Inovação sustentável: conheça 14 startups de sustentabilidade

Compartilhe este conteúdo:
Por que são tempos de Inovação Sustentável? A pauta da Sustentabilidade tem sido cada vez mais importante, conforme vemos as mudanças climáticas e o esgotamento de recursos naturais. Por trás da crise ambiental, está a lógica de produção e o consumo desenfreado, com marcas em busca de crescimento e lucro a todo custo, dissociadas da responsabilidade com o futuro da humanidade e do planeta. O cenário, porém, vem se alterando por meio da Inovação Sustentável.
Diante do colapso iminente, o comportamento do consumidor mudou. Isso pode ser constatado na informação de que 90% das pessoas atribuem às marcas a responsabilidade de construir um futuro melhor, é o que diz a pesquisa da Salesforce.
Hoje, aqueles que compram exigem das empresas posturas mais sustentáveis. Preferem adquirir produtos e serviços de marcas que assumem o compromisso de cuidar do meio ambiente. Por outro lado, as organizações buscam soluções para tentar evitar que o cenário se agrave. Uma delas é o investimento em Inovação Sustentável.
Quer conhecer exemplos de empresas que encontraram na responsabilidade com o planeta um modelo de negócio rentável? Reunimos, neste artigo, uma lista com 14 startups brasileiras que apresentam soluções que unem o bem para o meio ambiente e o pensamento de negócio. Confira!

1 – Solos

Criada por empreendedoras baianas, a startup Solos tem a missão de promover o consumo e a produção responsáveis, mediante soluções para redução e reaproveitamento de resíduos dispensados por empresas, eventos, escolas e condomínios.
Até hoje, com a atuação da Solos, mais de 315 toneladas de materiais deixaram de ser dispensados no meio ambiente, para ganhar novas utilidades: seja na terra, por meio da compostagem; seja na vida, com a reciclagem dos resíduos.
Uma das frentes de trabalho da empresa é transformar em adubo os resíduos orgânicos gerados por supermercados e shoppings. A marca monta uma estrutura de tratamento nos próprios locais de coleta, a fim de evitar a necessidade de transporte.
O adubo, produzido por uma máquina, pode ser utilizado em fazendas e jardins. Além desse trabalho, as empreendedoras se dedicam à educação ambiental, conscientizando os líderes de empresas da importância de implementar um processo de Gestão de Resíduos, visando possibilitar uma cadeia produtiva circular e inclusiva.

2 – VG Resíduos

Empresas que geram resíduos como materiais químicos ou nocivos, rejeitos hospitalares ou domésticos devem elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, conforme Lei Federal de 2010. As organizações que não cumprem a regra estão sujeitas a multa.
Para atender à demanda de mercado e facilitar o cumprimento da legislação, a startup de tecnologia VG Resíduos criou um software dedicado à Gestão de Resíduos Empresariais. Através da ferramenta de inovação sustentável, empresas podem gerar documentos e relatórios obrigatórios aos critérios de monitoramento ambiental, bem como encontrar de forma automatizada fornecedores que atendam à regulamentação.
Então, na prática, a solução otimiza processos para a conformidade ambiental e reduz custos ao entregar uma tecnologia de ponta a ponta na Gestão de Resíduos.

3 – Biosolvit

“Soluções em biotecnologia para tornar o mundo um lugar melhor.” Essa é a definição da startup Biosolvit, reconhecida mundialmente por ter criado um absorvedor orgânico de petróleo. A marca atua em três áreas focadas na Inovação Sustentável: pesquisa e desenvolvimento; produtos para a preservação da água e produtos para a preservação da flora.
Além do item destaque, que é o absorvedor natural de petróleo, a startup desenvolveu um xaxim ecológico para substituir o xaxim produzido a partir de um arbusto ameaçado de extinção, cujas vendas estão proibidas.

