Startup

Mapeamento de startups: o que é e quais os benefícios para o seu negócio

Mapeamento de startups

Um ecossistema de startups é o nome dado a uma rede que envolve, além de empresas desse segmento, uma série de outros componentes importantes.O ecossistema inclui ainda aceleradoras e incubadoras, hubs de inovação, comunidades e outras entidades que compõem a economia criativa no país. Na prática, então, um ecossistema é um conjunto de organizações que apoia e dá visibilidade ao mercado de startups e de scale-ups.Minas Gerais é um estado conhecido por abrigar centenas de startups que, juntas, formam um ecossistema poderoso. Em todo o estado, com destaque para uma maioria de startups localizadas na capital, a inovação é promovida no dia a dia e em tempo real por essas empresas.Mas, afinal, o que há de mais relevante no ecossistema de startups mineiras? Como essas empresas são caracterizadas? Que tipo de negócio oferecem?Para responder a essas e a outras perguntas importantes, o Sebrae Minas, em parceria com a Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, acaba de lançar o Scape Report, um mapeamento inédito do ecossistema de startups de Minas Gerais.Confira agora o que é o mapeamento de startups e o que ele traz de relevante para o mercado mineiro – e o de todo o país!

Ecossistema de startups: o que é e para que serve?

Trata-se de um grupo formado por empreendedores, startups e diferentes organizações em seus diversos estágios de crescimento. Juntos, eles formam um sistema para criar outros negócios e fomentá-los.Ecossistemas famosos incluem, por exemplo, o Vale do Silício, nos Estados Unidos. Grandes centros globais como Barcelona, Londres e Nova York também abrigam os próprios ecossistemas. Por aqui, no Brasil, São Paulo é o maior ecossistema, seguido por Minas Gerais e pela capital de Santa Catarina, Florianópolis.

O que é o mapeamento de startups

O mapeamento de startups realizado pelo Sebrae registra a presença de mais de 870 startups mineiras, sendo uma importante ferramenta de conhecimento e um guia de oportunidades de negócios para todo o setor.O principal diferencial da ferramenta é a divisão das startups por categorias e clusters (subcategorias), seguindo a lógica de mercado, gerando conexão entre as empresas e potencializando a geração de outros negócios. No mapa, as empresas podem visualizar o seu posicionamento, procurar fornecedores, analisar concorrentes ou buscar parcerias. A proposta é que o mapa seja permanentemente atualizado, de forma a acompanhar a evolução do ecossistema e o surgimento de novas startups.Quem comanda uma startup que ainda não está na lista, pode até sugerir o cadastro do seu negócio para uma futura versão do mapa.

Tipos de startups: como estão caracterizadas as empresas mineiras

No mapeamento, as empresas foram agrupadas em 13 categorias distintas, sendo elas:

  • Puretech (141) - empresas de soluções tecnológicas
  • Martech (108) - empresas com soluções de marketing
  • Fintech (103) - empresas de soluções financeiras
  • Healthtech (93) - empresas de soluções da área da saúde e bem-estar
  • Agtech (85) - empresas de tecnologia agrícola
  • Edtech (76) - empresas do segmento de educação
  • Construtech / Real Estate (49) - empresas com soluções no mercado imobiliário e de construção
  • Retailtech (49) - empresas que atuam no varejo
  • Logtech (45) - empresas que oferecem soluções de logística
  • RHtech (39) - empresas com soluções para recursos humanos, recrutamento e gestão de pessoas
  • Adtech (25) - empresas com soluções de anúncios e mídia
  • Traveltech (13) - empresas voltadas para turismo e áreas afins
  • E um último grupo de outras categorias de Tech (49).

Em seguida, essas mesmas categorias foram divididas em 73 clusters (subcategorização).Um dos destaques do mapa é justamente a maior presença das empresas PureTech, ou seja, aquelas que oferecem serviços intrínsecos ao universo da tecnologia.Entre as 141 startups dessa categoria, há a seguinte divisão em clusters: Transformação Digital (19), Games (8), Desenvolvimento de Apps/Mobile (29), Software de Gestão Verticalizado (38), Indústria 4.0 & Novos Materiais (35) e ISP / Cloud Providers (12).

Onde estão as startups mineiras

O mapeamento de startups também mostra onde está a concentração das empresas no estado.De acordo com o estudo, as cinco principais cidades mineiras onde estão localizadas as startups são: Belo Horizonte (62%), Uberlândia (9,8%), Juiz de Fora (4,1%), Nova Lima (3,7%) e Santa Rita do Sapucaí (2,4%). As demais estão espalhadas pelo restante de Minas Gerais.

Por que conferir o mapeamento de startups

Entender o ecossistema de startups mineiras é importante por alguns motivos específicos.Antes de mais nada, se você tem uma startup, é fundamental entender como seu negócio se situa no mercado atual.Caso ainda esteja pensando em lançar um negócio de inovação, o mapeamento de startups também pode ajudar você a traçar um panorama do que já existe no seu setor. Você pode identificar concorrentes, futuros clientes ou fornecedores entre as startups mapeadas, por exemplo.Por fim, mesmo quem não esteja no segmento de startups, você pode se beneficiar do mapeamento. Afinal, startups podem ser os clientes ideais de uma empresa que vende produtos ou serviços B2B, além de serem boas opções de fornecedores ou parceiros comerciais.Para conferir todas as empresas listadas e desvendar o universo das startups em Minas Gerais, é só acessar o conteúdo completo. Baixe gratuitamente o mapeamento de startups do Sebrae Minas e Pipeline capital aqui!