Já se foi há muito tempo a época em que designers se preocupavam apenas com o visual. Hoje, o design evoluiu de muitas formas, e uma delas é o surgimento do UX Design. Já falamos sobre o que é essa área do conhecimento. Você pode ler aqui.

Sabemos, por exemplo, que, antes de começar qualquer projeto efetivamente, o profissional de UX Design precisa realizar uma pesquisa extensa sobre o usuário. Ele deve entender muito bem tudo o que as pessoas fazem ao usar o produto.

Mas não basta saber só isso. É necessário estar atento às novas tecnologias e às técnicas que mais podem ajudar o usuário a utilizar produtos. Não mais ficamos restritos apenas aos websites em desktops, mas também em celulares e em outros gadgets.

Com o post de hoje, procuraremos compreender um pouco mais sobre isso acompanhando os últimos avanços e as tendências de UX Design. Afinal, novas técnicas surgem todo dia e exige que sejamos competitivos.

6-tendencias-de-ux-design-para-os-proximos-anos

 

1 Economia de tempo

Um trabalho de UX Design bem feito economiza o tempo do usuário. Assim um aplicativo deve ser construído de forma que a pessoa possa realizar uma ação de cada vez.

O Uber, por exemplo, permite transições claras até que você solicite um carro de forma simples e conveniente.

Mas agora, com os chatbots e a inteligência artificial, as tendências de UX Design envolvem novas formas de economizar tempo. E isso não só sob a perspectiva do usuário, como também sob a dos próprios colaboradores.

 

2 Personalização

Todos os dias, reparamos a personalização de informações quando acessamos as redes sociais. Os algoritmos são construídos de forma que você só possa ver posts semelhantes aos que curte ou aos que pessoas similares a você também curtem.

Entretanto, isso gera polêmicas, visto que faz com que tenhamos uma visão de mundo limitada ao nosso círculo social. Por isso, entre as tendências de UX Design, veremos isso mudar.

Poderemos ter mais liberdade de escolha sobre o que desejamos visualizar e até selecionar textos com opiniões divergentes das nossas. Afinal, somos diferentes uns dos outros; por isso, não há razão para que aplicativos se comportem da mesma forma com cada um de nós.

Essa tendência não se limita aos algoritmos de notícia. Os layouts também estão se tornando cada vez mais personalizados. Por meio de informações fornecidas pela pessoa, aplicativos serão capazes de alterar itens como tamanho da fonte, iluminação da tela, bem como de eliminar gifs, dentre outros.

 

3 Métricas além da interface

Métodos tradicionais de avaliar a eficiência da experiência do usuário incluem o tempo gasto pelo usuário dentro do site, seu movimento entre as páginas ou o exato ponto em que ele abandona uma compra.

Contudo, o UX Design passa a ser mais do que apenas experiência e se torna mais produto, indo além das fronteiras do digital. As métricas agora avaliam o real impacto sobre a vida do usuário.

Os Spectacles, óculos do Snapchat, são um ótimo exemplo disso.

 

4 Mais especialização

UX Design sempre foi uma categoria ampla. Muitas ofertas de trabalho dizem respeito a um “UX/UI designer”, mas as companhias vão em busca cada vez mais de talentos especializados.

Dentre eles, pessoas que tenham cursos ou experiência em novas tecnologias, como realidade virtual, inteligência artificial e indústrias específicas, ou seja, automotiva, de fitness ou de saúde.

 

5 UX Design como prática de gestão

Muitas empresas já percebem o benefício e a importância do UX Design nas ofertas de produtos e serviços para os clientes. Mas o que vai prevalecer durante o próximo ano é a relevância do UX Design para os colaboradores.

Essa prática vai fazer com que líderes se coloquem no lugar das pessoas da equipe. Dessa maneira, eles vão poder questionar a visão do time quando são postas ideias em debate, o que ocorre na hora de executar esse plano e perceber quando algo não sai como o planejado.

Esse tipo de avaliação da experiência dos colaboradores vai incentivar a inovação nas empresas.

 

6 Mais acessibilidade

Uma das tendências de UX Design para os próximos anos é a obrigatoriedade da acessibilidade. Em alguns países, os websites governamentais já são obrigados por lei a ter usabilidade acessível a todos.

Isso se torna, porém, uma tendência mesmo onde não há lei que trata do assunto. Há a preocupação com o desenvolvimento de abordagens mais abertas, que propiciem mudanças e adaptações para que todos possam acessar as informações, independentemente de limitações físicas ou intelectuais.

 

Bônus: palavras que não estão mais entre as tendências de UX Design

Algumas palavras e expressões parecem definir áreas do conhecimento por muito tempo. Entretanto, assim como a tecnologia, elas também caem em desuso.

Veja casos assim do UX Design:

➔ Na explosão do estudo sobre a experiência do usuário, ouvíamos muito falar em “design responsivo”. Entretanto, a infinidade de telas onde seu aplicativo ou o website será exibido é tão grande e comum que a responsividade se tornou implícita.

➔ Não vendemos mais a experiência como “intuitiva”, o que antes era bastante comum. Atualmente, tudo o que é feito no UX Design é provado com testes e feedbacks, sem “intuição”.

➔ Antes, havia a preocupação pelo que estaria na primeira dobra de um site e o que seria veiculado nas demais. Hoje, com a infinidade de tamanhos de tela, esse conceito ficou ultrapassado.

➔ Não dizemos mais que algo está “a dois cliques”. O fato de ter que clicar mais de duas vezes era um problema na era da internet discada, intensificado pela noção limitada de cursores.

➔ Não há mais a necessidade de dizer que os processos são “centrados no ser humano”. Está implícito em qualquer projeto que sempre pensamos no usuário, em todas as fases ou em algumas especialmente.

Acompanhe as tendências de UX Design

Você viu neste post que as novas tendências de UX Design são:

Economia de tempo

2 Personalização

Métricas além da interface

Mais especialização

5 UX Design como prática de gestão

Acessibilidade maior

Você pôde perceber também que algumas expressões estão sempre mudando, e nada é estático no UX Design.

Gostou? Não deixe de ler este outro post:

4 TENDÊNCIAS-CHAVE DE DESIGN PARA 2017 (E COMO APROVEITÁ-LAS)

Leia mais sobre Design Destaque Para seu negócio Tendências


Fique por dentro das novidades do Sebrae Minas

Obrigado por cadastrar o seu e-mail. Seja bem-vindo à comunidade Inovação Sebrae Minas.