4 – Inovação Sustentável: Menos 1 Lixo

Uma marca que nasceu para provar que atitudes individuais são capazes de mudar o mundo, a Menos 1 Lixo traz em seu mix de produtos um copo reutilizável. O início do negócio surgiu a partir de uma inquietação pessoal da empresária Fê Cortez em reduzir o próprio impacto negativo no planeta. Em um ano, com o uso do item reutilizável, sua empresa deixou de jogar fora mais de 1.600 copos descartáveis, além de ter economizado mais de cinco mil litros de água que seriam utilizados para a produção do plástico.
Hoje, o copo reutilizável é vendido por mais de 150 representantes em todo o país e é 100% produzido no Brasil, em uma cadeia de economia justa, local e responsável com o meio ambiente. Além disso, a Menos 1 Lixo disponibiliza uma série de conteúdos gratuitos para a conscientização da responsabilidade de cada um na construção de um futuro regenerativo.
Mais uma prática de Inovação Sustentável, neste caso, a serviço da mudança de hábitos pessoais.

5 – Dobra

Já imaginou que uma carteira pudesse deixar o mundo mais aberto, irreverente e do bem? A marca Dobra não só pensou, como colocou em prática a ideia. A empresa comercializa curiosas carteiras de papel que não molham, não rasgam e são feitas à mão a partir de insumos recicláveis. Uma proposta de Inovação Sustentável na área de produto.
No portfólio, além das carteiras – itens-chave do negócio –, há camisas, cachepôs, quadros, lambe-lambe. Esses não são de papel, mas também são produzidos sob demanda, com material 100% sustentável e vegano.

6 – Newatt

Se você sente falta de saber o quanto gasta de energia na sua casa ou em sua empresa antes que a conta chegue, a solução da Newatt é para você. Com uma tecnologia ligada à Internet das Coisas, é possível mensurar o gasto energético e entender quais aparelhos são mais dispendiosos.
O dispositivo é conectado ao quadro de distribuição e, segundo o site da startup, permite o melhor gerenciamento da energia, o que resulta em uma economia média de 30%. Além disso, em indústrias, é possível detectar falhas e comportamento anormal de equipamentos, antes que algo saia do controle.

7 – Kemia

Empresa focada no tratamento de esgotos, chorume e resíduos gerados em atividades empresariais, a Kemia oferece soluções de ponta a ponta para o reaproveitamento adequado do material gerado por indústrias e fábricas: desde automação à manutenção química.
A organização foi reconhecida como startup do ano e projeto socioambiental inovador pelo Prêmio CERTI de Inovação. Também está entre as top 100 startups mais engajadas em Inovação Sustentável.

8 – Methanum Engenharia Ambiental

Já imaginou se os resíduos de saneamento pudessem gerar energia elétrica? A solução de inovação sustentável da Methanum Engenharia Ambiental promete exatamente isso. Com as técnicas empregadas, o aproveitamento dos dejetos gera biogás, que, por sua vez, pode ser transformado em energia elétrica.
Por meio de consultorias, soluções e treinamentos, a empresa oferece a possibilidade de otimização de recursos energéticos. Ao transformar lixos urbanos e industriais em eletricidade, ela contribui para a diminuição da emissão de gases do efeito estufa e para a redução do descarte irresponsável de resíduos no planeta.

9 – Agrosmart

Também existe Inovação Sustentável no campo. A startup Agrosmart realiza monitoramento inteligente para cultivo de lavouras, e a promessa é diminuir o uso de energia elétrica, de combustível e o consumo de água. Para o país, isso é muito importante, já que metade da água utilizada na agricultura poderia ser evitada com mais eficiência do processo.
Buscando conseguir isso, a tecnologia monitora a lavoura durante 24 horas por dia e gera modelos de plantio e colheita com base em dados e informações sobre clima e solo. Com isso em mãos, o produtor é capaz de definir antecipadamente datas para cada ação, desde a irrigação até a colheita. Saiba mais da empresa.

