Tendências

Web 3.0: o que é e exemplos da nova onda da internet

Web 3.0: o que é e exemplos da nova onda da internet

Se você é uma pessoa conectada e ligada às novidades do mundo digital, provavelmente já ouviu falar da nova era da internet.O termo Web 3.0 tem ganhado força nas discussões sobre tecnologia e não é à toa: trata-se de uma leitura importante sobre a fase que vivemos no meio online.Caso você ainda não conheça a expressão ou não saiba exatamente o que significa, não se preocupe. Vamos explicar agora o que é Web 3.0, com direito a exemplos que mostram como essa ideia é importante para o momento atual do mercado.

O que é Web 3.0?

A Web 3.0, também chamada de web3, é a era atual da internet.Ela se caracteriza pode ser altamente descentralizada, impulsionada pelo aprendizado de máquina e inteligência artificial, e aproveita a tecnologia blockchain.O resultado é a comunicação humana do mundo real. Os usuários mantêm o controle sobre seus dados e conteúdo e podem vender ou negociar seus dados sem perder a propriedade, arriscar a privacidade ou depender de intermediários.A chave para a inovação na Web 3.0 é a digitalização de ativos por meio de tokenização. A tokenização converte ativos e direitos em uma representação digital, ou token, em uma rede blockchain. Criptomoeda e tokens fungíveis são formas de moeda digital que podem ser facilmente trocadas entre redes, impulsionando um novo modelo de negócios que democratiza as finanças e o comércio. Tokens não fungíveis (NFTs) são unidades de dados que representam ativos exclusivos, como avatares, arte digital ou cartões comerciais, que podem ser de propriedade dos usuários e monetizados para seu próprio ganho.É relativamente fácil identificar as principais diferenças entre Web 1.0 e Web 2.0. No primeiro modelo, os usuários consultam páginas da web de forma passiva e, geralmente, não geram seu próprio conteúdo. Na 2.0, os usuários geram conteúdo e interagem com sites (e uns com os outros) por meio de plataformas de mídia social, fóruns e muito mais. Com a geração Web 3.0 da internet, as diferenças não são tão claramente definidas.

Características da Web 3.0

O termo Web 3.0, cunhado pelo repórter John Markoff do The New York Times em 2006, refere-se a uma nova evolução da Web que inclui inovações e práticas específicas. Abaixo estão as principais características principais que podem nos ajudar a definir a Web 3.0:

Web Semântica

A próxima evolução da Web envolve a Web Semântica. A Web Semântica melhora as habilidades das tecnologias da Web para gerar, compartilhar e conectar conteúdo por meio de pesquisa e análise, compreendendo o significado das palavras em vez de palavras-chave ou números.

Inteligência Artificial

Ao combinar recursos semânticos com processamento de linguagem natural, os computadores podem entender as informações em um nível semelhante ao humano para fornecer resultados mais rápidos e relevantes. Ao fazer isso, eles se tornam mais inteligentes e atendem melhor às necessidades dos usuários.

Gráficos 3D

O design tridimensional é amplamente utilizado em sites e serviços na Web 3.0. Guias de museus, jogos de computador, comércio eletrônico, contextos geoespaciais e muito mais são exemplos comuns disso.

Conectividade

Com a web3, as informações estão mais conectadas graças aos metadados semânticos. Como resultado, a experiência do usuário evolui para um novo nível de conectividade que aproveita todas as informações disponíveis.

Ubiquidade

O conteúdo e os serviços da Internet podem ser acessados ​​em qualquer lugar, a qualquer momento, por meio de qualquer número de dispositivos, e não exclusivamente por meio de computadores e smartphones. A Web 2.0 já é onipresente de várias maneiras, mas o crescimento dos dispositivos IoT a levará a novos níveis.

Blockchain

Com a tecnologia blockchain, os dados do usuário são protegidos e criptografados. Isso evita que grandes empresas controlem e/ou usem os dados pessoais dos usuários para seu ganho.

Descentralização

Redes de dados descentralizadas armazenam dados em uma interconexão ponto a ponto. Os usuários mantêm a propriedade sobre seus dados e ativos digitais e podem fazer login com segurança pela Internet sem serem rastreados.

Web 3.0 e marketing digital

Caso ainda não tenha ficado claro para você, a nova era da internet terá impacto em várias estratégias de qualquer negócio — começando pelo marketing digital.Aqui estão algumas das maneiras pelas quais a Web 3.0 terá impacto no marketing digital:

Menos foco em palavras-chave

Na web3, haverá menos foco na otimização de palavras-chave, o conceito básico do SEO como conhecíamos. Em vez de focar em palavras-chave, os profissionais de marketing devem criar conteúdo multimídia que entenda as necessidades e consultas dos usuários. É preciso pensar menos em palavras soltas e mais em buscas e termos complexos que as pessoas querem pesquisar.

Redução nas consultas “perto de mim”

Haverá uma diminuição drástica nas consultas “perto de mim” porque as pessoas sabem que os resultados serão automaticamente relevantes para sua localização. Portanto, eles pararam de adicionar “perto de mim” ou “na minha cidade” às duas buscas. A Web 3.0 considera automaticamente os dados de geolocalização e comportamento do usuário e mostra resultados relevantes que correspondem ao seu interesse.

Aumento da pesquisa por voz

A Web 3.0 promete levar a um aumento da pesquisa por voz e as pessoas começarão a usar ainda mais os assistentes digitais. Portanto, a chave será otimizar para consultas mais específicas e de cauda longa.

Crescimento da otimização de palavras-chave de perguntas, otimização de “rich snippets” e “As pessoas também perguntam”

No Google, a web3 aumentará a otimização de palavras-chave de perguntas, otimização de rich snippets (os destaques que aparecem antes da primeira posição do Google) e a seção “As pessoas também perguntam”. Foque os seus esforços de SEO nesses formatos.

Ascensão de experiências hiperpersonalizadas

A Web 3.0 também substituirá a ideia de antigos sites estáticos por experiências hiperpersonalizadas que mudam suas mensagens e seus formatos de mídia para cada visitante. Falar com mecanismos de pesquisa em linguagem natural e encontrar informações precisas oferece uma experiência de usuário perfeita; a capacidade da web3 de aprender e pensar enfatizará essa rica experiência para os usuários.

Web 3.0 e Metaverso

O Metaverso é uma palavra da moda desde que o Facebook anunciou seu novo nome, “Meta”. A ideia é mostrar que a empresa está caminhando rapidamente para um Metaverso, que seria um universo totalmente digital onde é possível interagir com marcas, com outras pessoas e muito mais.No momento, as pessoas interagem umas com as outras por meio de plataformas de mídia social ou usando aplicativos de mensagens. Já no espaço virtual, os usuários terão seu próprio “personagem” que poderá circular e interagir com outros usuários. Eles podem se comunicar uns com os outros através de avatares, mensagens de texto, sons, videoclipes, videogames, etc.O papel da Web 3.0 é vital para tornar o Metaverso uma realidade. Em outras palavras, a web3 permitirá que o mundo virtual exista online e seja acessível por meio de um navegador da web.Conhecer essas possibilidades, tanto para o marketing quanto para o metaverso, pode ser o primeiro passo para compreender o que deve ser tendência no futuro próximo. No fim das contas, é importante entender que a web3 já é real e você, logo logo, precisará se adaptar a ela.E falando em Metaverso, não pare sua leitura por aqui. Venha desvendar com a gente o que é o Metaverso e como ele vai impactar os negócios.