5 Tendências de varejo da NFR 2022 para aplicar no seu negócio

Compartilhe este conteúdo:

Os negócios que têm o grande foco no atendimento ao consumidor e a boa gestão de estoque exigem uma característica especial que todo empreendedor tem que ter: a capacidade de sempre ficar de olho nas tendências e de se adaptar a elas.

Pensando nisso, este artigo traz o que há de mais novo para ser aplicados nos negócios. Separamos pra você.

Realizado em janeiro de 2022, o Retail’s Big Show, maior evento de varejo do mundo, é promovido anualmente pela National Retail Federation (NRF), nos Estados Unidos. Para quem não conhece o evento, trata-se de uma convenção mundial que apresenta tendências, novidades e as previsões para o futuro do varejo.

 

Confira agora 5 das principais tendências e previsões para os negócios em 2022, de acordo com os maiores especialistas da área:

 

Embora o conceito de sustentabilidade não seja novo, seu papel no futuro no mercado tem sido cada vez maior.

Muitas empresas agora usam métricas de desempenho ambiental, social e de governança (conhecido pela sigla ESG, do inglês) ao estabelecer metas para remuneração de executivos, o que é um indicador claro de que a sustentabilidade está indo além de ser um valor de marca.

ESG e sustentabilidade, mais do que nunca, são consideradas parte da cultura e de uma estratégia central das empresas, além de uma missão adotada por quem quer fazer uma diferença positiva no mundo.

E o momento não poderia ser melhor. De acordo com dados apresentados pelos VPS da Logility, da Mike Curtin e da Mark Balte, na NRF 2022, aproximadamente 80% dos consumidores procuram ativamente marcas com fortes iniciativas ESG.

No evento, também destacaram que, no momento atual, a tendência é que governos estejam aprovando legislação de sustentabilidade direcionada aos negócios, e as cadeias de suprimentos estão sendo reformuladas para superar a disrupção. Até mesmo investidores, partes interessadas e funcionários estão pressionando por um melhor desempenho ESG.

A dica dos executivos é que empreendedores e proprietários de marcas devem aprofundar ainda mais suas conversas e esforços, reconhecendo sua contribuição para essas questões, considerando estratégias de melhoria e agindo de maneira consistentemente ecológica, socialmente consciente e responsável.

Muitas das principais marcas de hoje concordam que o envolvimento do cliente como um núcleo da cultura da empresa é uma necessidade. A NRF 2022 trouxe em diversos momentos um conceito  importante do qual as empresas devem lembrar-se o tempo todo: os clientes são seres humanos e, por essa razão, devem ser tratados com respeito por meio de ofertas atenciosas e personalizadas. Isso pode, sem dúvida, ajudar a fortalecer os relacionamentos.

Desde fornecer experiências interativas no metaverso até simplesmente dar ouvidos empáticos às chamadas de atendimento ao cliente, o engajamento com o consumidor é a chave para fornecer um serviço diferenciado que sobrevive em um mercado cada vez mais competitivo.

 

Compras online x experiências ao vivo

Dos pedidos para retirada na loja até as compras pelo smartphone que chegam em minutos, não é segredo que as compras online dispararam durante a pandemia. Mas à medida que o mundo se prepara para entrar na era pós-pandemia, o varejo físico é coisa do passado?

Vivek Sankaran, presidente e CEO da Albertsons, enfatizou na NRF 2022 a necessidade de as marcas mudarem para uma experiência omnichannel de qualidade – mantendo a conveniência das compras online e continuando a fornecer uma experiência valiosa na loja.

À proporção que as lojas reabrem com capacidade total, e as marcas olham para o futuro, muitos acreditam que as compras online continuarão sendo um grande impulsionador das vendas no varejo. No entanto, depois de dois anos de bloqueios e fechamentos temporários de negócios, os varejistas devem aproveitar o desejo dos consumidores de experimentar seus produtos e serviços pessoalmente.

 

O preço ainda manda

O setor de varejo está em constante evolução, e a pandemia acelerou uma mudança em direção a novas tecnologias e responsabilidade social. No entanto, por mais que os negócios se recuperem da pandemia e enxerguem os consumidores como cidadãos engajados e cheios de anseios, um fato permanece inalterado: o preço ainda é rei.

Citando o estudo EY Future Consumer Index, Karen Benway, parceira e líder de mercado de consumo da  EY, disse que os consumidores classificaram o valor como o mais alto entre seus principais fatores de decisão, com 31%, selecionando-o como sua prioridade número 1.

Outras questões importantes para os consumidores incluem saúde pessoal e saúde familiar, questões ambientais e mudanças sociais. Embora os preços possam continuar sendo uma prioridade, Benway disse que muitos consumidores estão se tornando mais conscientes e orientados por objetivos e querem entender como os negócios retribuem à sociedade e se concentram na diversidade.

 

A ascensão do social commerce

A adoção de social commerce acelerou durante a pandemia, mas veio para ficar. Na China, mais de US$ 21 bilhões foram gastos em compras somente pelo TikTok no ano passado, e as vendas de comércio social atingiram aproximadamente US$ 36 bilhões nos Estados Unidos.

Apesar disso, ainda existe um desejo profundo entre consumidores de todas as idades pelo engajamento de produtos em lojas físicas. Há uma variedade de oportunidades ​​que os negócios podem buscar hoje para preencher a lacuna entre o comércio social online e as experiências na loja.

Por exemplo, os negócios podem aproveitar o profundo conhecimento do produto e o toque pessoal da equipe da loja para criar influência local por meio de plataformas de compras virtuais na loja. Há também casos de uso tremendos para conteúdo social, gerado pelo usuário para aprimorar as decisões de compra em pessoa.

A feira da NRF 2022 mostrou uma oportunidade muito necessária para que os empreendedores deem um passo para trás e considerem todo o progresso feito para melhor atender os clientes em um cenário em constante mudança. No entanto, também serviu como um lembrete de que o mercado nunca está estagnado e que existem soluções inovadoras que continuam a definir o rumo do futuro dos negócios.

Como dissemos aqui, o mercado não para de evoluir. Parte dessa evolução se dá por meio da tecnologia. Então aproveite para conferir 7 tecnologias que podem melhorar a experiência de compra do seu cliente.