Tudo sobre Parques Tecnológicos

Compartilhe este conteúdo:

Um ambiente fértil para o fomento da Inovação e do Empreendedorismo. Os Parques Tecnológicos são espaços físicos que reúnem empresas, universidades e instituições de pesquisa dispostas a criar soluções disruptivas.

 

Setores privado, público e organizações geradoras de conhecimento trabalham juntos. O foco é promover a competitividade e estimular o desenvolvimento tecnológico nas mais diversas áreas.

 

Por essa e outras características, os Parques Tecnológicos são responsáveis por criar um ecossistema forte de negócios e fortalecer a economia local. Neste artigo, reunimos tudo o que você precisa saber sobre esse ambiente. Confira!

 

Parques Tecnológicos: o que são

Trata-se de ambientes propícios para a criação de projetos e o desenvolvimento de atividades inovadoras e tecnológicas. Contam com estrutura física adequada para a instalação de negócios, como escritórios, laboratórios, centros de eventos, incubadoras, etc.

 

O objetivo é fomentar Inovação, Empreendedorismo, Ciência e Tecnologia. Para isso, oferecem um espaço físico adequado à integração e à cooperação entre as empresas privadas, o poder público e o setor acadêmico.

 

São grandes centros que reúnem conhecimento, estrutura de apoio, oportunidades, mentes brilhantes e recursos. Enfim, dizem respeito a todos os elementos necessários para o desenvolvimento de ideias, projetos e negócios inovadores.

 

De onde surgiu o conceito

Em 1950, surgiram os primeiros Parques Tecnológicos nos Estados Unidos,  ao redor de Boston e de Stanford. Era uma ideia embrionária daquilo que se conhece como “espaços dedicados à Inovação”.

 

Com o passar do tempo, o projeto foi evoluindo e, hoje, é replicado mundialmente. Um dos Parques Tecnológicos mais famosos do mundo está no Vale do Silício (Califórnia). A região foi berço para multinacionais como Google, HP e Uber.

 

Alguns dos principais Parques Tecnológicos do Brasil

No Brasil, os Parques Tecnológicos começaram a surgir nos anos 1990. A maioria contou com o incentivo de políticas públicas. Embora as regiões Sul e Sudeste abriguem o maior número dos Centros de Inovação, há parques espalhados por todo o país. Conheça os principais:

Porto Digital (Recife/PE)

Criado em 2000, o Porto Digital visou ao fomento da tecnologia e da geração de novos empregos para o Estado. Atualmente, o espaço faz movimentação bilionária e concentra cerca de 250 negócios. Dentre eles, marcas como LG, Samsung e Microsoft.

 

 

Parque Tecnológico (São José dos Campos/SP)

Esse polo é conhecido por fomentar o desenvolvimento dos mercados de Energia, Defesa, Aeronáutica e Tecnologia da Informação. Abriga mais de 350 empresas e concentra postos de trabalho para cerca de 9.000 pessoas. Em 2020, atingiu a marca de R$ 1,89 bilhão de investimentos recebidos.

 

Sapiens (Florianópolis/SC)

Polo de referência em produção de tecnologia,  o Sapiens nasceu em 2006 e hoje é um dos Parques Tecnológicos mais importantes do Brasil. Além das empresas do ramo tecnológico, agrega negócios da áreas de Turismo, Serviços e Setor Público.

 

Tecnopuc (Porto Alegre/RS)

É o Parque Científico e Tecnológico da PUC/RS. Fundado em 2001, ele abriga 178 organizações e já impulsionou mais de 300 startups. Seu ecossistema conta com empresas privadas, públicas, startups e centros de pesquisa.

O foco é contribuir para o desenvolvimento das áreas de Tecnologia da Informação, Ciências Médicas, Física e Videogames.

 

Por que Parques Tecnológicos são importantes

Espaços de fomento à Inovação, ao Empreendedorismo e à Difusão da Tecnologia, os Parques Tecnológicos são impulsionadores de negócios. Mas engana-se quem pensa que tais polos apenas favorecem o ecossistema empresarial.

 

Saiba agora a importância dos Parques Tecnológicos para um país:

 

Fomentam a Inovação e o Empreendedorismo

Locais como Centros de Tecnologia são catalisadores da Inovação e do Empreendedorismo. Eles criam o ambiente ideal para o surgimento de ideias inovadoras e apoiam os negócios até conseguirem tração e competitividade no mercado.

 

Dessa forma, os projetos mais audaciosos, com alto poder de impacto na sociedade, encontram um espaço seguro para sair do papel.

 

Criam um ecossistema forte de negócios

Outra característica relevante de um Parque Tecnológico para o mercado é a possibilidade de conexão entre o setor público, a academia e as empresas privadas. O trabalho em conjunto dessa tríade permite a criação de soluções tecnológicas, científicas e eficazes para problemas cotidianos.

 

Além disso, o espaço físico incentiva a transferência de conhecimento entre os players do polo tecnológico. Assim, diferentes negócios conseguem contribuir  para a construção de produtos e serviços que atendam a demandas específicas, bem como trabalhar em parceria com eles.

Dessa atuação conjunta, inclusive, surge um cenário de inovação muito rico e diverso, já que o networking possibilita o desenvolvimento de parcerias estratégicas.

 

Impulsionam a economia

A parceria entre o poder público, as iniciativas privadas e as universidades favorece o desenvolvimento da economia local. Isso porque os Parques Tecnológicos atraem muitos investimentos e criam centenas de postos de trabalho onde estão localizados.

 

Também conhecidos como “berços de soluções tecnológicas e inovadoras”, tais centros costumam produzir as tendências que movimentam a economia. Sendo assim, guiam a criação de produtos e serviços bastantes competitivos.

 

Parques Tecnológicos são essenciais para a difusão da Cultura Empreendedora e o desenvolvimento de novos negócios. Vale a pena acompanhar o trabalho desses centros produtores de conhecimento e tecnologia.

 

Gostou de conhecer a proposta dos Parques Tecnológicos? Continue o aprendizado em temas relevantes como esse para o mindset empreendedor. Leia agora mesmo nosso post sobre Inovação nos Espaços de Trabalho.