Native Ads: o que é e como planejar uma campanha de resultados

Compartilhe este conteúdo:
Há diversos jeitos de anunciar na internet, e os meios mais tradicionais de mídia paga você já deve conhecer: Facebook Ads, LinkedIn, Twitter e Google Adwords. Outro formato de publicidade on-line de que você provavelmente não tem conhecimento, mas certamente já foi por ele impactado, é o Native Ads.
Conhecido como “Publicidade Nativa” em bom português, esse anúncio é menos inconveniente do que os modelos tradicionais e entrega uma experiência mais agradável ao usuário.
Mas não é só isso. Por meio do Native Ads, é possível gerar resultados expressivos para o negócio. Ficou interessado no assunto? Siga a leitura porque, neste artigo, reunimos tudo o que você precisa saber do Native Ads: o que é, qual a função e como planejar uma campanha eficaz para o seu negócio.

O que é Native Ads?

Native Ads são anúncios on-line que aparecem como conteúdos clicáveis dentro de sites e facilmente confundidos com notícias do próprio endereço eletrônico.
É um formato que entrega informações relevantes ao usuário, já que a veiculação é feita com base na segmentação de interesses do público. Isso significa dizer que um Native Ads com um conteúdo sobre “escrita criativa” nunca aparecerá para alguém interessado em “carros”.

5 motivos para utilizar Native Ads

Agora que você já sabe identificar um Native Ads, falaremos sobre as vantagens em utilizá-lo no seu negócio.

1 Oferece uma experiência mais agradável ao usuário

O aspecto mais atrativo do Native Ads, sem dúvidas, está relacionado ao modo como ele aparece para os internautas: sem atrapalhar a experiência de navegação. Afinal, o anúncio não pipoca na tela enquanto o visitante consome o conteúdo e, como é adaptado ao layout do site que o hospeda, não quebra a fluidez de contato com o endereço eletrônico.

2 Não pode ser bloqueado

Para a exposição de marca, o modelo atende bem à proposta, já que os usuários não podem fechar um Native Ads. Dessa forma, não há como o formato interromper o caminho de navegação do visitante.

3 Entrega conteúdo de valor

Além de ser adaptado visualmente para o layout do site que o hospeda, um Native Ads gera um conteúdo de valor ao usuário. Esse, por sua vez, somente o acessa, caso se interesse pela informação.

4 Atrai novos visitantes para o site do negócio

Ao aparecer como recomendação em um portal de grande tráfego, as chances de clique no anúncio e de redirecionamento ao endereço da marca também crescem.

Como planejar uma campanha com Native Ads

A publicidade nativa é um dos formatos que funcionam bem na etapa de descobrimento da jornada do cliente. Isso porque, além de se encaixar no caminho de navegação do usuário, o anúncio traz informações relevantes, de acordo com a persona do negócio. Por isso, na hora de planejar sua campanha com Native Ads atente-se aos itens que elencaremos abaixo.

Conheça seu público-alvo

Ao criar um Native Ads, o objetivo é atrair a atenção do usuário para a informação que você entregou. Mas como fazer isso? Conhecendo as dores, os desafios e os desejos do seu público-alvo.
Uma forma prática de traçar o perfil do cliente ideal é a criação de personas, com informações de idade, hobbies, profissão, escolaridade e outras características úteis na identificação de interesses.
Dessa forma, você será capaz de produzir um conteúdo que atenda a essas necessidades e que seja interessante aos olhos do leitor que você deseja capturar.

Defina seu objetivo

O que você pretende ao criar um Native Ads? Se a sua resposta foi vender mais, leia com atenção este tópico. Definir um objetivo mensurável é fundamental para um direcionamento e a avaliação dos resultados da campanha.
Se você pretende atrair mais visitantes para o site, sua meta deve ser aumentar o tráfego em XX por cento. Caso sua meta seja ampliar a base de leads qualificados, dentro de uma metodologia de Inbound Marketing, por exemplo, o anúncio deve prometer uma oferta-isca e direcionar o visitante para uma página de captura de informações.
Caso contrário, o Native Ads será uma publicidade aleatória, cujos resultados serão difíceis de mensurar.

Ofereça um conteúdo útil

O que o seu público quer saber? Se você seguir a primeira dica deste tópico, na etapa de produção do conteúdo para o Native Ads, saberá como fazê-lo, pois já reuniu todas as informações sobre a persona.
Aposte em informações mais genéricas de como resolver as dores, os desafios e os problemas da sua persona, como “dicas para ter uma pele saudável”, “como usar o Marketing Digital para vender mais” etc. E, claro, entregue informações úteis, que façam o usuário se interessar por mais conteúdo da marca.

Segmente o Native Ads

Aqui você já conhece seu público, traçou seu objetivo e sabe o tipo de conteúdo que precisa ser produzido. O próximo passo é escolher onde e para quem o Native Ads aparecerá.
Fonte de tráfego, localização geográfica e assuntos tratados no site são alguns dos fatores de segmentação de público. Veja um exemplo prático de segmentação: se o interesse de seu público está relacionado à Economia, faz sentido anunciar em portais do nicho.

3 Plataformas para utilizar o Native Ads

Taboola: popular no mundo inteiro, a plataforma traz no portfólio grandes sites de notícias como InfoMoney, Terra e Estadão.
Outbrain: presente em mais de 55 países, a plataforma tem 290 bilhões de recomendações mensais e veicula anúncios em sites como CNN, El País e Le Monde.
Uol Ads: maior plataforma brasileira de publicidade on-line, a empresa tem parceiros relevantes no mercado, a exemplo da Folha de S.Paulo e da revista Rolling Stones.
Native Ads é um tipo de publicidade on-line que se adapta ao layout do site e, muitas vezes, é percebido como parte das notícias nativas do veículo de comunicação. Dessa forma, além de entregar uma experiência mais agradável ao usuário, o anúncio aumenta a credibilidade da marca e as chances de cliques.
Quer seguir o aprendizado em temas ligados a Empreendedorismo, Inovação e Marketing? Acesse agora mesmo, no nosso blog, outros posts como este.