisas boas e necessárias na vida de um empreendedor. “Ninguém sabe lidar com tudo. O que o ajuda a fazer isso é o seu time, sua família e seus amigos. São eles que suportam tudo junto com você.”

Ou seja, correr riscos faz parte da vida, mas não tente se arriscar sozinho. Garanta que você terá apoio, não importa qual seja o resultado.

 

John Mackey (Whole Foods)

O Whole Foods é um tipo de mercado famoso nos Estados Unidos que vende comida fresca; produtos que não são vendidos em locais mais abrangentes, como o Walmart.

Seu fundador, John Mackey, conta que começou sua primeira tentativa em um mercado chamado Safer Way. Ele não vendia nada com açúcar, cafeína, álcool ou farinha branca. Em um ano, perdeu todo o dinheiro que investiu.

Com isso, ele aprendeu que, se sua visão é puritana demais, é bem possível que seu negócio não tenha sucesso. É preciso pensar no que o mercado quer e combinar isso com suas crenças.

 

Jorge Paulo Lemann (Ambev)

Muitos dos ensinamentos do fundador da Ambev, Jorge Paulo Lemann, bem como dos outros fundadores, Marcel Telles e Beto Sucupira, podem ser encontrados na obra Sonho Grande.

A biografia conta a história dos três e como eles implementaram uma cultura focada em resultados, o que fez a empresa crescer.

Jorge conta que eles se preocuparam em “formar gente boa”. Sempre dedicaram muito esforço para treinar novas pessoas e nunca impuseram sua cultura a ninguém. A empresa foi construída com outras pessoas e suas bagagens.

 

Roberto Marinho (Grupo Globo)

Roberto Marinho é responsável por mudar a história do Brasil. O Grupo Globo foi o primeiro complexo midiático a alcançar a maior parte da população brasileira.

O maior ensinamento de Roberto Marinho foi sobre o processo de sucessão e profissionalização da gestão das empresas do grupo.

Segundo Armando Nogueira, ex-diretor de Jornalismo da Globo, Roberto Marinho valorizava muito o contato com pessoas mais velhas e experientes. A troca de informações e conselhos definiram seu estilo de gestão.

Por isso, ele costumava dizer que é preciso se envolver sempre com pessoas que agregam e ensinam coisas importantes, que podem ser aproveitadas pela vida.

E aí? Quais lições dos maiores empreendedores do mundo você vai aplicar? Conte para nós qual é a sua preferida.

7 DICAS PARA SOBREVIVER AO PRIMEIRO ANO DE EMPREENDEDORISMO

Leia mais sobre Destaque Empreendedorismo Inspiração Para seu negócio


Quer receber mais
conteúdos como esses?

cadastre-se para receber os nossos conteúdos por email:

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.