Tendências de Marketing Digital para redes sociais em 2021

Compartilhe este conteúdo:
As redes sociais introduzem novas funcionalidades e mudam seus algoritmos todos os dias. Essa evolução pode ser difícil de acompanhar, mas é necessária: as plataformas se tornaram fundamentais para o sucesso das empresas.
Assim, marcas precisam criar outras estratégias todos os dias e mudar seu conteúdo e suas técnicas de acordo com o que surge no mercado. Para ajudar você nessa empreitada, selecionamos as principais tendências de 2021, e que devem continuar nos próximos anos. Confira!

Lives vão continuar sendo populares

Por causa da crise de saúde causada pelo novo coronavírus em 2020, vimos muitos tipos de transmissão ao vivo serem assistidas por milhares de pessoas. Isso não só na música, mas em muitos setores de negócio.
Claro, repetir o sucesso lá do início pode ser mais complicado. No entanto, se os eventos presenciais continuarem suspensos, certamente veremos a alternativa on-line perdurar. As pessoas se acostumaram a interagir com marcas ao vivo, e, por essa razão, você não pode deixar essa oportunidade de lado.

Marcas vão reavaliar as métricas que acham importantes

Muitos negócios cometem o erro de começar a publicar sem definir objetivos e métricas principais. Muitas ainda se apegam a números de vaidade, ou seja, que não causam impacto nas vendas de fato.
No entanto, vemos agora um amadurecimento do Marketing Social, com empresas fazendo uso inteligente de dados. Objetivos relevantes que precisam da sua atenção:
  • Alcance: menções, compartilhamentos, links, impressões, crescimento da audiência etc.
  • Engajamento: taxa de engajamento médio, taxa de viralização, taxa de amplificação.
  • Conversão: taxa de conversão, CTR (taxa de cliques), bounce, custo por clique, custo por mil impressões.
  • Pós-venda: depoimentos de clientes, satisfação, net promoter score.

Stories como um formato de conteúdo

Começou com o Snapchat e agora temos stories no WhatsApp, no Instagram, no Facebook e até no LinkedIn. Hoje mais de 500 milhões de pessoas interagem com o Instagram Stories, todos os dias, pelo mundo. Eles não vão desaparecer tão cedo.
No entanto, é preciso que marcas tenham uma abordagem organizada dentro dessa funcionalidade. O planejamento de conteúdo é a chave, e os vídeos são o “pote de ouro”, sendo utilizados por 51% das marcas (fonte Social Insider).
Dessa forma, crie um Storytelling que faça sentido para os stories. Não vale postar vídeos soltos, sem conexão com a sua marca ou com a história que ela deve contar. Lançar mão de conteúdo gerado por usuários também é uma boa.

Realidade aumentada como tendência de mídia

Assim como as lives, a realidade aumentada teve espaço para crescer durante a pandemia do novo coronavírus. As experiências vão ser cada vez mais utilizadas nas plataformas sociais, promovendo uma conexão virtual com o mundo.
Marcas devem se apropriar disso, mantendo sua audiência engajada. Crie ações que contem com a realidade aumentada, utilizando filtros, por exemplo. Além disso, com o acesso limitado a lojas físicas, você pode usar essa tecnologia para promover um contato com os seus produtos.

Mais marcas vão incorporar o “Social Listening” às suas estratégias

Com maturidade maior entre os negócios que fazem uso das redes sociais, as estratégias tendem a se tornar mais sofisticadas. Uma das ferramentas que ajudam nessa evolução é o Social Listening.
Trata-se do uso de plataformas de monitoramento para entender o que os usuários estão falando sobre a sua marca. Ao “ouvir” insights direto da audiência, é possível criar ações que tenham as pessoas como centro. Além disso, vale utilizá-lo para entender o efeito das suas campanhas já realizadas.
Ouça o que seus usuários estão falando e esteja lá para entregar o que eles precisam.

O Social Commerce vai continuar a crescer

As redes sociais se adaptam constantemente às necessidades de suas empresas, especialmente as anunciantes. Dessa forma, temos visto mais ferramentas e funcionalidades que promovem a compra fácil e rápida.
O Instagram, por exemplo, permite que você coloque “etiquetas” nos produtos, podendo fazer a compra sem sequer sair da plataforma. No Facebook, temos o marketplace disponível, onde você pode criar vitrines e vender ali dentro.
Tal tendência só tende a crescer. Afinal, 54% dos usuários de Social Media procuram por produtos dentro das redes, assim, nada mais fácil do que vender seus produtos por lá. Já falamos sobre Social Commerce aqui com mais dicas, confira.

Mais controle legal

Em 2020, vimos a Lei Geral de Proteção de Dados entrar em vigor. Em breve, vão começar a valer as multas, e as marcas precisam correr para se adaptar. Você precisa, o quanto antes, criar meios de manter os dados de usuários seguros, além de disponibilizar formas de as pessoas apagarem seus registros quando quiserem.
Mas a lei não é algo que vem apenas para proibir. Existe uma grande oportunidade nessa questão: você pode utilizar o respeito aos dados e a transparência como diferencial. Manter todos cientes do que você faz com as informações que recebe aumenta a confiança das pessoas na sua marca.

Fique por dentro das tendências em 2021

Antecipar as tendências e já ficar preparado vai ajudar a sua empresa a crescer. Essa é uma forma de construir uma base sólida, que vai gerar frutos no futuro. Que tal, então, ficar ainda mais por dentro de uma das redes sociais mais importantes do momento?