Produtividade em tempos de home office: como fazer o seu melhor quando o escritório é sua casa?

Compartilhe este conteúdo:

O que é a inovação senão a capacidade de encontrar oportunidades em situações inusitadas e colocá-las em prática? No mundo inteiro, estamos vivendo tempos desafiadores, enquanto todos nós enfrentamos a pandemia do novo coronavírus, a COVID-19. Ainda é cedo para falar dos impactos da pandemia na economia, mas já se sabe que muitas empresas serão afetadas. Por isso, mais do que nunca, é necessário inovar. Reinventar-se.

Nas últimas semanas, é possível observar negócios aderindo, às pressas, às plataformas on-line e pensando em novos produtos e serviços que possam ser oferecidos durante o período de distanciamento social. Mas como fazer isso de forma ainda mais estruturada e sustentável? A tecnologia está imbuída em uma das respostas.

Pensando nisso, traremos uma série de conteúdos pensados especialmente para o momento atual. São posts como este, que trazem ideias e ferramentas para começar a inovar desde já.

Esperamos que goste. Boa leitura!

Produtividade em tempos de home office: como fazer o seu melhor quando o escritório é sua casa?

Acordar, tomar banho, trocar de roupa, despedir-se da família e ir até o escritório. Essas atividades são tão rotineiras para quem trabalha fora que ninguém se dá conta da importância delas para a concentração e a produtividade ao longo do dia. O simples fato de se deslocar de casa ao trabalho ajuda você a se desconectar do ambiente familiar e a entrar de corpo e alma nas atividades laborais.

Mas o que fazer quando o escritório se confunde com a mesa de jantar? Ou o telefone corporativo vira o seu próprio número pessoal? Em tempos de home office como os que estamos vivendo agora, durante a pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas que não estavam acostumadas ao trabalho em casa têm procurado maneiras de se manterem produtivas e criativas. Criar uma rotina é um dos segredos. Descubra neste post maneiras práticas de estabelecer uma rotina eficaz para o home office.

Desafios do home office

Antes de mais nada, é importante refletir sobre os desafios que o home office impõe à produtividade. Segundo o psicólogo e doutor em linguística João Marcos Cardoso Sousa, cada personalidade reage de uma maneira diferente à necessidade de trabalhar em esquema home office. “Pessoas mais agitadas terão mais dificuldade. Quem tem personalidade mais intimista consegue se organizar de forma mais rápida”, explica.

Em todos os casos, porém, a transição traz desafios, uma vez que as pessoas já condicionadas a trabalhar fora de casa devem ressignificar seus processos produtivos e passar a desempenhá-los de um ambiente que antes era usado apenas para lazer e descanso. Entretanto, existem maneiras práticas de se organizar melhor e não cair em várias tentações que, certamente, vão surgir durante os horários de trabalho. Vamos às dicas:

Tenha um ambiente específico para o trabalho

A separação entre espaço de trabalho e espaço de descanso é fundamental para uma rotina produtiva durante o home office. Se você possui um cômodo em casa que permite adaptações, eleja-o como seu escritório e prepare-o de forma a garantir tudo o que precisa durante o expediente: acesso à internet, computador, água, telefone, mesa e cadeiras confortáveis, silêncio e distância de distrações.

Mas, se você não consegue separar um cômodo inteiro para isso, não tem problema. O importante é ter um lugar fixo que você reconheça como o seu home office. Uma mesa ou uma escrivaninha já ajudam.

Também é imprescindível conversar com seus familiares e comunicar que ali é seu local de trabalho e pedir a todos que respeitem seus horários e seu espaço. Isso vai ajudar você a ter a mesma noção de transição da casa para o trabalho, desconectando-se das questões pessoais para focar nas atividades profissionais.

Objetos de trabalho X objetos da casa

Da mesma forma, é importante colocar um limite no uso dos objetos da casa. O que queremos dizer com isso? Resista à tentação de ligar a televisão, abrir a geladeira com mais frequência ou se sentar no sofá durante as horas de trabalho. “Se, no seu espaço externo, você não teria acesso a esses elementos, então vale, sim, restringir acesso a esses objetos, pelo menos nos primeiros dias de adaptação”, explica João Marcos. Até eleger uma roupa mais formal para o trabalho pode ajudar.

Pausas são importantes. Mas exigem cuidados

Não é porque você está em um ambiente mais acolhedor e familiar que vai deixar de fazer pausas de tempos em tempos. Elas são muito importantes visando manter a criatividade e a produtividade em alta, mesmo quando você está em home office. Defina um período ideal para as pausas – 15 minutos, 30 minutos, você escolhe – e não deixe de fazê-las. Nessa hora, levante-se da mesa, faça um lanche rápido, olhe pela janela. Vale até dar uma volta no quarteirão para espairecer brevemente.

Alongue-se

Em uma empresa, naturalmente nos deslocamos mais durante o dia, seja para ir até a mesa de um colega, a uma reunião, seja  para tomar um cafezinho. Por isso, também tire alguns minutos durante o dia para esticar as pernas, alongar braços, ombros, punhos. Além de evitar dores, essa prática ajuda a manter o foco e evitar a fadiga.

Use e abuse da tecnologia

Algumas empresas exigem que o funcionário, mesmo trabalhando em esquema de home office, esteja conectado durante um período determinado. Outras mantêm os horários mais livres, desde que as entregas sejam feitas dentro do prazo combinado. Nesses casos, é importante que você assuma a chefia de si mesmo e crie mecanismos de controle do tempo e da produção.

Para isso, a tecnologia é uma grande aliada. Aplicativos como Trello, Toggl, Scoro, Week Plan, Monday.com, dentre outros, ajudam a manter os horários e as entregas de trabalho em dia. Outra dica legal é tentar aplicar a técnica Pomodoro, isto é, aquela que cronometra os períodos de foco e de pausas, criando uma dinâmica leve e produtiva no decorrer do dia.

Socialize, mesmo que virtualmente

Grande parte das boas ideias nasce da troca de experiência coletiva, não é mesmo? Por isso, isolar-se completamente não é uma boa saída. “É comum, nas primeiras semanas de home office, a pessoa se sentir incapaz, acontecer um mal-estar”, diz João Marcos. Isso ocorre exatamente quando não existem – ou são poucos – os momentos de construção e debate entre colegas.

Que tal combinar a pausa do cafezinho por videoconferência? Ou criar um momento de troca de ideias no início ou ao final do expediente? Tal iniciativa certamente vai manter o rendimento de toda a equipe lá no alto.

Não leve trabalho para casa

Sim, você leu certo. Embora o seu trabalho seja a sua casa durante os períodos de home office, é importante ser ainda mais rigoroso com as horas de trabalho. Extrapolar os limites entre casa e escritório pode criar fadiga mental mais facilmente, o que às vezes evolui para um quadro de estresse.

Por isso, determine a hora de fechar o notebook e dar uma pausa nas atividades profissionais. E se esforce para fazer isso completamente. Se alguma demanda não for urgente, evite trocar e-mails ou mensagens durante a noite ou nos fins de semana. E mais: não tome café da manhã em frente ao computador ou fique até mais tarde trabalhando só porque ganhou algumas horas sem o deslocamento pela cidade.

E, se você está tendo boa experiência com o home office, por que não sugerir a implantação dessa tendência em sua empresa? Saiba mais dos benefícios do trabalho remoto.