Fronteira Tech
Branding e Marca

Tecnologias sustentáveis: o que são e 7 exemplos para se inspirar

Neste artigo, examinaremos exemplos práticos de inovações acessíveis e tendências emergentes, todas voltadas para otimizar processos e atividades.

Enquanto falamos sobre consumo consciente, ESG (“Environmental, Social e Governance”) e temas afins, as tecnologias sustentáveis se destacam como uma das principais tendências do mercado moderno, oferecendo oportunidades concretas para empreendedores e empresas. 

Neste artigo, examinaremos exemplos práticos de inovações acessíveis e tendências emergentes, todas voltadas para otimizar processos e atividades. Além disso, exploraremos a importância crítica do "selo verde" como certificação para produtos, serviços e empresas comprometidos com práticas socioambientais responsáveis. Vamos direto ao ponto, descobrindo como a adoção dessas tecnologias pode impulsionar seus negócios em direção a um futuro mais sustentável.

O que são tecnologias sustentáveis

Em termos simples, as tecnologias sustentáveis buscam atender às demandas do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações de satisfazerem às próprias necessidades. Isso abrange desde fontes de energia renovável até processos de produção eficientes, passando por soluções de gestão de resíduos e inovações em transporte.

Exemplos de tecnologias sustentáveis

Agora vamos explorar algumas das criações já acessíveis e aquelas que prometem transformar a maneira como as empresas operam, todas em prol de um futuro mais sustentável.

1. Energia solar

A energia solar residencial, proveniente da conversão direta da luz solar em eletricidade por meio de painéis solares, emerge como uma alternativa sustentável e acessível. A Tesla inova nesse campo com seu Solar Roof, integrando discretamente células solares nas próprias telhas das residências. Essa abordagem não apenas captura a energia solar de forma eficiente, mas também proporciona uma solução esteticamente atraente, incentivando a adoção generalizada.

2. Agricultura de precisão

A agricultura de precisão revoluciona o setor agrícola ao incorporar tecnologias como sensores e drones para otimizar o cultivo. Empresas como a John Deere lideram nesse espaço, oferecendo soluções avançadas de orientação por GPS e monitoramento de colheita. Essas tecnologias tanto aumentam a eficiência na utilização de recursos, reduzindo o desperdício, como possibilitam uma produção agrícola mais sustentável e de alto rendimento.

3. Baterias de armazenamento de energia

O armazenamento eficiente de energia é crucial para maximizar o potencial das fontes renováveis, como solar e eólica. As Powerwalls da Tesla representam um avanço significativo nesse campo, oferecendo baterias de íon de lítio para armazenamento residencial. Essas baterias, de igual modo, armazenam o excesso de energia gerado em momentos de baixa demanda e proporcionam uma solução confiável para a gestão inteligente da energia em residências.

4. Impressão 3D sustentável

A impressão 3D sustentável vai além da simples criação de objetos, incorporando materiais reciclados e processos ecoeficientes. A MX3D, uma empresa holandesa, exemplifica essa abordagem ao imprimir pontes usando aço reciclado. Essa inovação, da mesma maneira,  reduz o desperdício de materiais e redefine os limites da fabricação sustentável, destacando o potencial transformador da impressão 3D.

5. Transporte elétrico

O transporte elétrico assume o centro do palco na transição para uma mobilidade mais sustentável. A Uber apresenta uma iniciativa chamada Uber Green, cujos motoristas ajudam as cidades a transportar mais pessoas em carros elétricos, incluindo veículos elétricos híbridos, híbridos plug-in e elétricos 100% a bateria. Essa mudança para o transporte elétrico não só redefine a indústria automotiva, mas também desempenha papel crucial na mitigação das mudanças climáticas.

6. Edifícios inteligentes e eficientes

Os edifícios inteligentes incorporam tecnologias avançadas de automação e gestão de energia para otimizar o consumo. A Schneider Electric se destaca ao oferecer soluções de gestão de energia eficientes para edifícios comerciais e residenciais. Essas tecnologias tanto reduzem os custos operacionais quanto promovem práticas sustentáveis, contribuindo para ambientes construídos mais eficientes e ecológicos.

7. IoT para gestão de resíduos

A Internet das Coisas (IoT) desempenha um papel fundamental na otimização da gestão de resíduos, identificando padrões e áreas de melhoria. A BigBelly exemplifica essa aplicação ao desenvolver lixeiras inteligentes equipadas com sensores IoT para otimizar a coleta de lixo em áreas urbanas. Tal abordagem, além de reduzir o desperdício,  contribui para cidades mais limpas e sustentáveis, destacando o potencial transformador da IoT na gestão ambiental.

