Para que servem os cookies? Entenda!

Compartilhe este conteúdo:
Certamente você já se deparou com um aviso sobre o uso de cookies ao acessar um site. E, se você tem um site, é indispensável que tenha instalado essa caixa de informações para que seus usuários decidam se autorizam o uso total ou moderado dos cookies, ou se de fato não autorizam. Mas você sabe realmente o que são os cookies? Será que eles são vilões ou que podem, sim, trazer benefícios às organizações e aos clientes?
Hoje vamos responder a essas perguntas e mostrar como fazer um bom uso dos cookies para estreitar os laços com os públicos e fortalecer seu negócio. Acompanhe a seguir!

O que são cookies?

A tradução ao pé da letra está bem longe do significado da palavra “cookies” no contexto da internet. Estamos falando sobre fragmentos de informações de um site, também chamados de “arquivos”, que se conectam com o seu dispositivo, enquanto você navega por ele e pela internet.
Nessa conexão, o site colhe e monitora informações sobre o comportamento do usuário. Esses dados e as características levantadas pelos cookies ficam armazenados nos navegadores e formam bases de informação para a publicidade, a fim de tornar anúncios e campanhas mais assertivos, ou seja, chegando para quem precisa ou deseja aquele produto ou solução.

E a privacidade das pessoas, como fica?

Antes de tudo, é preciso destacar que o uso das informações coletadas pelos cookies devem ser usadas de maneira lícita e ética. A autorização do usuário contempla a troca de dados entre o dispositivo dele e o seu site, e não o mau uso desse material. Podemos dizer até que se trata de uma relação de credibilidade e confiança entre o público e os seus canais.
Recentemente, atendendo a um dos tópicos da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), as empresas passaram a informar ao público quais são os cookies utilizados e quais o cliente autoriza. Assim, mantém-se a transparência nas relações.

Usos e aplicações dos cookies

Em geral, os cookies são utilizados para identificar preferências, interesses e hábitos de consumo das pessoas, com base no que elas pesquisam, compram, leem e interagem. Por exemplo, no e-commerce de uma loja de roupas, os cookies vão registrar os produtos que você visitou, quais levou até o carrinho, seu tamanho, estilo, dentre outros aspectos. Tudo isso com o intuito de fazer ofertas personalizadas e ações de marketing mais individualizadas, como dissemos anteriormente.
O mesmo vale para os conteúdos que o usuário mais curte nas redes sociais, pessoas com quem ele interage mais, páginas mais acessadas e posts compartilhados. Sabe aquela playlist que o YouTube monta e os vídeos que ele sugere? Foram os cookies que indicaram. Sabe aquele anúncio que aparece no seu perfil do Instagram? Foram os cookies que possibilitaram o direcionamento. E aquelas reportagens do Facebook? Eles de novo!
Há tipos de cookies diferentes, sendo os mais comuns:
  • First Party Cookies: são os arquivos registrados diretamente pelo site que o usuário está visitando. A gestão e o uso deles são de responsabilidade da empresa que está coletando esses cookies.
  • Third Party Cookies: os chamados “cookies de terceiros” são aqueles coletados por meio de anúncios, buscadores, aplicativos e outras plataformas e canais e chegam de forma indireta às empresas.

Como utilizá-los estrategicamente para seu negócio

Diante das informações anteriores, a pergunta que não quer calar é: como usar os cookies de forma estratégica para os negócios? Vamos lhe contar como os cookies podem contribuir.
  • Auxílio nas métricas e análises de fluxo, pois cada cookie tem um identificador de acessos, mostrando o caminho do usuário, a frequência de acesso e os novos visitantes.
  • Mapeamento mais consistente da jornada de compra do consumidor.
  • Maior conhecimento sobre as características das personas do negócio, o que possibilita campanhas mais efetivas, ofertas de produtos e serviços mais direcionados e planos de ação com resultados melhores.
  • Aprimoramento da experiência do cliente no site e nas demais plataformas da marca.
  • Mais agilidade e praticidade para as pesquisas e as compras dos visitantes.
  • Adequação dos canais para que atendam melhor o consumidor.
  • Aumento do grau de confiança dos usuários, quando percebem a transparência da empresa em relação a seus dados.
Estamos na era do big data, com uma avalanche de produção e de consumo de informações, num cenário de consolidação do e-commerce, sobretudo com as restrições trazidas pela pandemia da Covid-19, além da transformação digital que segue firme, gerando também novos hábitos e comportamentos de consumo. Nessa perspectiva, a atenção das pessoas está cada vez mais disputada, e as empresas precisam se destacar na multidão de possibilidades que o usuário encontra a cada acesso. Os cookies são uma boa fonte de recursos para saber exatamente o que, quando e onde interessa a seu cliente.
O uso e o gerenciamento de dados têm se tornado pilares da gestão de um negócio e podem gerar múltiplos insights e bastante crescimento. Para isso, devem ser tratados com estratégia. Então, é hora de aprender mais e de saber lidar com esses grandes aliados. Veja o e-book “Data Driven: como começar a olhar para os dados para melhorar a tomada de decisão da sua empresa”.