10 – Boomera

Os resíduos são um problema ambiental sério. E só com Inovação Sustentável é possível encontrar caminhos positivos para o descarte ou a reutilização. É com isso que a Boomera trabalha: novas possibilidades para resíduos.
Um dos projetos da empresa foi a reciclagem de cápsulas de café Dolce Gusto e de fraldas descartáveis. As técnicas utilizadas são a Engenharia Circular e a Logística Reversa. Isso significa que toda a cadeia produtiva é conectada por meio da tecnologia e de parcerias com cooperativas de catadores. Assim, o que era resíduo se torna matéria-prima para a indústria.

11 – Pecsa

O uso excessivo do solo e o emprego de pesticidas têm sido um grande problema para a agricultura, o que resulta em perda de terras produtivas. A Pecsa surge nesse contexto, com o trabalho de resgate de fazendas degradadas por tais práticas.
Após a reforma, o produtor tem as terras renovadas, produtivas, com mão de obra qualificada e alto potencial de desempenho econômico. Tudo isso em conformidade com as normas brasileiras e em parceria com instituições de pesquisa.
O modelo financeiro também é inovador: o produtor participa do investimento de acordo com a disponibilidade. Além disso, é possível solicitar outros produtos de consultoria, como a nutrição estratégica de animais.

12 – Fornari Indústria

Temos ciência de que produtos agrícolas podem prejudicar o meio ambiente, bem como sabemos que os processos de fabricação muitas vezes geram grandes gastos de água e energia elétrica. A Fornari Indústria tenta mudar isso produzindo soluções mais eficientes, como equipamentos de higienização de máquinas avícolas – o que elimina o uso de produtos químicos como o formol.
Outros vários produtos estão disponíveis, como lavador de botas e máquina para desinfetar ovos. Outra inovação é que a startup também oferece serviços de manutenção industrial focados na melhor eficiência possível.
A Fornari Indústria é catarinense e por isso integra o polo tecnológico da região. Saiba mais disso neste post.

13 – Faex Soluções Ambientais

A inovação sustentável também é indicada para pequenas empresas. A startup Faex Soluções Ambientais presta consultoria de coleta e logística de resíduos industriais perigosos para esses negócios.
Dentre as soluções, estão o transporte, a estrutura para armazenagem temporária e a instrução para o descarte. Dessa forma, pequenas e médias empresas podem gerenciar seus resíduos de forma segura, dentro da lei e sem prejudicar o meio ambiente.

14 – Papel Semente

A Papel Semente atende a uma exigência de mercado cada vez mais presente: produtos 100% sustentáveis até a embalagem e as tags. A empresa fabrica papéis ecologicamente corretos, que podem virar hortaliças, verduras ou flores. Os itens são comumente utilizados como etiquetas e convites por marcas conscientes da responsabilidade social e ambiental.
Em 11 anos de atuação em Inovação Sustentável, a Papel Semente já reciclou 58 toneladas de papel e economizou quase 600 mil litros de água. Além disso, por meio de ações de impacto social, a startup é responsável pela geração de renda na comunidade de Guaxindiba, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, já que 90% dos funcionários residem no local.
A mudança no comportamento do consumidor impacta o jeito de empreender no Brasil. Se antes as pessoas buscavam somente preço ou marca, hoje, o cliente deseja se conectar com empresas engajadas em deixar o planeta um lugar melhor.
E aí, gostou de conhecer tais iniciativas de Inovação Sustentável? Com doses de criatividade e capacidade técnica, é possível criar soluções benéficas tanto para o mundo, para a sociedade como para os empreendedores.
O Sebrae também pode ajudar você a levar a sustentabilidade para o seu negócio. Por meio do Sebraetec, o empreendedor tem acesso a uma rede consultores especializados em oferecer soluções inovadoras para otimizar processos, reduzir custos e impactar positivamente o meio ambiente. Entre os serviços prestados por intermédio do programa estão a redução de desperdício em pequenas empresas, a melhoria da eficiência energética e a adaptação da operação para fontes de energia renováveis.
Conheça também as startups de Biotecnologia, que unem as Ciências Biológicas e a Inovação visando criar soluções melhores para os seres humanos: