Redes Sociais

Social Analytics: como avaliar a performance da sua rede social

Social Analytics

O seu perfil em redes sociais é muito mais do que uma forma de divulgar produtos e se comunicar com o cliente. As redes são uma fonte inesgotável de conhecimento sobre sua audiência e o que ela acha sobre a sua marca. Para ter acesso a essas informações, você precisa trabalhar o seu Social Analytics.Social Analytics, ou Análise de Redes Sociais, como o nome sugere, é a prática de analisar dados gerados nas redes sociais pela sua audiência. Existem várias técnicas, como monitoramento e acompanhamento das dashboards de cada plataforma.Neste artigo, você vai ver como é fundamental praticar o Social Analytics. Valendo-se disso, você complementa não só a sua estratégia de marketing nas redes sociais, como também pode direcionar as decisões de negócio como um todo.

Por que incluir Social Analytics na sua estratégia

A análise comportamental do público é uma mina de ouro para as empresas. Saber como o seu consumidor se comporta, qual é sua jornada de compra e suas características demográficas é ideal para quem quer montar um planejamento estratégico com mais chances de sucesso.As pesquisas mostram a importância do Social Analytics: 71% dos negócios acreditam que o monitoramento em redes sociais traz insights sobre o consumidor, insights esses que podem ser usados em todos os departamentos, segundo pesquisa EveryoneSocial.Por meio das redes, é possível acompanhar métricas como engajamento e alcance, como também observar qual é a faixa demográfica que se interessa pelos seus conteúdos e qual é a resposta da audiência sobre suas ações e novos produtos.Mas, para que seu Social Analytics tenha sucesso, é preciso saber onde encontrar essas informações e como analisá-las. Veja a seguir algumas dicas.

Como adotar o Social Analytics

Se você investe no marketing em redes sociais, já tem um histórico como base para analisar os dados. Se ainda não começou, confira dicas para criar um calendário de redes sociais.Confira o passo a passo para estruturar seu Social Analytics:

Defina objetivos SMART

É muito difícil aferir o seu sucesso se você não sabe o que esse sucesso significa. A empresa deve ter claro o que quer atingir com o trabalho, ou seja, se é reforçar a marca, vender mais, ter alcance entre um público que ainda não foi atingido, etc.Esses objetivos devem ser SMART: Specific (Específicos), Measurable (Mensuráveis), Attainable (Atingíveis), Relevant (Relevantes), Time-bound (Com um período de tempo definido).Um exemplo pode ser “aumentar o tráfego para o site”. Esse seria um objetivo que não está apenas ligado às redes, mas cumpre um papel importante. As métricas, então, seriam: tráfego para o site com origem das redes sociais, cliques nos links que levam para o site, conversões no formulário (caso você tenha um no site).

Decida quais métricas importam mais

Por falar em métricas, é impossível – e contraproducente – acompanhar todas. Você deve selecionar aquelas que fazem mais sentido para a sua estratégia. Elas podem se classificar nestes quatro tipos:

  • Métricas de alcance: audiência atingida pelo seu conteúdo.
  • Métricas de branding: como seu consumidor se sente em relação à sua marca e o que ele fala dela.

Confira nosso Glossário de Métricas para saber mais sobre o que acompanhar.

Utilize as ferramentas certas

Existem dezenas de ferramentas que permitem a execução do trabalho de Social Analytics. Você não precisa contratar todas, mas aquelas que servem melhor seus objetivos.

  • Monitoramento (social listening): ferramentas desse tipo ajudam a saber o que sua audiência comenta sobre sua marca e seus produtos quando seus posts em redes sociais fazem menção ao nome. Buzzsumo, Brandwatch e Hootsuite são algumas das empresas que fazem esse tipo de análise.
  • Dashboard integrada: você não precisa ir até a dashboard de cada rede para acompanhar os resultados, podendo contratar uma integrada que colete as informações e as coloque em um só lugar. MLabs, Buffer e Agorapulse fazem esse tipo de serviço.
  • Google Analytics: apesar de ser uma ferramenta para acompanhar as métricas de sites, este tem insights valiosos para as redes sociais.
  • Google Data Studio: você pode produzir gráficos integrando as suas ferramentas de redes sociais ao serviço do Google. Assim, pode montar relatórios claros e objetivos, fiéis aos resultados coletados.

Faça social listening (monitoramento)

Essa é uma das formas mais efetivas de estar em contato com a sua audiência. As ferramentas dedicadas a essa prática coletam uma quantidade determinada de menções nas redes sociais e permitem que você analise uma por uma e as classifique como positiva, negativa ou neutra. Conforme você for classificando cada uma, a inteligência artificial da ferramenta aprende a fazer as classificações automaticamente, tornando o trabalho mais fácil.Além disso, essas permitem que você fique de olho nas solicitações e nas dúvidas da audiência. Já mencionamos acima algumas ferramentas. Geralmente, o valor cobrado depende da quantidade de menções coletadas.Se você lançou um produto, por exemplo, pode coletar menções ao nome desse produto e avaliar a recepção das pessoas.

Meça o ROI

Em toda ação que você realizar dentro do marketing, medir o ROI é fundamental. Você vai investir em ferramentas e horas de profissionais para realizar o Social Listening. Por isso, é importante entender qual é o retorno sobre esse investimento.Claro, dependendo do seu objetivo, medir o ROI é complicado. Afinal, se sua intenção é reforçar o branding, por exemplo, o retorno será mais amplo do que apenas os lucros de vendas.Se o seu objetivo está ligado a vendas, leia também: como pequenos empreendedores podem vender pelas redes sociais.Gostou deste artigo? Fique sempre de olho no portal Inovação Sebrae Minas para saber mais como impulsionar seus resultados.