Startup

Venture Builder: o que são e como funcionam

Venture Builder

Venture Builder são fábricas de startups, ou construtoras de negócios de riscos, em uma tradução literal do inglês. São organizações voltadas ao desenvolvimento das startups, por meio do aporte de recursos financeiros e humanos próprios.É uma alternativa para a captação de investimento para startups e um meio para elas se estruturarem. A Venture Builder se torna uma cofundadora, apostando no potencial de crescimento como uma forma de obter lucros e, logicamente, retorno do investimento.Esse modelo de negócio não cria startups, mas seleciona startups em diferentes estágios de maturidade – algumas ainda na fase de ideação, outras já mais avançadas – para ajudar a construir um modelo de negócio mais robusto, ou a escalar o crescimento ou mesmo atuar nas partes administrativa, jurídica ou financeira.E, mais tarde, com as rodadas de investimento ou mesmo com um movimento de saída da operação, as Ventures Builders podem ter o retorno do capital investido.Para saber como as Ventures Builders funcionam, leia até o final!

Como funcionam as Venture Builder

Geralmente, as Ventures Builders são compostas de pessoas com alto conhecimento em tecnologia e em gestão de negócios. De modo que o empreendedor que teve a ideia do negócio pode focar no produto ou serviço, e o time de Venture Builder, em construir toda a estrutura de suporte ao negócio.As Ventures Builders participam ativamente dos processos de tomada de decisão.Podemos destacar alguns pontos:1 - Identificam startups ou modelos de negócios com ideias potenciais.2 - Contribuem para a construção de times.3 - Têm acesso facilitado aos recursos financeiros.Vamos nos aprofundar a seguir:

1 - Identificam startups ou modelos de negócios com ideias potenciais

Esse processo pode acontecer valendo-se de uma busca ativa, isto é, as Ventures Builders procuram por startups ou empresas para investir. Ou, por meio de uma busca passiva, em que as startups que precisam de um auxílio procuram por Ventures Builders.As startups podem estar em modelos diferentes de maturidade, isto é, em etapas de:

  • Ideação (pré-seed): identificação de uma oportunidade.
  • Validação (seed): o serviço ou produto é validado pelo mercado, e normalmente é utilizado o MVP (Mínimo Produto Viável).
  • Operação (early stage): já se têm os resultados do MVP, e a versão final do produto e serviço foi alcançada
  • Tração (growth stage): os processos da empresa já estão bem definidos e é possível focar as energias em crescimento, estabelecendo as metas.
  • Scale-up (expansion stage): é a fase expansão e de crescimento exponencial.

Desse modo, vale a pena ter um plano de negócios com o levantamento da ideia, do público-alvo, dos canais de vendas, do plano de marketing, da análise de concorrência e do modelo organizacional. O modelo Canvas é amplamente utilizado por startups porque ele permite uma representação visual, seja do plano, para as startups em fase de ideação, seja do modelo para as de validação em diante.

2 - Contribuem para a construção de times

As Ventures Builders participam ativamente tanto da construção de times, por meio da sugestão de pessoas e de formas de contratação, quanto da participação ativa nos times e na contribuição para alocação dos talentos existentes.

3 - Têm acesso facilitado aos recursos financeiros

As Ventures Builders podem empregar recursos próprios e contribuir para o acesso de outras fontes de financiamento.A rede de relacionamento – networking – e a própria presença de uma Venture Builder podem abrir portas para conseguir acessar o capital.

4 - Presumem redução dos riscos

A presença de um time de pessoas experientes em empreendedorismo reduz o risco do negócio de uma startup. Isso traz mais confiança a todos os envolvidos nas operações.

Diferenciais de uma Venture Builder

O capital das Ventures Builders é uma das opções para startups, mas existem outras. Para não restar dúvidas sobre o conceito, vale a pena entender também o que são aceleradoras, incubadoras e os fundos de Venture Capital.

Aceleradores e incubadoras

Normalmente, as incubadoras estão mais voltadas a startups na etapa de ideação (pre-seed), e as aceleradoras, à validação (seed), enquanto as Ventures Builders, como vimos, atuam em diversas fases.As incubadoras, como o próprio termo sugere, trabalham para fomentar o desenvolvimento de uma fase inicial. Existem algumas que utilizam capital próprio e as que aplicam dinheiro público.Já as aceleradoras procuram empresas com potencial para crescer, buscando agilizar esse processo.As aceleradoras e as incubadoras apresentam programas de consultoria, mentoria ou mesmo de algum tipo de apoio – como o de espaço físico – para curtos períodos de tempo (de 6 meses até um ano). Já as Ventures Builders participam ativamente da construção do negócio e em um espaço temporal maior – de médio a longo prazo (5 a 10 anos).

Fundos de Venture Capital

Tais fundos aportam somente capital financeiro, sem o suporte estratégico para a gestão do negócio e sem a entrada de capital humano.Por meio de diversas modalidades, como é o caso do investidor-anjo, é possível acessar esse capital destinado a operações de maior risco.Neste caso, podem existir opções mais focadas para uma etapa específica do negócio ou mesmo para algum segmento. E há um processo seletivo bastante criterioso para escolher as investidas.Se você entendeu que uma Venture Builder faz sentido para o seu negócio, pesquise as opções disponíveis no mercado. Existem algumas com proposta de valor segmentadas, que podem ter mais afinidade com a sua empresa.Para saber mais sobre as rodadas de investimento, acesse o material a respeito: Rodadas de Investimento.