A aplicação de tecnologias sustentáveis nas empresas envolve a incorporação de práticas e inovações que minimizam o impacto ambiental, promovem eficiência operacional e, ao mesmo tempo, contribuem para o desenvolvimento sustentável. Aqui estão algumas diretrizes para implementar tecnologias sustentáveis nas empresas:

Leia também: 10 empresas que exercem responsabilidade socioambiental

Como aplicar tecnologia sustentável nas empresas

Agora chegou um momento decisivo: entender como você pode aplicar tecnologias sustentáveis no dia a dia da sua empresa. Esse processo pode ser mais fácil do que você imagina e começar com mudanças não muito drásticas de comportamento, gestão e cultura da empresa. Veja como começar:

  1. Avaliação do contexto atual: avalie o impacto ambiental atual das operações da empresa, identificando áreas de melhoria e oportunidades para a implementação de tecnologias sustentáveis.
  2. Definição de objetivos sustentáveis: estabeleça metas claras e mensuráveis relacionadas à sustentabilidade, alinhadas com a Visão e os Valores da empresa. Isso pode incluir redução de emissões de carbono, otimização no uso de recursos, entre outros.
  3. Eficiência energética e uso de energias renováveis: invista em fontes de energia renovável, como painéis solares e turbinas eólicas, para abastecer operações da empresa e reduzir a dependência de fontes não renováveis.
  4. Tecnologia para gestão de resíduos: utilize tecnologias para a gestão eficiente de resíduos, como sensores IoT em lixeiras, visando otimizar a coleta e a separação de resíduos recicláveis.
  5. Digitalização e redução de papel: reduza o consumo de papel adotando tecnologias que promovam a digitalização de documentos, comunicações e processos internos.
  6. Mobilidade sustentável: se possível, substitua veículos a combustão por veículos elétricos na frota da empresa, reduzindo as emissões de gases poluentes.
  7. Monitoramento e análise de dados: implemente sistemas de monitoramento a fim de avaliar continuamente o desempenho ambiental da empresa, utilizando dados para identificar oportunidades de melhoria.
  8. Engajamento dos colaboradores: promova a conscientização ambiental entre os colaboradores e incentive práticas sustentáveis no ambiente de trabalho por meio de programas de educação e treinamentos.
  9. Certificações sustentáveis: considere a obtenção de certificações sustentáveis reconhecidas, como o ISO 14001 ou o selo verde brasileiro, para validar e comunicar os esforços ambientais da empresa.

Quer ampliar ainda mais seu conhecimento sobre tecnologias sustentáveis e ESG? Então confira conteúdos especiais sobre esses temas no Sebrae Play.

Rumo à sustentabilidade: certificação ambiental para empresas no Brasil

Para se tornar uma empresa reconhecida como mais responsável com o planeta, as tecnologias sustentáveis acima podem ajudar. Ser sustentável, porém, não significa apenas adotar ou desenvolver alguma das tecnologias acima no seu negócio. No Brasil, as certificações ambientais desempenham papel crucial na promoção de práticas sustentáveis e na garantia de que empresas e produtos atendam a padrões específicos de responsabilidade ambiental. Algumas das certificações mais relevantes incluem:

ISO 14001: 

A ISO 14001 é uma norma internacional de sistemas de gestão ambiental que estabelece requisitos para implementar e manter um sistema de gestão ambiental eficaz.

Como obter: empresas interessadas em obter a certificação ISO 14001 devem implementar um sistema de gestão ambiental que atenda aos requisitos da norma. Isso envolve a identificação e gestão de impactos ambientais, o estabelecimento de metas de desempenho ambiental e a revisão contínua para melhoria.

Selo Ecológico do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro):

 O Selo Ecológico do Inmetro certifica produtos que apresentam menor impacto ambiental em comparação com produtos similares no mercado. 

Como obter: as empresas devem submeter seus produtos a uma análise detalhada do ciclo de vida, considerando aspectos como consumo de recursos, emissões e geração de resíduos. Aqueles que estão de acordo com os critérios ambientais estabelecidos recebem o selo.

Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design):

Essa certificação internacional, focada em construções sustentáveis, avalia o desempenho ambiental e energético de edifícios.

Como obter: para obter a certificação LEED, as construções devem atender a requisitos específicos em áreas como eficiência energética, uso de materiais sustentáveis, qualidade do ambiente interno e gestão de resíduos.

Certificação ABNT de Produtos Sustentáveis:

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) estabelece padrões para a certificação de produtos sustentáveis no Brasil.

Como obter: empresas que desejam certificar seus produtos devem seguir as normas específicas da ABNT para cada categoria de produto. Isso pode envolver avaliações de eficiência energética, uso de materiais renováveis e outros critérios ambientais.

Gostou de explorar o tema importantíssimo da sustentabilidade? Então, vá além e descubra o que há por trás do ESG, uma sigla que une sustentabilidade a outros conceitos importantes para a gestão responsável das empresas. Baixe o e-book completo e descubra o que é ESG na prática.

Artigos relacionados