Negócios

Produtividade x perfeccionismo: como a busca pela perfeição pode atrapalhar os negócios

Produtividade x perfeccionismo

É bastante comum as pessoas buscarem entregar uma versão perfeita de si mesmas em vários aspectos da vida. No trabalho, especialmente, não faltam exemplos de profissionais que buscam a perfeição naquilo que produzem.Mas será que isso vale mesmo a pena?Só porque a sociedade, muitas vezes, valoriza mais a perfeição, não significa que você está realmente fazendo mais. “Perfeito” e “produtivo” não são a mesma coisa – e, embora você possa pensar que o perfeccionismo é a chave para acumular mais conquistas e fazer mais, a verdade é que o perfeccionismo, especialmente no dia a dia de uma empresa, muitas vezes é contraproducente. Sim, isso significa que a mania de buscar a perfeição pode estar realmente prejudicando, e não ajudando você.Na prática, o perfeccionismo pode estar atrapalhando sua produtividade e a gestão de tempo.

Afinal, o que é perfeccionismo?

Antes de explicar como o perfeccionismo atrapalha a produtividade, vamos explorar o que é essa característica e como ela afeta as pessoas.O perfeccionismo é definido como “a recusa em aceitar qualquer padrão que não seja a perfeição”. A maioria dos especialistas concorda que existem três tipos de perfeccionismo:

  • Perfeccionismo auto-orientado: ocorre quando as pessoas são altamente críticas de si mesmas.
  • Perfeccionismo orientado para os outros: ocorre quando as pessoas são altamente críticas em relação aos outros.
  • Perfeccionismo socialmente prescrito: ocorre quando as pessoas pensam que os outros esperam que eles sejam perfeitos e, em seguida, se pressionam para serem perfeitos a fim de atender a essas expectativas.
  • No trabalho, todas essas formas geralmente se manifestam. Você pode cobrar muito de si mesmo, estar sempre exigindo a perfeição do trabalho dos outros e, claro, pode sentir uma suposta pressão que vem de outras pessoas.

Agora, vamos ver o que leva o perfeccionismo a atrapalhar na produtividade de qualquer profissional.

Competitividade no ambiente de trabalho

Em algumas situações, o perfeccionismo pode ser um resultado direto do ambiente – em outras palavras, se você trabalha em uma cultura que exige perfeição, é provável que você comece a exigir perfeição junto com ela. Nesse caso, o perigo provavelmente tem origem na cultura da empresa. Como falamos por aqui, vale lembrar que a cultura organizacional afeta diretamente os resultados da empresa.

Personalidade perfeccionista

Mas nem todo perfeccionismo é resultado de um ambiente de alta pressão ou de um chefe excessivamente exigente. Algumas pessoas têm personalidade mais naturalmente suscetível ao perfeccionismo.

Medo de falhar

Outra razão pela qual as pessoas podem ter dificuldades com o perfeccionismo é um medo profundo do fracasso e como o fracasso se reflete nelas como pessoa.As pessoas que têm medo do fracasso – e que correlacionam o fracasso a algo com o fato de serem eles próprios um fracasso – também essas são mais propensas a enfrentar o perfeccionismo no dia a dia.

Como o perfeccionismo ameaça a produtividade

Vimos até aqui que existem diferentes tipos de perfeccionismo com os quais as pessoas lutam e diferentes razões pelas quais as pessoas podem cair na armadilha do perfeccionismo.Mas o resultado final é sempre o mesmo: um grande golpe na produtividade.Perfeccionismo e produtividade simplesmente não funcionam juntos. Afinal, buscar padrões impossíveis torna praticamente impossível fazer as coisas. Produtividade, ao contrário dessa busca pela perfeição, é sobre o que você consegue fazer. Longe de se preocupar apenas com a perfeição, ser produtivo significa “entregar o que pode”, em um período de tempo otimizado e realista.Mas como é possível alcançar esse ideal, deixando de lado a busca por padrões inalcançáveis?

Como aumentar a produtividade abandonando o perfeccionismo

Agora, vamos à parte que você provavelmente está esperando: como posso abandonar o perfeccionismo para conseguir mais produtividade no trabalho?Vamos agora a algumas dicas práticas para ser mais produtivo do jeito certo!

Comece aos poucos

Se você está lutando com o perfeccionismo há muito tempo, a ideia de simplesmente abandoná-lo não vai parecer fácil.Quando se trata de afrouxar as garras do perfeccionismo, pequenos passos são o caminho a percorrer. Você pode experimentar com pequenas tarefas do cotidiano, ainda que elas pareçam distantes demais do seu mundo ideal.Termine um projeto um pouco antes de vê-lo como perfeito. Envie um e-mail para um colega sem revisá-lo primeiro. Admita a um colega de trabalho quando estiver com dificuldades para começar algo e busque ajuda. Você começará a ver com o tempo que essas imperfeições não diminuem a opinião das pessoas sobre você, e, de fato, você pode achar que elas o veem como mais relacionável porque você é humano.Uma vez que você se sinta confortável em deixar de lado a necessidade de ser perfeito com as pequenas coisas, fica muito mais fácil lidar com o perfeccionismo que acompanha as coisas mais significativas e mais importantes. Consequentemente, você se verá, ao longo do tempo, fazendo mais entregas e percebendo mais trabalhos ficando prontos em vez de travar na busca pela perfeição.

Meça o esforço e o impacto do seu trabalho

Cada tarefa, entrega ou produção no trabalho leva um tempo valioso do nosso dia. Por isso, é importante considerar o valor que está sendo agregado.Para entender o que uma tarefa traz de valor, pergunte a si mesmo:

  • Alguém notará os 20% finais do trabalho que faço nesta tarefa?
  • Esse esforço extra trará algum benefício para meus clientes ou colegas?
  • Estou adicionando recursos extras porque essa é a parte do trabalho que eu gosto?
  • Outra boa ideia é dividir o trabalho da seguinte forma: 1) as partes/recursos essenciais (80%); e 2) os extras adicionais (20%). Trabalhe para concluir 80% no tempo que você reservou para a tarefa. Em seguida, adicione os 20% se o tempo permitir, ou siga em frente, mas volte mais tarde, novamente se o tempo permitir.

Definir parâmetros de gestão de tempo

Se o seu perfeccionismo dificulta o início ou a conclusão de projetos, então a melhor coisa que você pode fazer por si mesmo é definir parâmetros de gestão do tempo e produtividade.Assuma o compromisso consigo mesmo de trabalhar em um determinado projeto por um certo período de tempo. Então, por exemplo, diga a si mesmo: “Vou trabalhar nesta apresentação pelos próximos 90 minutos. Quando esses 90 minutos terminarem, você estará pronto – quer você ache que o projeto é “perfeito”, quer você não ache.Definir parâmetros de tempo estritos em um projeto ajudará a evitar que seu perfeccionismo interfira na realização das coisas – e quanto mais você perceber que “feito” é melhor do que “perfeito”, mais fácil será executar o trabalho.

Priorize corretamente seu perfeccionismo

Não há nada de errado em ser perfeccionista. Esse pode ser um traço da sua personalidade, algo que você carrega consigo e que faz parte de quem você é. No entanto, se você quiser impedir que o perfeccionismo atrapalhe seu progresso, tente descobrir como usá-lo a seu favor.Priorizar seu perfeccionismo permite que você aplique suas tendências perfeccionistas às áreas de seu trabalho (e vida) realmente importantes para você – e depois relaxe em relação a todas as outras coisas.Então, por exemplo, talvez sua principal prioridade no trabalho seja falar bem em público. Aplique suas tendências perfeccionistas na preparação para suas apresentações e, no restante das tarefas, gaste menos tempo buscando um resultado perfeito.

Conte com a ajuda da tecnologia

As dicas que você leu até agora falam sobre análise e mudança de vários comportamentos. Caso seja difícil fazer tudo isso sozinho, existe uma forma de facilitar esse trabalho: com a ajuda da tecnologia.Por mais que a tecnologia, muitas vezes, parece nos ter deixado mais “preguiçosos” ou mal-acostumados, não se deixe enganar. Existe uma série de ferramentas que podem ser utilizadas para dar um “gás” na sua produtividade. Veja aqui uma lista de 10 aplicativos que vão ajudar na produtividade do seu trabalho.